sábado, 14 de setembro de 2019

Oliveirinhas da Serra?...

Não...estas estão no meu quintal! 
Só me ocorreu fotografá-las, quando a Rosa dos Ventos  escreveu no seu blogue sobre a morte dos velhos olivais. Ontem, ao fim da tarde, agucei o olhar na sua direcção e até as achei dignas de umas palavrinhas bonitas...


Oliveiras…

Para as ver não subo a altas colinas

Nem saio do meu quintal...


Oliveiras…

Não varejo nem rebusco
Não me dão azeite nem são luzes de farol

Oliveiras…

Fazem sombra, embelezam
Lembram-me o meu Alentejo...


 Oliveiras…

Brinca o vento na ramagem;
 douram as azeitonas ao sol…


Então? Acham que fiz bem em dedicar um postal a estas oliveiras

desgrenhadas e sem tratamento? Seja qual for o veredicto, elas aqui estão.


============********************===============
**************************************






sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Porque Hoje É Sexta-Feira. # 69




Dois brasileiros sentados num banco de jardim, conversam:
-Não percebo a minha mulher!
-Porquê Aduzindinho ? - Ela é das difíceis?
-Não Adilobertão, ela é húngara!

( Não riram? Mas deviam!! )

Um português, um brasileiro e um chinês caem no meio da selva, depois de um desastre de avião, e são capturados por uma tribo de canibais…

Uma vez chegados à aldeia dos canibais, o chefe da tribo decide dar-lhes uma hipótese antes de os mandar para o caldeirão:
- Se as vossas pilas, todas juntas, medirem no mínimo 30 centímetros, serão libertados.

O português é o primeiro e tira a pila cá para fora. Um dos canibais vai buscar uma régua e mede:
- Esta tem 15 centímetros, chefe!

Os três soltam um suspiro de alívio e dizem:
- Ufa! Pelo menos metade já temos!


Na vez do brasileiro, o canibal mede:
- 14 centímetros!

De novo se respira de alívio entre os três:
- Já só falta mais um centímetro! Acho que vamos conseguir!!

Quando o canibal vai medir a do chinês, esta mede exactamente um centímetro. Eles explodiram de alegria e, como prometido, foram libertados.

Quando já vinham a atravessar a selva, de regresso à civilização, o português começa a gabar-se:
- Já imaginaram? Se eu não tivesse uma pila tão grande, a esta hora estaríamos a ser cozidos no caldeirão.

- Ora essa! – responde o brasileiro – Se a minha não tivesse 14 centímetros, nunca chegaríamos aos 30 e, aí sim, estaríamos feitos.

Responde o chinês:
- Tá bem! Tá bem! A vossa solte foi eu tal com tezlão!!!

( Já riram? Mas não deviam! )

---------------------------------------------------------





Tenham Uma Muito Feliz


Sexta- Feira!



=========================

-------------------------------------------

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Malagueña Salerosa...


                                                             

....Y Gaby Moreno.

La niña hermosa.    


--------------------------------------------------------------------------


E um miminho recebido de uma querida Amiga.
Obrigada Fê!


-------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------
               

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Gotas de Orvalho.


Foto Minha - Serpa - Baixo Alentejo

Horário do fim


Morre-se nada
quando chega a vez

é só um solavanco
na estrada por onde já não vamos

Morre-se tudo
quando não é o justo momento

e não é nunca
esse momento.





Mia Couto  in  "Raiz de Orvalho e outros Poemas"



* * * * * * * * * * * * * * * * * 


segunda-feira, 9 de setembro de 2019

A ARTE DO OLHAR. # 4


É com indizível prazer que vejo chegada a hora de trazer o fotógrafo que muito amou a cidade de Paris, tanto quanto amava a fotografia; o fotógrafo que fez da rua o seu estúdio: 

Robert Doisneau (1912 – 1994) 


"Le Baiser de l’Hotel de Ville, Paris, 1950"






























Esta é talvez a fotografia mais famosa de Doisneau, obtida quando andava a fazer uma reportagem para a Life Magazine sobre jovens apaixonados em Paris. A foto permaneceu esquecida nos arquivos da revista por mais de 30 anos, até que uma empresa de comercialização de posters, percebendo o potencial comercial da imagem, adquiriu os direitos de utilização. O sucesso foi estrondoso.




Humanista e homem com grande sentido de humor e amor,

por tudo o que acontecia à sua volta, Doisneau via nas 

brincadeiras dos miúdos da rua, os seus potenciais modelos.



Miúdos e não só.


Aos habituais interessados deste tema, peço o favor de  

clicarem AQUI para poderem aceder ao visionamento de  

mais fotos, expostas na Galeria com o seu nome.

Obrigada!


*********************
************************



sábado, 7 de setembro de 2019

Setembro.

























Setembro,
quente Setembro.
Suave aroma de fruta madura
Alma cheia, pão-fermento
Onda imensa e lêveda.

De longe,
Chegam sussurros
Com cheiro de maresia
És tu…gotas d’água no olhar
Rosto crispado
Sal na pele

Quedo-me em silêncio
Olhos postos no horizonte
Com ternura faço um leve aceno
 ao Mar que tanto amas.

E regresso, por fim…
…sem um lamento.




C'est en Septembre!


:)
--------------------------------------------------------------
-----------------------------------------
-----------------------


sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Porque Hoje É Sexta-Feira. # 68





O avião militar subiu até à altitude conveniente para o efeito. O capitão para-quedista chamou então o recruta alentejano que ia saltar pela primeira vez de para-quedas. E o capitão explicou-lhe:

- É tudo muito simples. Vejo que já estás equipado com o para-quedas nas costas. Então, quando a porta lateral do avião for aberta, tu aproximas-te dela, abres as pernas e os braços, contas até dez, pausadamente, e atiras-te para o espaço. Quando fores no ar, contas até cinco e puxas a argola direita que está no equipamento. Se, por acaso, essa argola não accionar a abertura do para-quedas, tens uma argola de emergência, no lado esquerdo. Puxa-a! Depois, quando chegares ao solo, no círculo assinalado, estará uma bicicleta que montarás para chegares ao quartel.

O alentejano aguardou, então, pelo momento próprio e, à ordem de saltar, voou para o espaço. Contou até dez e depois puxou a argola da direita. Nada! O para-quedas não abriu! Rapidamente, puxou a argola do lado esquerdo… e nada! O para-quedas continuou fechado!
Já em queda livre, diz o pobre do alentejano:

- Querem ver que, agora, também não está lá a bicicleta?!

*************************

Um homem liga para casa depois de mais um dia de trabalho para saber o que é o jantar.

- Estou? - diz uma vozinha de criança.
- Olá, querida, é o Papá.  A Mamã está perto do telefone?
- Não, Papá. Ela está lá em cima no quarto com o tio Nando.

Depois de alguns segundos, o tipo diz:

- Mas querida, não tens nenhum tio chamado Nando!!
- Tenho sim! E ele está lá em cima no quarto com a Mamã.
- Está bem, então. Quero que faças o seguinte: Sobe a correr as escadas, bate na porta do quarto e grita para a Mamã e para o tio Nando que o meu carro acabou de parar em frente a casa.
- Está bem, Papá.

Alguns minutos depois, volta a miúda:

- Bem, eu fiz o que me disseste, Papá.
- E então?
- Bem, a Mamã pulou da cama nua e começou a correr pelo quarto a gritar, tropeçou no tapete e caiu pelas escadas abaixo...
- Oh, meu Deus! E o Tio Nando???
- Ele saltou da cama  e estava muito assustado. Então pulou pela janela para dentro da piscina, mas ele deve ter-se esquecido que tinhas esvaziado a piscina na semana passada para limpar, e  bateu com a cabeça no fundo  e não me parece estar nada bem...

Uma longa pausa e o homem diz:

- Piscina ??? Por acaso o telefone daí é 216550739?
- Não.
- Tu não és a Vanessinha?
- Não.
- Ah! Desculpa, foi engano...

***************************

Uma esposa MUITO ciumenta inspecciona em detalhe a roupa do marido quando ele chega a casa e encontra sempre um cabelo.

- Outro cabelo! Todos os dias é a mesma coisa Sebastião! Tu andas a enganar-me...
-Oh filha não é nada disso. Eu ando todo o dia nos transportes públicos e...
-Deves pensar que eu sou parva. Se eu descubro quem é ela nem sei o que lhe faço! A ela e a ti, malandro...
Hoje o Sebastião escovou afincadamente o casaco, as calças e até a camisa e seguro de não levar nenhum cabelo entrou em casa descontraído e quase sorrindo disse:
-Olá querida, boa noite.
-Hum… já te digo se é boa noite.
Virou e revirou as roupas e sem um pêlo encontrar, gritou-lhe:
-Sebastião, tu não tens vergonha nenhuma. Agora até me enganas com mulheres carecas?...

------------------------------

COM VOTOS
DE UMA
FELIZ  SEXTA-FEIRA

:)

---------------------