quinta-feira, 4 de novembro de 2010

O PODER DA VERDADE.

I
Imagem recolhida da NET
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
"A Força da Verdade"

"Nada acontece por acaso. Nem no exterior nem em nós mesmos. Quando estamos em vias de compreender o efeito que os nossos sentimentos e os nossos pensamentos produzem no mundo à nossa volta, surgem reconhecimentos cada vez mais profundos e questões sobre nós próprios e sobre a nossa vida.

Por exemplo, se a nossa vida for determinada por pensamentos e por sentimentos, quem ou o que é que determina os nossos pensamentos e sentimentos? Precisamente o que é que zela para que nós nos sintamos bem ou mal? Para que sintamos medo ou felicidade? Para que duvidemos ou confiemos, aguentemos ou desistamos? Para que pensemos muito ou tenhamos calma interior? E precisamente o que é que dá origem à forma como encaramos as pessoas e os acontecimentos na nossa vida? O que nos faz amar ou impede de o fazer?

A grande variedade de sentimentos e de pensamentos que vivenciamos todos os dias faz parte do nosso sistema maravilhoso, bem afinado, enquanto seres humanos. Neste sistema, é a conjugação de forças muito precisas que determina tudo o que vivenciamos. Se não reconhecermos estas forças ou não as tomarmos em consideração, elas actuarão por si só. Então, produzirão muitas vezes o efeito de véus que encobrem o nosso consciente e determinam o que vimos e o que não vimos, o que sentimos exactamente e quando o sentimos, como reagimos a isso e, em última instância, até o que pensamos e a que conclusão chegamos ou não chegamos.

Mal tomamos consciência das forças, estas deixam de poder simplesmente determinar arbitrariamente o que acontece dentro de nós e o que irradiamos e o que atraímos. Então, tudo se ordena como por si só e a calma e a clareza regressam. Assim, surge um espaço para aquilo que nós próprios somos realmente, para os nossos desejos e para os objectivos da nossa vida – e, sobretudo, para o amor com os outros e para connosco.

Para vivenciarmos isto, não temos de mudar. Não temos de aprender nem de fazer nada. Não temos de praticar, de desejar nem de “reparar” alguma outra coisa. Nem sequer temos de nos esforçar. Precisamente no momento em que compreendemos inteiramente algo sobre nós próprios e sobre a nossa vida, numa determinada área, surge uma alteração. A verdadeira clarividência produz uma alteração fundamental da nossa capacidade de ver a verdade.

E porque os nossos pensamentos e sentimentos são o que irradiamos, iremos ter imediatamente um poder de atracção diferente sobre pessoas e acontecimentos.
Este conhecimento sobre a relação efectiva entre os acontecimentos internos e externos da vida, para que, por ignorância, não estejamos sempre a prosseguir tudo do mesmo modo ou a bloquear tudo, é o "Poder da Verdade”.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Prefácio de um livro do escritor Ruediger Schache, cujo título omito
para não publicitar.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Espero que a sua leitura lhes agrade e seja, de alguma forma, proveitosa.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

20 comentários:

  1. Linda reflexão oferecestes para todos aqui com esse trechi.Um lindo dia, beijos, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Amiga Janita acabei mesmo agora de fazer um comentário num blog. de um outro amigo, muito parecido onde fala na relação causa efeito, é dando que recebes, se dás bom recebes por vezes bom, mas acredita é que nunca é a pessoa a quem dás que vai retribuir.
    Mas dá sempre com a tua mão direita para que a esquerda não veja.
    Gostei da postagem abraços Oceânicos.

    ResponderEliminar
  3. Olá, Janita!

    Este texto daria pano para mangas se o fossemos comentar ao pormenor, mas, não indo tão longe,dá certamente para fazer um comentário mais breve.
    O ser humano é um ser um animal complexo, cujo produto final dependerá de vários factores, começando pela herança genética, acrescentada do meio em que cresce e se desenvolve - e que serão os principais.
    Depois, somos emoção e razão, às vezes em conflito, e ora ganha uma, ora outra, com nós no difícil papel de gerir o conflito...o que nem sempre é nada fácil...
    Gostei do tema, que acho apaixonate.
    Beijinhos,e obrigado pelo comentário simpático.

    ResponderEliminar
  4. Nuestros sentimientos en más de una ocasión nos traicionan ,ya sea por la codicia ,por el poder o la envidia se nos bloquean los hemisferios,y solo pensamos en alcanzar lo que en un momento irracional, sin mirar a quien podemos perjudicar

    ResponderEliminar
  5. Perdona estimada Janita.Un saludo desde los madriles

    ResponderEliminar
  6. Querida amiga Janita!

    Respondendo, à pergunta é uma Musa, já antiga,mas ainda em plena actividade, e continua inspirando este pobre trovador.
    Sobre este magnifico texto, eu diria que dá pano para mangas,a verdade é a verdade, e devia ser para todos igual,mas nem todos vêm a verdade da mesma maneira, como alguém já disse, a verdade, é o contrario da mentira, outros dizem que a verdade é mais fina que o azeite, e vem sempre ao de cima.
    Hoje a minha mulher recebeu uma mensagem, uma excursão de políticos, tiveram um acidente morreram alguns mas o coveiro enterrou-os todos,o Jornalista procurou se estavam todos mortos, o coveiro disse alguns diziam que estavam vivos, mas como eles são mentirosos.
    Desculpe lá Janita,eu me alongar demais com coisas um bocadinho fora do contesto.

    Boa noite um beijinho grande,
    José

    ResponderEliminar
  7. "faz parte do nosso sistema maravilhoso"...
    Onde está esse sistema?
    Quais são as suas peças?
    Uma celulazinha pode ser parte do sistema e sua peça? ;-)
    Bom fim de semana,

    ResponderEliminar
  8. Ao vivenciar factos e realidades,
    já desabrochou em nós uma espécie
    de vidência que desconheciamos.

    Entramos em vida num outro plano,
    continuamos a ser nós, sem interferência de terceiros.
    Nos humanizamos
    e descobrimos, como disse "Pirandello, "À chacun sa vérité".

    Temos verdades diferentes,
    Aceitamos de outra forma,
    nos tornamos, finalmemte
    GENTE...

    Esta depuração, não significa o acabar do sofrimento.

    Um "dom" nos foi dado, nessa descoberta do Eu e os dons cobram,
    não são fáceis de manipular e acertar.

    Vai com o tempo, mas já um tempo de outra espécie, onde a Luz ilumina
    o caminho e o Amor e o Perdão
    florescem.

    Beijos querida Janita,

    Maria luísa

    ResponderEliminar
  9. Tú texto es una buena invitación a reflexionar sobre el porque de algunos comportamientos humanos. El porque nos dejamos llevar por sentimientos que no nos benefian.
    Llevo toda mi vida tratando de conocer a las personas, y, la verdad, no he aprendido mucho.
    Excelente entrada.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  10. HOLA AMIGA JANITA: QUE BELLA ENTRADA PARA REFLEXIONAR...EL PODER DE LA VERDAD EN LOS SENTIMEINTOS Y EN LOS COMPORTAMIENTOS ERS UNA VERDADERA "TESIS"...MUY DIFICIL DE EXPLICAR Y MUY FACIL DE IGNORAR.-
    UN BUEN FIN DE SEMANA Y UN BESO MUY GRANDE Y A MI QUERIDA PORTUGAL Y EN ESPECIAL LISBOA, EL MEJOR DE MLOS RECUERDOS.-

    ResponderEliminar
  11. Querida Janita!

    Um belo texto, para ler, reler, reflectir e interiorizar, mesmo!
    Há muito de verídico aqui dito e outro tanto de filosófico.
    Volto para re-reler:))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Excelente texto de cunho altamente reflexivo e esotérico . Nada vem do acaso - mais que isso - a vida rege-se pela lei da causa e do efeito . Bjs do sul do Brasil!

    ResponderEliminar
  13. Muchas gracias amiga Janita por este valioso premio , que me llevo ya desde el corazón a mi blog de regalos. Cuando esté terminado se lo diré para que pueda verlo, espero que esté lleno de ternura.
    Gracias amiga por su amistad
    Con ternura
    Sor.Cecilia

    ResponderEliminar
  14. Boa noite Janita,
    adorei este texto que nos remete a uma reflexão profunda.
    Tal como diz Vítor Chuva, este tema daria pano para mangas, contudo ele já focou os pontos de maior interesse.

    Falando do meu Livro, ele não irá estar à venda em livrarias.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  15. Janita,
    voltei para agradecer o selinho, há bocado esqueci-me, já o tenho, por isso vou somente acrescentar o seu nome à lista dos amigos que mo ofereceram

    Beijinhos uma vez mais,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  16. Janita: Lindo texto dá para a gente relectir.
    beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  17. Oi Janita!
    Se é amiga da Fernanda, é gente da melhor qualidade! Obrigado pela visita! E eu aqui estarei, gostei muito de seu espaço.

    Bem interessante a reflexão. Somos um mundo de pensamentos e sentimentos e acabamos por atrair a energia que emitimos, não é?
    bom dia!

    ResponderEliminar
  18. Uma bela reflexão.

    Janita!

    Começe essa semana fazendo uma limpeza!
    Varra de seu coração:
    a tristeza, a angústia, a aflição,

    Varra de sua vida:
    a inveja, a maledicência, a fofoca

    Varra do seu corpo:
    a preguiça, o tédio, os maus pensamentos

    Varra de seu caminho:
    o mau olhado, o mau agouro, o mau pressentimento

    Deixe fluir a alegria de sua alma
    Trabalhe seu corpo para o bem

    Agradeça por seu trabalho
    e acima de tudo
    começe sua semana com
    FELICIDADE no coração

    Se você procura um trabalho
    agradeça pela nova oportunidade
    que você tem de procurar um trabalho,
    mais uma chance de encontrá-lo

    Pois novos horizontes se aproximam
    novas alegrias irão chegar
    e seu coração
    estará pronto pare receber tudo isso.

    Desejo a você, uma linda semana!

    (Autor Desconhecido).

    Bom dia.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  19. A verdade é uma maldição, pois apesar de nos fazer crescer e evoluir (quer por conhecê-la quer por a procurar) leva-nos a ter uma eterna insegurança.

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  20. Queridada Amiga Janita!
    Agradece a sua oferta do selo, mas eu ainda não lindo muito bem, com esta coisa de transportar selos, esqueceme sempre de fazer alguma coisa, outros ficam pelo caminho, algumas pessoas já têm deixado de ir ao meu blog, por causa disso. O seu selo, é so pegar e levar não tem regras?

    Um beijinho
    José.

    ResponderEliminar