quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

SABER DEMAIS OU NÃO...EIS A QUESTÃO.



 
 
 
O homem que sabia demais, não sabia,
não sabia, esquecer nem voltar atrás.
Pois sabia mais, muito mais do que podia saber
sabia mais e mais e mais... mais do que eu!
Continuava sempre sozinho, procurando entender a razão
que o tornava um ser tão sabido...mas não, não
Não explicava a solidão.
Ah! se eu disser que é quatro e meia
ele diz que é meia e quatro.
Se eu disser que é meia e quatro
Ele diz que não me enquadro
Bom de briga, dá a porrada
e continua a caminhada…
 ( Autor/a desconhecido/a.)
 
 Apenas posso garantir que não foi  Alfred  Hitchcock.                                

23 comentários:

  1. Hoje andas entretida.

    O filme é de hitchcock, e bom. Com uma Doris Day fabulosa.

    O teimoso ou determinado de cima não sei. Se não foi quem tu dizes...eu também não:))

    Ah....e quando não há enquadramento, nem porrada vale a pena.

    Beijinho
    (Janita...eram sonhos novos rapariga)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A "porrada! é em sentido figurado, JP!...:)

      Ai, os sonhos eram novos? Ahhhh, olha o que eu perdi!

      Beijinho.

      (Para a próxima, sonho a dobrar!)

      Eliminar
  2. Discussões e desentendimento são a roda do mundo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eduardo Ramos.
      Sempre ouvi dizer que da discussão nasce a luz! Mas isso é noutro sentido, Edu! Os desentendimentos por falta de tolerância e a discussão em que só se pretende fazer prevalecer a própria vontade, jamais farão girar o mundo em benefício do que quer e de quem quer que seja.
      Mas esto é a minha simples e modesta opinião, que não altera nem muda coisa nenhuma!:)

      Eliminar
  3. Muita sabedoria, muito conhecimento, muito convencimento da sua superioridade, muita arrogância, tudo isso não é suficiente se ao Homem falte a felicidade e reste a solidão !

    Não é o conhecimento que nos trás a felicidade, mas sim a companhia e a ausência de solidão !

    Beijo, Janita ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui da Bica.
      Tu possuis essa sabedoria rara, que nasce do entendimento de quanto vale saber manter e valorizar a amizade, o afecto e consequentemente a companhia e o calor humano que trazem ao Homem a felicidade.
      Quem não entender isto, pode ser muito culto, muito viajado, ter muitos conhecimentos sobre os mais variados temas, mas será sempre um ser solitário.
      Obrigada Rui, por seres meu amigo!

      Beijinho.:)

      Eliminar
  4. Nada disto
    É comigo

    "Só sei que nada sei"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rogério Pereira.

      Com esse filosofar e sem filósofo ser, o outro com o mesmo nome pôs-se a andar, dizendo que ia estudar!:))

      Claro, que nada disto é consigo, meu Amigo! A bem dizer não é com "ninguém"!

      Um beijo.
      :-)

      Eliminar
  5. Creo que la persona debía saber lo suficiente para ser feliz y a la gente de su alrededor hacerla siempre sonreír.

    Saludos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola José.

      Sonreir siempre y hacer felices los demás es una maravillosa forma de vivir. Tú sabes bien que es así, amigo.

      Un abrazo, José y gracias.

      Eliminar
  6. Quantos son dos e dos?
    Dos e dos, señor?
    Dos e dos son cinco.
    Pum, pum!
    Sabias de más!! :)))
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)))

      Señor D. Pedro, nunca es bueno saber de más, verdad? :)))

      Besitos y gracias, señor!!

      ;))

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Também eu, Margoh!

      De que adianta saber muito e ser-se só e infeliz?

      Beijinho

      Eliminar
  8. Parabéns, Parabéns. Atrasadinho q.b. mas estou aqui; dá para ver que isto anda animado e cheio de visitas amigáveis e calorosas, que é o que interessa.
    Beijinho, Janita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, obrigada, Zé Maria!

      Quem vem por bem chega sempre a tempo.:))
      É o teu caso e o de todos os que já estão e de mais que queiram vir.:)

      Beijinho.

      Eliminar
  9. De que vale a sabedoria se não houver amor, carinho, compreenção, respeito, cumplicidade, sem isto é preferivel viver na solidão!
    Eu preferia viver só do que acompanhada e sentir-me só.
    Posso não ter grande sabedoria, mas amo e sou amada, e isso é tão doce.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Flor de Jasmim,
      Sabedoria não é só conhecimento e cultura, é saber amar, acarinhar, respeitar e compreender...tal qual dizes, amiga!
      Amar e ser amado é o sonho de qualquer pessoa. Podes considerar-te uma mulher feliz, Adélia!

      Beijinhos.

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Desejo um óptimo fim-de-semana para si e família, Pedro!:)

      Beijinhos.

      Eliminar
  11. Amiga, quando se pensa que se sabe demais o resultado só pode ser o descrito.
    Prefiro nada saber .)

    O filme, um excelente clássico.

    beijinho

    ResponderEliminar
  12. Mas lá que era arrevesado de pensamento...
    Sem duvida!
    Beijoca

    ResponderEliminar
  13. Penso que a autora és tu.
    Gostei do filme (revi-o já um par de vezes)e nunca se sabe de mais, está-se sempre a aprender - todos nós aprendemos de toda a gente...
    Como estou a comentar de baixo para cima estas tuas postagens, repito o que disse ali em baixo - o que interessa é a Amizade!

    ResponderEliminar