sexta-feira, 3 de maio de 2013

VAMOS FALAR DE AMOR?


Entre os teus lábios

Entre os teus lábios
é que a loucura acode,
desce à garganta,
invade a água.

No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.

Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.




Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,

cego o silêncio.

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.  
( Eugénio de Andrade)
                                                                                 
Conseguiste vislumbrar em 1:21 a Ponte D. Luís?  É o ponto de encontro! Não saias daí! :)
                                                                                   
**********************************************

42 comentários:

  1. Isto era preciso. Amor. Depois de ter ouvido hoje um poema de ódio aos funcionários públicos e aos reformados dito por um mau diseur e péssimo político, precisava de ler algo com amor. Obrigado.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vitor Fernandes,

      Eu já não tenho pachorra para ouvir tantos discursos, que me deixam doente. Prefiro falar de coisas boas!:)
      Eu é que agradeço estares aqui.

      Um beijo.

      Eliminar
  2. Vamos falar de amor!

    Começo por onde? :p

    Gostei da imagem, do poema e desta música :)))

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria,
      Para falar de amor é melhor começar sempre pelos preliminares, ou seja, pelo princípio! eheheh

      Que bom teres gostado de tudo.

      Beijinho:))

      Eliminar
  3. Não ouvi o discurso que o Vitor refere (para bem da minha sanidade mental), mas falar de amor cai sempre bem... :)

    Beijocas e bom fim de semana para ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não ouvi o tal discurso, Tété, mas já sei do que se tratou. Dizes bem, para preservar a nossa sanidade mental o melhor é deixá-los a falar sozinhos.

      Beijinhos e boa semana:)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. É verdade Puma!
      O nosso Eugénio era um génio!

      Abraço.:)

      Eliminar
  5. Falar de amor,quando se ama as coisas fazem mais sentido, ou não!
    bom fim de semana Janita

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz sempre sentido falar de Amor, Flor de Jasmim!

      Todos nós amamos alguém.

      Beijinhos e boa semana, amiga!

      Eliminar
  6. Gosto da música...
    Gosto de Eugénio de Andrade...
    Gosto da Ponte D. Luís...
    ...
    Gosto de tudo isso que falas!

    Beijinhos nortenhos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afrodite,
      gostei tanto que tivesses gostado de tudo. Obrigado.

      Beijinhos meus!:)

      Eliminar
  7. Faz-nos bem interregnos para coisas belas
    Falemos delas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falar de Amor é o interregno mais belo que podemos fazer.

      Façamo-lo, pois!:)

      Abraço

      Eliminar
  8. Bora lá....para a ponte não:)

    "entre lábios e lábios...da cintura aos joelhos", olha que aquele Eugénio era danadinho para a brincadeira.

    Beijinho e bom fds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, JP.
      Ainda hoje estive na Ponte, mas não te vi lá!

      Há alturas em que todos somos danadinhos...nem sempre nem nunca! Os poetas não fogem à regra.:))

      Beijinho e boa semana.

      Eliminar
  9. Já que é para falar de amor, eu vou falar de um pedido de namoro dum moço algarvi, da minha idade. Chega ele ao pé da moça e diz assim. O menina cada vez que te vejo encontro-te sempre, tenho-to um amor dum cabrão, qualquer dia da-me nos cornos, e peço-te namoro, o mê pai tem um carro e um macho, eu tenho um bicicleta a motor das melhores, ela disse que ia pensar no assunto e logo dava a resposta, ele ainda hoje espera pela resposta.
    Janita, desculpe esta brincadeira, mas foi verdade, algumas coisas que ele disse já eu esqueci.
    Lembrei-me disto, e como não foge muito do texto, mas é mais para esquecer o que aquela coisa disse e tem dito. Não sei o que ele fumou, mas que ele vai queimando lá isso vai.

    Bom fim de semana,
    Beijinhos,
    José.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo José,
      a moça era esquisita! Nem a promessa de machos, bicicletas e carros a fez decidir-se.
      O mais certo foi o moço algarvio dar-lhe nos cornos e pedir namoro a outra. eheh

      Beijinhos e boa semana.

      PS. Ainda não percebi aquela coisa do homem do saco, Ó amigo José!!:)

      Eliminar
  10. Para falar de amor não há hora nem local.

    Beijoca e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Observador, agora fizeste-me lembrar aquela canção:

      "Qualquer dia, qualquer hora, seja onde for, a gente se encontra para falar de amor..." :)

      Beijocas e boa semana.

      PS: Hoje fiz, ou melhor ontem - bolas que o dia da mãe passou rápido - uma série de asneiras no que toca a comes e bebes, até pensei em ti...:))


      Eliminar
  11. Susana Miranda04 maio, 2013 14:21



    Ouvi o discurso…deplorável sempre os mesmos a pagar!!!

    … Gosto do poema…da música…da ponte…

    Beijinhos e um sorriso
    Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De quando em vez temos que nos alhear do que nos querem impor, Susana!

      Fico contente que tenha sido uma trilogia do teu agrado!

      Já que o mesmo não podemos dizer da troika!

      Beijinhos e um grande sorriso para ti!

      Eliminar
  12. Falar de amor?
    Conta comigo!
    Mas escolhe um local mais perto de mim amiga Janita :))

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Fê,

      Eu sabia que tu irias alinhar nesta conversa!:)
      Embora seja quase como discutir o sexo dos anjos...quase nunca chegamos a conclusão alguma:))

      Beijinhos e óptima semana, Fê.

      Eliminar
  13. Olá, Janita!

    Bem mais interessante esta descrição do corpo humano, do que aquela que me foi ensinada na escola.Estes poetas sabem-na toda...

    Beijinhos amigos; bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Vitor!
      Acho que as coisas mais interessantes se aprendem na escola da vida, talvez fosse essa a razão de não te terem ensinado a ciência desse tipo de estudo do corpo humano. Nem a mim, que nem cheguei a aprender nada disso!
      Mas o Eugénio, sabia!:)

      Beijinhos, Vitor, tem uma boa semana.

      Eliminar
  14. El amor es una fuente inagotable de grandes sensaciones.


    Saludos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola, José.

      Uma fonte inesgotável de sensações, prazeres e emoções.
      Mas também de desilusões.

      Um abraço José.

      Eliminar
  15. ... e falas e explicas pelo caminho ? ... :))))
    O Eugénio de Andrade descreveu muito bem, mas não explicou tudinho ! rsrsrs

    Bjs ! :)))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, Rui! A falar é que as gente se entende e esclarece dúvidas, ou não?:)

      Eles, ao poetas, nunca explicam tudinho, Rui. Ele dão os tópicos, o resto fica ao sabor da imaginação de cada um.:))
      Digo eu!
      Beijos!

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Andorinhão...referes-te ao vídeo ou à musicalidade do poema?

      Deixa lá! Um megalomaníaco a mais ou a menos, não faz muita diferença.
      É assim como uma espécie de andorinha que não faz a Primavera...:-)

      Eliminar
  17. Olá Janita... desculpa só vir agora não deu para vir antes, sabes Janita talvez que esta seja a altura própria... sendo hoje o dia das mães penso que estarás bem protegida pelos teus filhos e netos, uma vez que avó é mãe duas vezes.
    Se for esse o caso que estejas feliz e que a bênção Divina vos abrace a todos, que este dia seja sempre lembrado por muitos e longos anos são os votos de alguém que nunca te esquece, aquele olhar de despedida que marcou a nossa visita e me pareceu sincero!
    Beijinhos de luz e tudo de bom em tua vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Franciete.

      A protecção é sempre muito relativa, amiga! Como sabes, o meu Luís vive aí para as tuas bandas e por muito que falemos por telefone´, a distância mantem-se.
      Por aqui, tenho a filha e um neto, mas a vida é muito diferente daquilo que um dia sonhámos. É assim com todos e não há nada a fazer.
      Franciete, foi sincero o olhar que marcou a nossa despedida, há uns anos atrás, e é sincera a nossa amizade! Não podes estar sempre a pôr isso em dúvida, só porque não nos visitamos tanto como antes. Eu penso assim, tu pensa como o teu coração te ditar.

      Beijinhos e boa semana, Franciete.

      Eliminar
  18. Susana Miranda05 maio, 2013 11:59



    Olá Janita,

    Hoje dia da “mãe” … para ti e todas as mães.

    A melhor mãe do mundo a minha.

    Beijinho e um sorriso
    Susana



    À minha mãe

    Vem trazer-me a madrugada
    Cantar-me a tua canção,
    Vem trazer-me a fé já renovada
    Encher-me de amor o coração.

    Vem que eu te quero tanto
    E acendo mil velas num altar,
    Para iluminar cada canto
    Das tuas noites sem luar.

    E desço à cova funda sem temor
    E trago-te comigo à luz do dia,
    Quero de novo o teu amor
    Que eu sei ó mãe, o merecia.

    Vem querida mãe em cada sonho
    Trazer-me aquela paz apetecida,
    Que nos versos que componho
    Eu te devolvo de novo à vida.

    (Leonor Reis- Livro – Poemas feitos de Saudade- Porto- 2004).



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A melhor Mãe do mundo é sempre a nossa, Susana.

      O poema é lindíssimo, obrigada!

      "Vem querida mãe em cada sonho
      Trazer-me aquela paz apetecida,
      Que nos versos que componho
      Eu te devolvo de novo à vida."

      A poesia e a literatura, de uma maneira geral, é uma forma de perpetuar aqueles que amamos, lá isso é verdade.
      Este dia tem, para mim, muito de alegria e tristeza, Susana.

      Como escreveu Drummond de Andrade:

      ...Mãe não tem limite,
      é tempo sem hora,
      luz que não se apaga
      quando sopra o vento
      e a chuva desaba,
      veludo escondido
      na pele enrugada,
      água pura, ar puro,
      puro pensamento.

      Morrer acontece
      com o que é breve e passa
      sem deixar vestígio.
      Mãe, na sua graça,
      é eternidade....

      Talvez seja essa a razão, porque eu ainda sinto a presença da minha, perto de mim, apesar de já ter partido há muitos anos. O mesmo, um dia, acontecerá comigo...é o ciclo da vida e não há nada a fazer.

      Beijinhos, Susana!

      Eliminar
  19. Bom dia amiga Janita,venho aqui desejar,
    Para todas mães, do mundo
    Que hoje se comemora o seu dia
    Ninguém aos seus direitos fique mudo
    Para todas desejo muitas felicidades e alegria.
    Abraços e beijos com carinho.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, amigo Eduardo.

      As suas palavras de carinho deixaram-me muito comovida.
      Em meu nome, da minha filha e de todas as Mães, do coração lhe agradeço a gentileza e a atenção.

      Um grande beijinho.


      Eliminar
  20. Janita: lindo poema de Eugénio de Andrade, gostei.
    Beijos neste dia da mãe que já me fez chorar.
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Santa Cruz, amigo.
      É muita bondade a sua que reconhecida agradeço.
      Sei que lhe devo muito carinho e dedicação pela ternura com que sempre me tratou e nem tenho palavras para me expressar melhor.
      O motivo que o fez chorar é o mesmo que me fez chorar a mim, certamente!.
      Um grande abraço, amigo.

      Eliminar
  21. Olá, Janita!

    Feliz dia da mãe, agora que me lembrei de que já terás contigo a tua filha ausente;ou terei feito confusão...?

    Anyway, have a pleasant Mother`s Day!

    Beijinhos
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Vitor!

      Não confundiste, não!:) A minha filhota chegou sexta-feira e passámos o dia da Mãe juntas como podes ver no post seguinte, elaborado muito à pressa, senão saía fora de tempo, já que cheguei mais tarde a casa.:)
      Foi um dia muito prazeiroso, sim. Embora tivesse sido melhor com a presença dos dois filhos. Mas a vida é mesmo assim!
      Espero e desejo que também tenhas passado um bom dia, Vitor.

      Beijinhos e o desejo de uma bo semana.

      Eliminar