sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

OLHAI, SENHORES.


Sabeis vós, meus amigos, a fórmula para uma relação conjugal duradoura e feliz?... Não?  Então aprendei que eu não duro sempre!!

Vejam este vídeo, façam como vos ensinam e serão felizes....
...para todo o sempre!!!






                                       

Não são necessários agradecimentos. É um presente meu, de Natal.


blá blá blá blá blá...

:)

===***===

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

A Amizade e o Amor.


Perguntei a um sábio
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele disse-me esta verdade...
O Amor é mais sensível
a Amizade mais segura.
O Amor dá-nos asas
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem como um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos os sentimentos coexistem
dentro do seu coração.





 (A quem interessar:
 O meu sorriso voltou a ser o que era: 
luminoso, alegre e contagiante!!! )


:)



****----****

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

"Quando Está Frio No Tempo Do Frio"


Quando está frio no tempo do frio, para mim é como se estivesse agradável,
Porque para o meu ser adequado à existência das cousas o natural é o agradável só por ser natural. 

























Aceito as dificuldades da vida porque são o destino, como aceito o frio
excessivo no alto do Inverno calmamente, sem me queixar, como quem meramente aceita, e  encontra uma alegria no facto de aceitar 
No facto sublimemente científico e difícil de aceitar o natural inevitável. 


 Que são para mim as doenças que tenho e o mal que me acontece senão o Inverno da minha pessoa e da minha vida?
O Inverno irregular, cujas leis de aparecimento desconheço,
Mas que existe para mim em virtude da mesma fatalidade sublime, 


 Da mesma inevitável exterioridade a mim, que o calor da terra no alto do Verão. E o frio da terra no cimo do Inverno. 



 Aceito por personalidade. 
Nasci sujeito como os outros a erros e a defeitos, mas nunca ao erro de querer compreender demais.

Nunca ao erro de querer compreender, só corri a inteligência, n
unca ao defeito de exigir do Mundo, que fosse qualquer cousa que não fosse o Mundo. 

























Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos" 



As fotografias vieram de um país que guarda o calor da minha vida: 
Holanda


=====================================================

==================================

domingo, 10 de dezembro de 2017

O BEIJO...[ Não é o de Klimt.]


Um beijo não custa nada,
Não custa nada
Dê-me um que eu não digo nada
Não digo nada.

Beijar é só encostar a sua boca à minha
Depois, limpa-se o batom
Nada se adivinha

Verá que desejará repetir o gesto
Pois o beijo é conta
Que não deixa resto

Porquê temerá você se me der um beijo?
Pois não tem de quê
Mata-me o desejo…


…Ora dê-me um beijo

Pois o meu desejo não é coisa pouca
Mais, pra lhe falar é para beijar
Que nós temos boca

Fique descansada que eu não digo nada
Creia na promessa
Aproveite agora, venha cá depressa

Entre os animais mais irracionais
Beijar é corrente
Mostre cá menina
Que nós somos gente...






sábado, 9 de dezembro de 2017

Dupla Festividade.

O dia 08 de Dezembro, feriado religioso,  já foi considerado e festejado como o Dia da Mãe.
Apesar da alteração efectuada a esta celebração, para mim passou a ser, também, desde há dezoito anos, o dia do Neto Primeiro.  
É sempre um dia a celebrar. Ontem, não fugiu à regra! 
Almoço com familiares e amigos e o prazer de ver o Douro e a Ponte D. Luís, envoltos em neblina, mas com o mesmo sortilégio que sempre me fascinou!

 Com algum pesar, da minha parte, recortei a foto pois no lado direito estou eu,  avó babada e o risonho aniversariante. Tivesse eu tirado outras, e esta teria ficado, para sempre, no álbum de família. Assim, partilho-a com quem por aqui faz o favor de passar, amigos e curiosos, porém, sem expor a minha imagem a más línguas!!! :)


Quando saí do restaurante, não muito tarde, mas já noite, chuvosa e escura, olhei para trás e não resisti à tentação de capturar o que os meus olhos viram: o Mosteiro de Santo Agostinho da Serra do Pilar, lá no alto, profusamente iluminado e belo, o Céu ainda azul e a Lua a espreitar, sorrateira. Por acréscimo, as iluminações natalícias que, para a fotografia, trouxeram mais prejuízo do que benefício.

Mas, voltando ao que verdadeiramente me interessa, ou seja, ao aniversariante, hoje em dia (ainda) não conduz veículos de quatro rodas como no tempo que a  imagem da esquerda vos mostra. Lá virá o dia...Por ora, irá iniciar a colocar em prática a oferta da avozinha: 
A aprendizagem de conduzir um carrito a sério...

Enquanto isso não acontece, ei-lo qual James Dean do século XXI.

Juízo, moço!!!

:)  :)  :)


=======================================
=======================

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

"AS PALAVRAS"











As fotografias são minhas, obtidas com a devida aquiescência dos proprietários da Barber Shop, cuja montra fotografei. Sem nenhuma qualidade, sei, mas com o sol a incidir na montra, foi o que se pode arranjar!...





São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
Barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?



 Poema de Eugénio de Andrade
in “Até Amanhã”


Nota: Dedico este post ao Remus, administrador do blog de fotografia, 

A propósito de uma conversa que tivemos sobre o significado  das  palavras. :)

===============================

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

RIAM COMIGO....

...e/ou de mim, se quiserem!!!! :-) Ó pra mim toda preocupada. ehehe



Sabem do que se trata, esta coisa? Não... Não é o olhinho da margarida nem é uma mãozinha daquelas a fazer figas, para dar sorte...nã... nã... não...!! É outra coisa com menos charme...mas é minha e faz-me tanta falta!!! :((((

Paciência...nada me impede de vos mostrar que posso continuar a sorrir, assim:




...Ou assim:- Também estou gira...!!!!!!!!!!!!



Porém, deixar que algum/a de vós me veja assim, nesta triste figura...




;))......................................JAMÉ...........................:((


Nota: As fotografias são todas de hoje....Felizmente, quando sorrio, só mostro os dentes  do maxilar superior...
.....Graças a Deus!!!....................Pois estarei assim belíssima até à próxima quarta-feira...........Ehehehehehehe...............



****-------****