domingo, 17 de agosto de 2014

Envoltos em Nevoeiro...

"Quando o Nevoeiro Desce a Montanha"
Autor: José Silva
 DAQUI

 
 
NEVOEIRO
 
Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
Define com perfil e ser
 
Este fulgor baço da terra
Que é Portugal a entristecer
Brilho sem luz e sem arder
Como o que o fogo - fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quer,
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ânsia distante perto chora?)

Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje, és nevoeiro...

É a hora!
 
[Fernando Pessoa in “Memória”]

Nota: Se o autor da foto manifestar qualquer parecer desfavorável à sua publicação neste blog, a mesma será retirada de imediato.

««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
 
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

31 comentários:

  1. Querida amiga boa noite hoje vim só para lhe desejar uma linda semana para você!
    abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, amiga Maria Alice.
      Muito grata pelo teu bom desejo e para ti, uma linda e feliz semana.

      Um beijinho.

      Janita

      Eliminar
  2. Que linda paisagem!

    Fernando Pessoa ainda atual...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É incrível como há poemas e textos que parecem ter sido escritos no tempo actual.
      Será que Portugal ficou parado no tempo? Ou terão sido as pessoas que ficaram amorfas e sem capacidade de acção? Mistério...

      :)

      Eliminar
  3. Continuamos às voltas com o nevoeiro, Janita.
    E à espera de um qualquer Sebastião que há-de chegar no meio da névoa.
    Beijinhos.
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente envoltos num nevoeiro cerrado e entorpecente, Pedro!
      Talvez uma Padeira de Aljubarrota nos desse mais jeito!!

      Beijinhos.

      Eliminar
  4. Janita, que lindo! beijinhos Pedrinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido Pequeno Príncipe.

      Que prazer ver você aqui!!:)

      Muitos beijinhos e um abracinho grande, Pedrinho!

      Obrigada!

      Eliminar
  5. O autor só pode estar orgulhoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achas, Daniel?

      Devo considerar essa tua afirmação...como???:))

      Abraço, mesmo contra a tua vontade!!
      :)

      Eliminar
    2. Janita, nem sempre digo disparate. Mas percebo que criei a dúvida permanente.

      Eliminar
    3. Nada disso, Daniel...Eu percebi o que quiseste dizer, mas a minha modéstia impediu-me de aceitar a tua opinião sem fazer uma brincadeirinha.
      Estou desculpada?

      A dúvida que criaste é...intermitente! :)

      Eliminar
    4. Estás sempre desculpada. ;)

      Eliminar
    5. Parece-me que estás online as we speak. Mas vou desligar. See ya

      Eliminar
    6. Ok, amanhã falamos. Dorme bem!

      :)

      Eliminar

  6. "Toda a tristeza é reaccionária; todo o pessimismo é retrógrado"!

    Quem diria que era o mesmo Pessoa que assim escrevia...
    talvez, que de facto,
    ele quisesse do País
    dar um simples retrato

    (o "teu" é belo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido amigo Rogério,
      aqui, nada é meu!
      É tudo nosso.:)

      O nosso Pessoa foi uma pessoa de muitas facetas...

      Um abraço amigo.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Nevoeiro espesso, denso, que por vezes, quase nos sufoca...mas sempre o Sol um dia vem para iluminar tudo à nossa volta, verdade, Argos?

      Beijinhos, muitos!

      Eliminar
  8. Estamos sempre a tempo!

    Abraço

    A foto é linda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostaria muito de acreditar nisso, Rosinha.

      Mas, acho que o tempo corre mais do que nós!

      É lindo mesmo esse nevoeiro a descer a Montanha. Uma bela fotografia.

      Um abraço amigo.

      Eliminar
  9. Olá, Janita!

    Somos gente conservadora: não gostamos de mudar o que está mal...

    Beijinhos
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Vitor!

      Sempre oportuno nas tuas considerações! Não há dúvida, somos um povo tão conservador que nem para mudar o que está mal conseguimos evoluir...Ironia, claro!

      Beijinhos amigos e boa semana.

      Janita

      Eliminar
  10. La nieblas quiere ser algunas veces juguetona, y no dejarnos ver nada en la zona.

    Saludos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola, José.

      Siempre haces una bella rima con tus preciosos comentarios. Eres un gran poeta, amigo mío!

      Un abrazo.

      Eliminar
  11. A foto está absolutamente fabulosa. E Pessoa é sempre Pessoa... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Teté...

      Um beijinho grande e até breve.

      Eliminar
  12. A imagem é maravilhosa...adorei. Fernando Pessoa sempre actual.

    Boa semana Janita.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, amiga Flor.
      Ultimamente, ando um pouco preguiçosa para fotografar, recorro ao bom gosto dos fotógrafos profissionais, procurando fotos que se enquadrem naquilo que postar. Desta vez, acertei em cheio, parece-me!

      Beijinhos e uma boa noite, Adélia.

      Eliminar
  13. Tanta beleza, compensa
    As dores que nos apoquentam.
    Mas há, algures, quem pensa
    Em cerrar-nos a despensa,
    Que os Portugueses, aguentam!


    Imagem e Poema, com aplausos merecidos.
    Fizeste as melhores escolhas.
    Parabéns.



    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E tu, SOL amigo,

      Fizeste o melhor poema/comentário que o post merecia!

      Obrigada, querido amigo, por toda a atenção e carinho.

      Beijinhos.

      Eliminar