domingo, 8 de maio de 2016

CRESCENDO NO SILÊNCIO...

...INVENTEI A ALEGRIA.

                                                          
Alexander Sulimov (2010)  DAQUI



Teu Corpo Principia

Dou-te
um nome de água
para que cresças no silêncio.
Invento a alegria
da terra que habito
porque nela moro.
Invento do meu nada
esta pergunta.
(Nesta hora, aqui.)
Descubro esse contrário
que em si mesmo se abre:
ou alegria ou morte.
Silêncio e sol – verdade,
respiração apenas.
Amor, eu sei que vives
num breve país.
Os olhos imagino
e o beijo na cintura,
 tão delgada.
Se é milagre existires,
teus pés nas minhas palmas.
Ó maravilha, existo
no mundo dos teus olhos.
Ó vida perfumada
cantando devagar.
Enleio-me na clara
dança do teu andar.
Por uma água tão pura
vale a pena viver.
Um teu joelho diz-me
a indizível paz.

António Ramos Rosa, in Estou Vivo e Escrevo Sol (1966)

Reparem no olhar de A.R.R.

42 comentários:

  1. Ó maravilha, existirmos, assim, em poesia...

    Que excelente partilha, Janita. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Vida que complicamos
      quando o silêncio
      se espelha
      nas coisas simples
      e em todos os que amamos...

      Obrigada, Luísa!

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Que maravilha, Janita!
    A.R.R a olhar para o sol?
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostaste, Observador?
      Que bom!
      Acho que o Poeta está
      a olhar para a Lua...

      Beijinhos :)

      Eliminar
  3. E que momento de criação sublime!
    Fico extasiada de ler coisas tão belas!

    Impossível ficar indiferente à poesia e também à foto de Ramos Rosa. Excelente post amiga!
    Deste-me também a conhecer mais um artista plástico cujo trabalho é muito bonito. Cheguei a pensar que a tela era de Lauri Blank, pelos traços e cores que utiliza.

    Muito bom!
    Beijinhos domingueiros
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Afrodite.

      Ainda bem que tudo te agradou.

      Este pintor russo tem trabalhos belíssimos.

      Beijinhos e boa semana. :)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Beijinhos, Papoila.

      Também, para ti, votos de uma excelente semana.:)

      Eliminar
  5. Depois de ler, que mais dizer, se não o óbvio? Ramos Rosa foi, é e será sempre um grande poeta.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todo o espólio poético de António Ramos Rosa é fabuloso, AC.
      Gostei que tivesses gostado.

      Um beijinho grande. :)

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Ainda bem que foi de teu agrado, Ângela!

      Obrigada, beijinhos :)

      Eliminar
  7. Excelente poema. Muito boa a combinação com a tela. Um post cheio de beleza e arte.
    Abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Elvira,
      Vindo de uma pessoa com o seu talento para as Letras, este seu comentário, é um prazer enorme. Obrigada, embora o meu mérito se resuma à escolha! :)

      Um abraço e boa semana

      Eliminar
  8. Muito bonito, Janita! Muito bem escolhido. De facto, há mesmo que inventar a alegria...

    Beijinhos alegres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que inventar seja o que for que nos traga uns momentos de alegria, Graça... Ainda que breves!

      Beijinhos e boa semana, com toda a alegria que vier!! :)

      Eliminar
  9. Respostas
    1. ...E que seja leve e fresca para saciar a toda a sede!

      Beijinho, Poeta!

      Eliminar
  10. «Amor, eu sei que vives
    num breve país.»

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Descubro em ti esse Contrário
      essa Alma sempre inquieta
      Esse teu Eu,
      que nunca se aquieta...

      Abraço, Rogério/poeta. :)

      Eliminar
  11. Não conhecia e gostei muito.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Pedro!

      Beijinhos, boa semana.:)

      Eliminar
  12. Um poema do meu falecido colega de editora!
    Gosto bastante da poesia dele...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. C.N.Gil

      Para além de colegas de Editora, também vos liga/ou o gosto pelas Letras.
      Também tu és um escritor de muito talento!
      Olha que boa nova me dás. Ainda bem que gostas de Poesia...:)

      Um abraço! :)

      Eliminar
  13. Que lindo poema que nos ofereceste...alegria, felicidade tudo se constrói no silêncio.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O silêncio pode ser de ouro, Manu!:)

      É nas noites caladas que se constroem os melhores momentos! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  14. Dá-me carta branca, Janita.

    O teu texto ainda é mais belo do que o poema de António Ramos Rosa, POETA que admiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Ematejoca.

      Depois que um comentário é feito no blogue de alguém, ele deixa de nos pertencer, fica pertença de quem o recebe!

      Aquele 'teu' beijo mexeu muito comigo, foi isso. Acabei deixando falar o coração!

      Agora tenho mesmo de ir embora, até logo à noitinha.

      Beijinhos

      Eliminar
    2. O teu comentário também mexeu muito comigo, Janita, e era uma barbaridade que ele ficasse esquecido como simples comentário.

      O teu texto merecia uma imagem melhor, mas eu queria uma imagem mais moderna do que a anterior.

      Só retirei o "ematejoca" e "desculpa", no entanto gostava que lesses o teu texto para confirmar que está ao teu gosto.

      Abraço-te muito grata.

      Eliminar
    3. A gratidão é mútua, Teresa!
      E a Amizade, também.

      Beijinho

      Eliminar
  15. Hello! Cá estou de volta. Como é sabido, não sou dado muito a poesias (ver a 'Zorra'), mas a imagem é sublime; tem nome?
    chi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello!!
      Pensei que tivesse emigrado!
      Ainda bem que voltou. Já lá passei, só para dizer que voltarei amanhã :)

      Gostou da pintura? Tem nome, sim senhor!
      Chama-se: Jess.
      Abraço!

      Eliminar
  16. Extraordinário, Janita !!!
    O Poema de Ramos Rosa, belíssimo, a foto do post, o "olhar" do autor !...
    Um post maravilhoso !

    Abraçaço ! :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Rui! :))

      Que bom teres gostado. Eu sou suspeita porque adoro a poesia de Ramos Rosa.
      Sabes que essa foto do Poeta a coloquei propositadamente para dar a ideia que ARR olha para o nu artístico? ;)

      Grande abraçaço, Rui!

      Eliminar
  17. Lindíssimo, não conhecia!
    Gostei muito.

    Beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Adélia,

      Fico tão contente quando os amigos/as gostam das minhas escolhas! É mesmo muito gratificante saber que há mais pessoas a gostar do que gostamos.

      Um grande beijinho e também para ti desejo boa semana.

      Eliminar
  18. Àh como é bom ver-te assim, deitada,
    entre linhas e fios enrodilhada
    e das roupas despojada.

    O poema (que eu não conhecia) de António Ramos Rosa é lindo e não menos linda é a Jess (ela própria um poema).

    Beijokas e sorrisos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que belo poeta me saíste, Ó Kok!!
      Essa estrofe não é menos bela do que as do ARR.
      Bonito! Mas um 'poema' um tudo nada anafado não deixa de ser um poema também! lol

      Beijokas poéticas!!

      Eliminar
    2. Eu já afirmei "aqui" que:
      o corpo da mulher é um poema!
      Não te lembras?
      Beijokas com versos e sorrisos.

      Eliminar
    3. Claro que me lembro, Kok!
      Estava era a confirmar se já tinhas mudado de ideias...:)

      Beijokas com sorrisos envoltos em poesia!!

      Eliminar
  19. Quem escreve bem, gosta de boa escrita - pois!
    Mas a minha amiga Janita a escolher "imagem sensual", ho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Pois, Zé Maria!!

      Tinha de ficar a dizer a 'bota com a perdigota' (lol)

      Beijinhos!! :)

      Eliminar