quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

UM DIA...


...Aos poucos, percebi... 

Que apaixonar-se pode ser inevitável e que as melhores provas de amor são as mais simples!


Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que sermos classificados como bonzinhos não é bom.
Um dia percebemos que a pessoa que nunca nos liga é a que mais pensa em nós.

Um dia saberemos a importância da frase:

 “Você se torna eternamente cativo por aquilo que cativa”. 

Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém e que não demos valor a isso!

Enfim… um dia descobrimos que ainda que vivêssemos um século, esse tempo todo não seria suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraíram e atraem, para dizer tudo o que devia ser dito.

E o jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida, ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras!

(Adaptação de um texto de Mário Quintana)


Nota: Ainda ando a pensar no que fazer!!




30 comentários:

  1. È verdade que ao longo da vida vamos entendendo muitas dessas coisas...
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivendo e aprendendo, Papoila!! :))

      Beijos

      Eliminar
  2. Ao longo da vida se percebe muita coisa. E quanto mais velhos mais entendemos. A minha avó dizia que o diabo sabia muito, mão por ser diabo, mas por ser velho. E quer saber de uma coisa? Sou uma apaixonada da escrita do Mário Quintana, mas não me revejo neste texto, a não ser na parte dos sonhos. São tantos por realizar que terei que viver duas ou três vezes mais.
    E no Sexta estamos no Algarve.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podemos ficar estagnadas no tempo ido, Elvira!
      A vida está sempre a ensinar-nos. Há que abrir a mente para novas descobertas!!

      Estive no Sexta-Feira já tarde, mas valeu a pena prolongar a noite...Gostei muito!

      Um abraço!

      Eliminar
  3. Sem verdades absolutas lutamos por fortes convicções

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou uma pessoa cheia de dúvidas e engano-me muitas vezes, Mar Arável.

      Não acredito em verdades absolutas, mas tenho as minhas convicções. Até me provarem o contrário, não abdico delas!
      Acho que como toda a gente! :)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Catarina,

      E que tal se cogitasses alto para eu saber o que te fez cogitar?? ...:)

      Beijinhos!! :)

      Eliminar
  5. Enquanto vai pensando vai usando os famosos fai chi
    Comida oriental??
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah amigo Pedro, como o meu amigo me compreende!! :))
      Não sou muito experiente no manejo dos pauzinhos, mas estes estavam presos numa das extremidade, o que facilitou a coisa.
      Sim, comida japonesa. Óptima!! Adoro.

      Beijocas!! :)

      Eliminar
  6. Acredito que temos o tempo que precisamos basta saber usar.... Pura verdade!!!!
    Bjbjb Lisette.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, não, Lisette...Por vezes acho que o tempo passou rápido demais.
      Há tantas coisas nesta vida que gostaria de ter vivido.
      Concordo com o escritor/poeta, seriam precisos muito mais anos para conseguir realizar todos os sonhos. Quiçá, mais do que uma vida...

      Beijinhos e obrigada pela visita.

      Eliminar
  7. O melhor mesmo é nunca deixar de sonhar. Um dia o universo conspira a nosso favor e quando menos esperamos as coisas acontecem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Manu!

      Fico muito contente com a sua simpática visita. Obrigada!

      Também acredito o mesmo. Há sempre a esperança que o universo dê uma reviravolta e os astros conspirem a nosso favor! :)
      Como dizia a minha saudosa Mãe: O diabo não está sempre atrás da porta!
      Um beijo.

      Eliminar
  8. Penso que quando nos apaixonamos revelamos aquilo que somos realmente, porque por norma o amor ensina-nos como devemos ser.
    Não concordo, nem me identifico neste texto de Quintana.

    Um beijinho Amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apaixonadas ou não, acho que devemos sempre revelar o que somos, amiga Adélia!
      Quanto a não te identificares com o texto, qual é o problema?
      Não podemos gostar todos do mesmo.
      Leio e gosto muito de livros/filmes de suspense e mistério, policiais e quejandos e nem por isso me vou identificar com as personagens de psicopatas e/ou mentes criminosas! :)
      Todos temos o livre arbítrio, minha amiga!

      Um beijinho e desejo que estejas a recuperar plenamente!

      Eliminar
  9. Lá está: logo no 1.º parágrafo confunde-se amor com paixão, coisas distintas.
    E, já agora: o que faz ali aquela foto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh meu Amigo...então não acha que amor sem paixão é algo muito sensaborão??
      Boa pergunta a sua. Estava a ver que ninguém perguntava!...

      Foi naquele dia, naquela hora, que me questionei se devia conformar-me ou ir à luta!...

      :)


      Eliminar
  10. há sempre um pouco mais de azul para nos maravilhar...
    e mais um sonho a perseguir...

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...E que seria da vida sem sonhos...
      ... nem o azul do céu e do mar?

      Um beijinho

      Eliminar
  11. Muito bonito! E tão verdadeiro, tão certo!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Realizar todas as loucuras poderá ser um pouco excessivo. Vá lá realizar uma ou outra, as mais importantes, mas todas pode dar direito a ir preso... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende das ambições, Daniel!

      Há quem se contente com poucas loucuras..:)

      Um beijo! :)

      Eliminar
  13. Seleccionaria estes 3, Janita :

    Um dia percebemos que a pessoa que nunca nos liga é a que mais pensa em nós.

    “Você se torna eternamente cativo por aquilo que cativa”.

    Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém e que não demos valor a isso!

    Um beijo ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E seleccionavas muito bem, querido Amigo!

      Foram três frases-chave para esta minha escolha. E sei porque as escolhi...:)

      Beijinhos amigos, Rui e obrigada!! :)

      Eliminar
  14. Querida amiga,
    Quando temos a capacidade de ir percebendo e descobrindo as coisas, mesmo que seja aos poucos, é sinal que não nos conformamos com aquilo que a vida nos dá e aspiramos sempre a algo mais, o que para mim é muito bom !
    Fiz-me entender :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida amiga.

      Há uma espécie de telepatia entre nós, logo, entendi-te muito bem!! :)

      Beijinhos!

      Eliminar
  15. Não sei se foi num dia ou se numa noite que descobri este teu cantinho mas não é isso que mais importa.
    Verdadeiramente importante foi ter-te encontrado. Aqui ou ali é irrelevante.
    Aqui e ali ficam beijokas e sorrisos *_ö

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que coisa linda de se ouvir! Até me elevaste o ego lá por essas alturas, Kok!
      Ainda bem que já estás curado. Já te tinha visto por aí e pensei que andavas um poucachinho amargurado.
      Até o teu comentar tem mais luz quando te passam as agruras.
      Ainda bem. Fico feliz por isso.

      Beijos iluminados pela reciproca amizade! :)

      Eliminar