domingo, 31 de janeiro de 2016

Vamos Iniciar a Semana a Sorrir?...

Quem tiver um irmão agricultor, a estudar para ser Doutor, não lhe peça para mungir as cabrinhas...Certifique-se se ele conhece a diferença. Não parece fácil, diz ele!


                                       

                                  Ah, Fadistas do Ribatejo!!


««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

25 comentários:

  1. Um Doutor destes tão sapiente vai acabar no governo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...Como Ministro da Agricultura, talvez.

      :)

      Eliminar
  2. :)) um beijinho e uma boa semana

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Aí, no Canadá, não há disto, pois não, Catarina?

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Um erro crasso!!! :)))
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe se Crasso tivesse errado assim, Pedro?
      O erro dele foi pior! :))

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Criatividade lusitana.
    Um tema bem estudado , ensaiado e representado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A brejeirice do nosso povo, no seu melhor, Luis Coelho.
      E, por sinal, bem cantado!!

      Obrigada.

      Eliminar
  6. Boa tarde, "meu irmão agricultor" é fantástico. sou apreciador deste género de cantores populares, é puro é povo. roubei o video.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, AG.
      Voz do povo é voz de Deus. Maior pureza não há!

      Como diz um amigo: Aqui tudo é roubável. Fez bem em levar, para divulgar. :)

      Eliminar
  7. Tive um vizinho que fez a mesma asneira e dizia, berregues que não berregues tens que dar tanto como a mocha, que era a cabra que tinha morrido.

    Boa semana Janita e um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então era como aquele que dizia que havia de dar «quartilho e meio, como as outras», Adélia! Há coisas bizarras, mas verdadeiras, dizem! Que eu nunca assisti.

      Beijinhos, amiga Flor.

      Eliminar
  8. Ahaha... Não é fácil ser agricultor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, Luísa! É uma vida dura...

      :)

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Vá lá, que desta vez, não foi peripécia de Alentejano, Papoila.

      Beijinho

      Eliminar
  10. por certo um agricultor/doutor carregado de livros... rss

    beijo

    ResponderEliminar
  11. Vi este vídeo há dias no blogue de um amigo. Mais do que a letra do fado, achei imensa graça ao jeito do "fadista".
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. São interessantes e divertidos estes costumes regionais, cheios de malícia e muito bem aceites e participados por todos os que têm a possibilidade de assistir.
    Nas festas populares de verão (na região oeste -Torres Vedras- não é diferente do Ribatejo) é uma diversão continua.
    Beijokas e sorrisos

    ResponderEliminar