terça-feira, 28 de outubro de 2014

Times Square (1945)



Fotografia imortalizada pela revista “Life”. Durante o anúncio do fim da guerra contra o Japão, em 14 de agosto de 1945, o fotógrafo Alfred Eisenstaedt registou um marinheiro a beijar uma jovem de vestido branco- enfermeira –

A mulher foi identificada mais tarde, na década de 1970, como Edith Shain. A identidade do marinheiro permanece desconhecida e controversa.
 Mas esta é apenas uma das versões. Algum de vós conhece outra?

################################################

28 comentários:

  1. Agosto?
    De 45?
    Sei lá...
    Era tão pequenino

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois era, Rogério!

      Apenas tinha 6 mesinhos! :-)

      Um abracinho!

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Deixa lá, Catarina!

      Eu também não! :))

      Beijo.

      Eliminar
  3. Só conheço a foto (fabulosa!!) e a história que aqui é contada.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A foto é sobejamente conhecida, Pedro, e está fabulosa, mesmo!

      Quanto à história do beijo, tanto pode ter sido um feliz acaso o fotógrafo estar no lugar certo à hora certa, como pode ter sido tudo planeado.
      A verdade é que a foto ficou famosa.

      Beijinhos.

      Eliminar
  4. Eu ainda não andava por cá! :)
    Consta que a outra em Paris foi uma encenação...será que esta também o foi?!

    Abraço

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh. Pois, Rosinha, mas o Rogério já andava e também não se lembra!! :))

      Encenação ou não, convenhamos que é uma bela foto de celebração. Toda a gente devia sentir vontade de distribuir beijos, a torto e a direito!:)

      Abraço.

      Eliminar
  5. Quem foram os actores que tornaram a imagem notável, é o menos importante. A foto tornou-se famosa pelo que representa : o final da Guerra.
    A espontaneidade apenas enaltece o acto.
    É bom focares este assunto. Nunca é demais lembrar.



    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, SOL.

      Nem mais! O tão desejado final da 2ª Guerra Mundial foi ensejo para a foto de um belo beijo, que ficou célebre, e celebrizou o fotógrafo.

      Beijinhos.
      O resto é secundário!

      Eliminar
  6. Olá, Janita!

    Cena tão coreografada, dá para desconfiar da espontaneidade que à mesma é atribuída.E quanto ao marinheiro beijoqueiro, pelos vistos os candidatos ao lugar são tantos que nunca se terá chegado a conclusão alguma.
    Eu, nunca poderia ter sido ... apesar de naquela praça já ter estado; talvez o Frank Sinatra...

    Beijinhos amigos e boa semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Vitor!

      Pois olha, que muito se engana quem pensa...eheheh

      Não é que a amiga Fê, 'descobriu' que o beijoqueiro é descendentes de portugueses.

      Tu, que foste marinheiro, poderias ter sido, mas não foste! :)
      Até porque agora terias perto de 90 anos, mas o Sinatra também não foi. :) Isto aconteceu mesmo, não foi encenação!

      O Passarinho Azul, aceitou o repto, voou por aí, descobrindo este soberbo link que acrescenta outros factos! Maravilha!

      Só para te abrir o apetite ( para abrir o link ) e aos outros amigos, deixo um parágrafo muito interessante:

      "A revista NS, do grupo Controlinveste, descobriu que o tal marinheiro que beijou a enfermeira desconhecida durante os festejos pós-guerra é George Mendonça, um descendente de portugueses da Ilha da Madeira, contudo acabou por ser a rede de televisão CBS a juntar os retratados no mesmo local, 67 anos depois da data histórica."

      E esta, hein?? :)

      Beijinhos amigos e boa semana também para ti, Vitor.

      ( Que a recuperação do teu joelho prossiga a bom ritmo. )



      *-*

      Eliminar
  7. Amiga Janita fui pesquisar e olha o que descobri :)

    O Marinheiro era português, só podia ser :)

    vai ver aqui:
    http://lavrapalavra.blogspot.pt/2013/11/alfred-eisenstaedt-e-fotografia.html

    um beijinho amigo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amiga Fê!

      Só um passarinho, como tu, teria sentido vontade de voar e descobrir mais sobre a tão famosa, quanto polémica foto!

      O 'teu' link, veio enriquecer, em muito, este simples post. Até as fotos, actuais, dos intervenientes no acto beijoqueiro estão presentes.

      Muito grata pela tua preciosa colaboração, Amiga Fê! :)

      ( Só um marinheiro português, seria suficientemente ousado para agarrar na enfermeira, mais à mão, e pespegar-lhe um beijo "à Tyrone" !...:-)

      Beijinhos Fê e bem hajas!

      .

      Eliminar
  8. Muito mediática esta foto! E muito sugestiva da efusão, da alegria, do alívio...
    Mas não conheço outra, não. Nesse ano os meus pais ainda nem se conheciam...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Graça!

      Acredito que a euforia geral se tivesse proporcionado a estes arroubos de beijar e abraçar quem estivesse perto.

      Sorte a do fotógrafo andar naquele momento pela Praça Times Square!

      Obrigada, Graça!

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Lembro-me desse dia como se fosse amanhã... ;)

    ResponderEliminar
  10. Pensei que tivesses vivido esse dia, como se não houvesse amanhã...:))

    Por onde tens andado? Pelos certames cinematográficos?

    Diz alguma coisa...Ah , mas sem repetir a tal dose:---"Alguma coisa".

    Bem...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho andado... triste. As coisas que tenho visto sobre animais... Bom, já começo...

      Eliminar
    2. Agora há uma Lei que penaliza quem maltratar animais!

      Será isso razão suficiente? Quem é cruel ao ponto de infligir sofrimento a qualquer ser indefeso, merecia um castigo fortemente dissuasor....

      Tens motivos para andar triste, mas não te isoles e aparece.
      Por aqui e lá no teu espaço

      Podes começar...


      .

      Eliminar
    3. Pois, Janita, mas essa lei é uma gota de água num oceano. Não me isolo? Nem com fita cola? lol

      Eliminar
    4. Conheces o poema de Augusto Gil, "Os Rios", Daniel?
      Pois então!
      É gota a gota que os regatos se tornam ribeiros e estes se formam rios e vão desaguar ao mar, omnipotente e profundo!!
      Tipo, a união faz a força!

      Não! Nem com cola de colar cientistas ao tecto! lol

      Eliminar
    5. É gota a gota, sim. Mas o problema é que quase não chove...

      Mas acho que ainda não comentei a foto do post. Muito boa. É uma fotografia que grita imediatamente passado, e confirma, pelo menos para mim, que em retrospectiva os tempos passados parecem sempre melhor que o presente, e certamente o futuro.

      Eliminar
    6. Gostei muito da tua apreciação da foto.

      O passado, por muito doloroso, já passou! Segundo a tua filosofia o presente não existe (lembras-te?) Resta-nos o futuro, que em breve será passado!!

      *-*

      Eliminar
    7. Lembro-me da teoria, sim. Mas, relativamente ao outro post, acho que disse algo "lacónico" que não te calhou bem, e não sei mesmo o que foi.

      Eliminar
    8. Não falemos mais nesse adjectivo, Daniel!
      Já sabes como fico 'passada', quando sei que tu sabes o que eu sei e finges não saber!
      Desculpa se fui um pouco rude, e, por favor, volta sempre!

      :)

      Eliminar
    9. Eu volto, Janita. Mas não sei mesmo do que estás a falar. Se não queres dizer, não digas. Mas a verdade é que há semanas que não vinha aos blogs, e não me lembro quais as coisas que escrevi nessa altura. Pode ser Alzheimer, mas não me lembro.

      Eliminar
    10. Fico muito contente por dares valor á nossa amizade e não teres ficado melindrado, Daniel!

      :)) Alzheimer, tu??? Depois explico, então, já que não te lembras. Contudo, já te avisei não ser nada de importante.

      Um beijo, virtual...! :)

      Eliminar