domingo, 12 de maio de 2013

Loucuras de Amantes.


Amando sobre os jornais

Amando noite afora
Fazendo a cama sobre os jornais
Um pouco jogados fora
Um pouco sábios demais
Esparramados no mundo
Molhamos o mundo com delícias
As nossas peles retintas
De notícias



Amando noites a fio
Tramando coisas sobre os jornais
Fazendo entornar um rio
E arder os canaviais
Das páginas flageladas
Sorrimos mãos dadas e, inocentes
Lavamos os nossos sexos
Nas enchentes



Amando noites a fundo
Tendo jornais como cobertor
Podendo abalar
o mundo
No embalo do nosso amor
No ardor de tantos abraços
Caíram palácios
Ruiu um império
Os nossos olhos vidrados
De mistério                                                             



                                                                           

Desejo-vos, meus amigos/as, uma excelente semana, em que  a amizade, a sinceridade e a compreensão sejam os sentimentos privilegiados.


 

32 comentários:

  1. Dói, demais
    esta ausência de quem ame
    em cima dos nossos jornais

    Dói a ausência do ardor de abraços
    capazes de fazer cair palácios
    de fazer ruiu este império
    de colocar olhos vidrados
    desse mesmo mistério

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rogério.
      A dor, hoje em dia, concentra-se na preocupação da sobrevivência. Por isso, falta o ardor nos abraços e o povo está a ficar amorfo.

      Um beijo.

      Eliminar
  2. Em cima dos jornais deve ser bem melhor que debaixo da ponte.
    Maria Betânia - um monstro da canção
    Xico - Enorme compositor e não menos cantor!

    Beijinho minha querida Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kim,
      mas se for debaixo da ponte em cima de jornais, deve ser ainda melhor!
      A Maria Bethânia tem uma voz lindíssima, ou não fosse ela irmã de outro grande músico, o Caetano e ambos filhos de Dona Canô!:)
      Quanto ao Chico...palavras para quê, né?

      Beijinho, querido Kim.

      Eliminar
  3. Houve uma época em que ouvia Maria Betânia com frequência... Há muito que não a ouvia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, eu também funciono por fases, Catarina, tanto na música como na literatura. Houve uma época em que ouvi, até quase à exaustão, Nat King Cole. Depois a "loucura" abrandou!:)
      Abraço.

      Eliminar
  4. Boa semana, como muito bons sons.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro.
      Com boa música, qualquer hora dia ou semana, ficam bem mais suportáveis.

      Beijinhos.

      Eliminar
  5. Linda a melodia, lindíssima a letra. E os meus adorados Chico e Betânia.
    Obrigada, Janita, por este presente matinal.
    Um beijinho da nova seguidora,
    Lou
    PS - Conheci-te por comentários em blogues amigos - e quem é amigo de meu amigo meu amigo é... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda, Lou Salomé!

      Eu é que agradeço a tua companhia. Ainda bem que és fã destes dois grandes nomes da música brasileira, mas vamos ser sinceros...quem não os adora?

      Também já te visitei e me fiz tua seguidora. No meu comment respondi ao teu Post-Scriptum...)

      Beijinho.

      Eliminar
  6. Dois grandes vultos da música brasileira.

    Quanto aos amantes, em cima dos jornais se calhar não conseguem abalar o mundo, mas podem queimar canaviais :)))

    Gostei dos "amando noite afora" e "a fio"....

    Excelente semana para ti minha amiga

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo JP

      Este par faz parte dos nomes mais sonantes da MPB, como todos sabemos, mas a canção tem, para além da música linda, uma letra muito peculiar!
      Quando o amor é ardente e profundo, incendeia tudo à sua volta. Não admira, por isso, que ardam os canaviais quando os amantes se amam em cima de jornais.:))

      Beijinhos, meu amigo.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. ...Vivas, ardentes e reais, Mar!

      Beijinho.

      Eliminar
  8. Adoro Bethânia e Chico! Em conjunto ou separado! :)

    Obrigada e uma excelente semana para ti também! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já somos duas, Teté!
      Em dueto ou a solo, são duas vozes incomparáveis!
      O Chico, com a idade, está a ficar um pouco roufenho, mas a Bethânia continua admirável.

      Eu é que agradeço a gentileza da tua presença.

      Beijocas!:)

      Eliminar
  9. Gostei muito da música :)))

    Obrigada, para ti também e que assim seja, tal como dizes :)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Maria!
      E eu adorei que tu tivesses gostado, pois sei que és uma mulher de bom-gosto!:)

      Que assim seja mesmo, para e com todos nós.

      Beijinho.

      PS. Já sinto saudades do Rui e sei que tu também. Vou lá todos os dias e hoje vi-te a fechar as janelas...:)

      Eliminar
  10. Eso que nos dices, creo que lo deseamos muchas personas que los sentimientos de la sinceridad y lealtad no se termine a la vuelta de la esquina, que sean solidos para poderlos disfrutar.

    Saludos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, José.
      No hay nada más importante en una amistad que la sinceridad y lealtad. Eses sentimientos no pueden terminar o termina la amistad. Cuantas veces nos equivocamos y sufrimos, verdade?

      Um fuerte abrazo, José.

      Eliminar
  11. Boa semana Janita, gosto da música.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Flor,
      Agradeço duplamente a tua vinda ao meu cantinho, pois noto que continuas lacónica e triste, no entanto não deixas de me acompanhar.
      Bem-hajas!

      Beijinhos, Adélia, que a Fé nunca te abandone.

      Eliminar
  12. Janita: Ó que coisa tão linda adorei a musica e o Poema.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, Santa Cruz, és um Santo!
      Já sinto saudades da tua poesia...mas irei matá-la hoje ou amanhã. Prometo!

      Beijinhos, amigo!

      Eliminar
  13. Olá, Janita!

    Amor de gente vagabunda feito sobre jornal duro - e que ainda assim sabe à coisa mais gostosa deste mundo...

    Poema inspirado,e lindamente cantado.

    Boa semana também para ti.
    Beijinhos amigos.
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Vitor!

      Essa tua primeira frase é um verdadeiro poema! Uma ode ao amor e à vida...Adorei!
      Soou-me a um amor sem sequer uma cabana. Tu, sim, estás inspirado. Lindo, de verdade!

      Beijinhos amigos, Vitor.

      Eliminar
  14. Embora já seja Terça-Feira, desejo um bom resto de semana :) Gosto muito de alguma música brasileira e Maria Bethania está no circulo de intérpretes de eleição!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Poppy!

      A semana ainda é uma criança e bem preciso da força desse teu desejo.:) Também não morro de amores por toda a música brasileira, mas sabes que, para além da MPB, gosto imenso daquela música de forró?:) Tem muito ritmo, alegria e eu gosto disso.:))

      Beijinhos!:)

      Eliminar
  15. Também te desejo uma semana positiva amiga Janita.
    Ao som deste tema até esquecemos a crise :)

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Fê,
      não é fácil esquecer algo que nos rouba a alegria, e, em alguns caso mais graves, até a vontade de viver. Mas se nos deixarmos abater será bem pior. Assim, cá vamos cantando para tentar amenizar o azar, já que dar de beber à dor fica mais caro e é coisa que não posso fazer!:))

      Beijinhos e tudo de bom, Fê.

      Eliminar
  16. A interpretação, da grande Betânia, não requer comentário.
    Quanto à letra... eu diria que é fenomenal, realista e perfeita!
    As loucuras dos amantes fazem "olhos cegos" , para o cenário das paixões avassaladoras...Muito bom, revisitar a baiana MB!
    Um beijo, Janita,
    da lucia

    ResponderEliminar
  17. É quase inacreditável mas já o fiz sobre jornais...
    Enfim, outros tempos e outras razões...

    ResponderEliminar