quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

NBU * ( III )

Fast-food gourmet


Se a moda do gourmet já é parva que chegue, então o Fast-food gourmet é o pináculo do disparate. No fundo, adicionar a palavra gourmet, não é mais do que dizer que é um hambúrguer na mesma, só que no prato e mais caro.
Ele é cachorros gourmet, francesinhas gourmet, alheira com ovo gourmet, é tudo gourmet! 
Um bitoque é um bitoque e nunca pode ser gourmet! O mesmo como tantas outras comidas que são boas porque não são sofisticadas. 
Tasca gourmet? Não faz sentido, são conceitos que não ligam.
Aliás, a palavra gourmet está tão na moda que eu aposto que já alguma jovem disse ao namorado o seguinte:

 "Oh amor, não é nada pequeno, é gourmet. Se fosses Adão até podias tapar isso só com uma folhinha de rúcula." 


* NBU - Novos Bimbos Urbanos ( como é do conhecimento geral)

Nota da directora de redacção: É certo e sabido que estas sábias e indispensáveis informações já são mais conhecidas do que a fava rica, porém, aquando da última publicação, questionei os leitores acerca da sua pertinência e ninguém se manifestou contra. Lembram-se?!?! 
O que quero dizer com isto? Que, até haver manifesto em contrário, as publicações continuarão...:)




31 comentários:

  1. Não sabia o significado da sigla NBU. : )
    Eu tb fiz um almoço gourmet hoje. Pescada à Brás. Tirei a receita da do blogue PanificadoraRibeiro.
    Bjos
    : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabias, Catarina?
      Então é porque não tens andado atenta a esta rubrica! ;))
      Bacalhau à Brás pode não encaixar dentro do conceito do que é "gourmet", mas encaixa lindamente na ironia desta publicação.:))

      Beijos! :)

      Eliminar
  2. Eu acho giro, não o gourmet, mas estes posts NBU. De modo que por mim, esteja à vontade.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela sua boa vontade, amiga Elvira!
      Assim sendo, os posts da série NBU terão a sua continuidade dentro do que me for possível.
      Um abraço! :)

      Eliminar
  3. Goumet não é bem isto.
    Ou melhor, não é NADA disto!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, Pedro, então? O conceito da palavra tem mais a ver com qualidade e requinte?
      Pois...mas sendo esta série de publicações, uma brincadeira, - ou pretendendo ser - o seu valor verídico tem tanto peso quanto terá uma anedota...:)

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Sou fã de boa cozinha.
      Gosto de conhecer novos locais, novas cozinhas.
      Hambúrgueres e Macdonald's??
      Passo!! :))
      Beijinhos

      Eliminar
    3. Ah, Pedro, mas eu também passo essas comidas de plástico. E gosto de variar, conhecer novas culturas gastronómicas.
      Olhe, adoro comida japonesa e indiana.:)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Eu gosto de comida gourmet: pratos sofisticados e em pequenas quantidades,com ingredientes fora do normal, e servidos em menus de degustação. Não serão para comer todos os dias, até pelo preço, mas sempre são uma variante para o nosso palato... :)

    Agora concordo contigo que hamburguers e tascas gourmet são o cúmulo da piroseira!:D

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Teté!
      Ainda bem que vieste cá dar-me uma ajuda!:)

      Deixa-me dizer-te, que não sou apreciadora da cozinha gourmet que, de há uns tempos a esta parte tanto se fala e consome nos meios socialmente mais requintados.
      Contudo, tenho de concordar contigo: uma vez não são vezes...de se pagar um balúrdio, por três bocadinhos de qualquer coisa, que nem sabemos bem o que é, dispostas no centro de um prato enorme, como se fossem uma preciosidade artística. ( de certo modo até são)

      Prefiro a qualidade à quantidade, obviamente, mas isso da haute cuisine, não faz o meu género!

      Beijocas sem pirosices! :)

      Eliminar
  5. Amiga Janita, por mim podes e deves continuar com os NBU.
    Quanto à comida gourmet já deves conhecer esta anedota.

    - Hoje fui a um restaurante gourmet!
    - Ai sim e então?
    - O meu almoço foi camarão envolvido em molho bechamel, com pequenos apontamentos de salsa frisada australiana, em cama de massa fina banhada em pão ralado crocante e confitada em óleo vegetal ..
    - O quê ??? O que é que tu comeste, pá ?
    - Oh meu tosco, comi um Rissol !!! ...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehehehe

      Ora aí está uma boa réplica deste post, amiga Fê!!

      Cozinha gourmet no seu melhor. :)) Não conhecia a anedota e fartei-me de rir. ehehe

      Beijinhos, confitados de sorrisos! :))

      Eliminar
  6. Eu aprecio imenso a cozinha gourmet, desde que o chef me sirva um bom cozido à portuguesa, um cabritinho assado em forno de lenha, um leitãozinho idem, umas tripinhas à moda do Puerto, uns rojõezinhos à minhota e assim. Não é necessário que o prato esteja a abarrotar, apenas na medida certa. A acompanhar um tinto Douro ou Alentejo (e com algumas daquelas iguarias também embarca um tinto verde ou um espumante, também tinto, da Bairrada). Contento-me com pouco.
    Bom apetite para continuar com as ementas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Ah, isso quer dizer que lhe seria tudo servido no mesmo prato, José? eheheh

      Lembra-se dos sketches daquele cómico inglês, o Benny Hill?
      Havia um, que me fez lembrar e soltar uma gargalhada.
      Era aquele em que ele dizia a um amigo, a quantidade de iguarias gastronómicas que a mulher consumia, do tipo que o José enumerou.
      O outro pergunta se ela comia tudo no mesmo dia e ele responde: "Tudo no mesmo prato". :)

      Obrigada, José.
      Bom apetite, então...Eu, como pouco. :)

      Um abraço.

      Eliminar
  7. Ó Janita! Creio que corei de vergonha com a sua resposta ao meu comentário. Nem tanto ao mar nem tanto à terra... Cada um daqueles pratos em dias diferentes, é claro. Serei guloso (até não) mas não glutão, que até parece que é pecado e eu sou um sujeito mui virtuoso.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brincadeirinha inocente, José.
      Achei piada enumerar todas essas comidinhas boas e dizer que se contenta com pouco.
      Pouco de cada vez, não é? :)
      Assim, já não comete o pecado da gula. :)

      Abraço.

      Eliminar
  8. Boa tarde, não sou seguidor nem apreciador da cozinha gourmet, para o meu gosto nada substitui a bela comida portuguesa, gosto da nossa cultura alimentar.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, António.
      E faz muito bem...A nossa cozinha tradicional é muito rica, variada e saborosa.

      Abraço.

      Eliminar
  9. Há tempos íamos à varanda e gritávamos para o jantar

    À palha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, Credo, O Puma!!

      Não percebi nada...:(

      Um abraço!! :)

      Eliminar
  10. Comercialização (ou Marketing) é isto mesmo. Criar a ilusão de que todos os que a aceitam são Seres evoluídos, modernos...
    Os demais, são uns parvos sem sentido do gosto fino.
    Gourmet? Eu sou isso, não comestível.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho que isso da moda gourmet - e outras - é (foi) uma técnica de marketing, SOL.
      Depois, todos querem aderir, ou dizem que aderem, só para não serem vistos como pessoas ultrapassadas, démodé, sei lá...:)

      Beijinhos.

      Eliminar
  11. Tão gourmet, tão gourmet que perde o gosto - a comidinha

    (falo, (salvo seja), de "comida", não de hambuguer ...

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. heretico,
      O hambúrguer está aí como poderia estar a alheira ou o bitoque.
      A sátira envolve tudo o que foi descrito, para parodiar a comida 'gourmet'...:)

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Não vou fazer um trocadilho... ou faço? Na dúvida, faço!
    Porque raio haverias tu de acabar com a publicaçõn de NBU?
    Afinal eles não são mais do que NMU-gourmet.

    Beijokas (beijinhos gourmet) acompanhadas de sorrisos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elá...E não é que fizeste mesmo o trocadilho...e me trocaste as voltas, Ó Kok?
      A sigla (por ti inventada) será Novos Modelos Urbanos?!?
      Hummmm......

      Beijinhos gourmet, parece-me bem. Para ti a mesma dose.

      :)

      Eliminar
    2. Novos Mitos Urbanos é que é. E não foi invençõn minha!
      Beijoka temperada com sorrisos

      Eliminar
    3. Não foi, mas podia ser. Tu tens montes de imaginaçõn...:)

      Beijokas sem temperos.

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Então, se achas, Gábi, vamos em frente...:)

      Eliminar