segunda-feira, 24 de abril de 2017

Já Fui Feliz Aqui. [ XXX ]


Praça da República - Serpa


Ó meu Alentejo de sol a brilhar
Ó terra morena tu não tenhas pena
De não ver o mar
Se longe ficou foi Deus quem o quis
Outro bem te deu
Deu-te perto o Céu para te ver feliz



No próximo mês de Maio tenciono lá voltar. Quem sabe não seja pela última vez. Preciso rever velhas amizades, visitar a minha saudosa Mãe na sua última morada. Abraçar os poucos familiares que lá tenho, entre eles um afilhado. Calcorrear as ruas da minha infância, entrar na Igreja de Santa Maria perto da Torre do Relógio, na de São Salvador onde fiz a primeira comunhão, a solene,  e a catequese. Subir até ao Altinho, rezar uma Avé Maria a Nossa Senhora de Guadalupe, lá na sua alva Capela, quem sabe almoçar na Pousada de São Gens. Só nós as duas, as manas que quase nunca andaram juntas na meninice, para minha grande tristeza. Seis anos faziam toda a diferença, eu era a mais piquinina...Hoje, sou a «mais grande», mas só na altura. Ando tão ansiosa...



39 comentários:

  1. Respostas
    1. Estimo que o seu 25 de Abril, Eufrázio, também tenha sido bom.
      O meu foi um óptimo dia, sim, obrigada.

      Beijos.

      Eliminar
  2. Compreendo a ânsia

    Mas indo
    ela depressa se esvai

    vai

    e leva-lhe um cravo vermelho
    que em Maio ainda é mais belo


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O melhor das coisas boas porque ansiamos, é sempre a expectativa que antecede o acontecimento, amigo Rogério. O porvir, tanto pode exceder aquilo que tanto desejamos, como pode ser uma enorme decepção. Espero bem que não...:)

      Levarei o cravo vermelho, sim. E uma rosa branca.

      Um abraço amigo.

      Eliminar
  3. O meu avô, pai da minha mãe, também era de Serpa.
    Gostava de ir lá um dia.
    um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, Gábi, também tens uma costela alentejana.
      Quem diria! :)
      Vai sim, irás conhecer uma terra encantadora, cheia de História e de Lendas. Garanto que vais gostar e muito.
      Um beijinho.

      Eliminar
  4. Encanta-me o fascínio que o Alentejo provoca nas pessoas. Talvez porque eu quase não o conheço.
    Um abraço e feliz dia da Liberdade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Elvira, quem lá vai, ao Alentejo, não vem a mesma pessoa.
      Há um sortilégio no ar que lá se respira, no aroma que se desprende das planícies multicoloridas que não deixa ninguém indiferente.
      Um abraço com o aroma fresco das lembranças do 25 de Abril .

      Eliminar
  5. O Alentejo anda há muito tempo a pedir uma visita mais calma e mais demorada.
    Estou em falta.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Numas próximas férias tem de ir ao Alentejo, Pedro. As suas Princesas vão adorar, mas se vier no Verão, não lhe aconselho o Alentejo profundo. Aí, terá de ir para a Costa Vicentina. Mas, para mim, não é a mesma coisa.:)

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Bom dia querida amiga uma postagem muito linda ,com certeza lhe fará muito bem voltar a visitar um lugar onde brotam tantas recordações que a fazem reviver tantos momentos lindos e certamente únicos na sua vida,muitos beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Emanuel.
      Na verdade, sinto o peito rebentar de tanta saudade acumulada, de tanto medo de partir sem lá voltar. Por isso, vou, vamos, eu e a minha mana. :) Precisamos muito de nos reencontrar, revendo as nossas raízes. Os lugares onde crescemos.

      Obrigada, um beijinho.

      Eliminar
  7. Hoje, sem exemplo, madruguei por aqui, para lhe dar os bons dias.
    Maio é talvez o mês mais lindo para (re)visitar o Alentejo, Serpa ou Moura, tanto faz, todo esse imenso e belo Alentejo.
    Vá, vá lá e regresse umas quantas vezes.
    Bji.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas se me permite, deveria esta vez primeira, ficar de exemplo para vezes futuras, José. Pelo menos ao Domingo! :)

      Lá vai Serpa, lá vai Moura e as Pias ficam no meio. É isso? :)
      Mas não, senhor, não irei. A Moura não me ligam laços de ternura. Nem sequer a Vila Nova de São Bento, que foi na realidade a localidade onde nasci. Fui bebé ainda, para Serpa, que é a terra de minha Mãe e toda a família do lado materno. Lá cresci e é lá a minha terra.

      Um beijinho.

      Eliminar
  8. Segue o teu instinto, Janita.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim farei, meu Amigo. Algo que me disse para ir e, se tudo correr como espero e desejo, irei.

      Beijinho, António.

      Eliminar
  9. Quanto eu calculo o que já sentes com essa ansiedade da visita e o prazer que ela te proporcionará, Janita ! :))
    Reconheci logo essa foto de um passatempo no CBO ! :))

    Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E calculas bem, Amigo Rui. Ando inquieta e ansiosa, mesmo.
      Como o meu Luís ainda cá está, vamos, eu e a minha mana, no Alfa até à Gare do Oriente. Depois, ficamos por conta dele. :)

      Foi esta mesma foto que enviei ao CBO para o passatempo, foi.
      O engraçado é que fiquei a conhecer o João Roque, que tinha lá vivido uns anos a leccionar, na escola secundária. Lembraste disso, também?
      O mundo é muito pequeno...:))

      Beijinhos.

      Eliminar
  10. Vai e verás que voltarás a viver momentos felizes!

    Desde 2013 que os meus netos lá vão tocar nas festas de Nossa Senhora de Guadalupe, estiveram lá dia 15 e 16 e gostam imenso.

    Eu estive lá duas vezes com o Rodrigo e do que vi e provei, gostei.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim espero, querida Adélia, assim espero!! :)
      As Festas da Páscoa são também as festas da Cidade, então aquilo é só espectáculos, procissões e muitos visitantes.
      Fui lá algumas vezes, mas após o falecimento da minha Mãe, deixei de ir passar a 'Páscoa à terra' :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  11. Querida Janita, voltar às raízes e ainda por cima na companhia da tua mana só te vai fazer bem.
    Acho que já te tinha dito, que apesar de ter nascido em Lisboa, sinto-me muito bem no Alentejo.
    E se na viagem passares por aqui, lembra-te de mim :)

    Um beijinho
    O Toque do coração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que me lembrarei de ti, querida amiga. Porque quem nos leva ao Alentejo, partindo de Lisboa, é o meu filho. Ficamos lá e ele volta, pois tem muito que fazer.
      No regresso, é ele que novamente nos vai lá buscar e trazer à Gare do Oriente. :)) Diz ele que prefere assim, tem receio que nos aconteça «alguma coisa de mal», tem sido um fartote de rir. Até parece que vamos para a China. ehehehe

      Um grande beijinho.

      Eliminar
  12. Curioso, o meu melhor amigo nasceu em Serpa, embora fosse, de tenríssima idade, para Lisboa.
    Janita, como hoje se comemora o 25 de Abril, deixo-te com uns modestos versos que brotaram ontem, espontaneamente.

    Há uma luz que refulge, sulcando as trevas
    Há um gesto que renasce, fazendo o dia
    Há um canto que se ouve, quase em murmúrio
    Há um despontar de vozes, quase melodia.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vê lá tu como são as coisas, A.C.!! Tens um amigo que é meu conterrâneo. :)
      Já me conheces e sabes que tudo o que nasce espontâneo me encanta. Comoveram-me estes teus lindos versos, querido A.C., agradeço tanto, tanto...
      Hoje, tenho recebido alguns mimos que me fizeram a alma transbordar de ternura. A vida traz-nos compensações, quando menos esperamos.
      Hoje, posso dizer que me sinto feliz!

      Um beijinho grande, A.C. :)

      Eliminar
  13. Que linda essa emoção que você passou, Janita! Vai, sim, será maravilhoso rever e sentir emoções que não são cotidianas. Rever tua infância, teus parentes, lugares que marcou você... vai, aproveita!Na morada de tua mãe... Gostei muito de ler isso.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela força, querida Taís.
      Ando a passar por uma fase difícil da minha vida e preciso muito uma reaproximação com as minhas raízes.

      Um beijinho grato, querida amiga.

      Eliminar
  14. Estive em terras alentejanas há menos de um mês e como sempre adorei.
    Também já lá fui em Maio e a paisagem é uma paleta de cores incrivelmente bonita.
    Espero que te traga muitas alegrias essa visita.

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vida de fotografa é assim: sempre a viajar. Maravilha! :)

      Esta é a altura ideal para nos embrenharmos pelo Alentejo profundo. Também assim o espero, querida Manu.

      Um beijinho.

      Eliminar
  15. Regresso para informar que tenho um amigo que nasceu ma (então, creio) Aldeia Nova de São Bento).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando eu lá nasci, e durante muitos anos, ainda era Aldeia. Foi elevada a Vila na mesma altura em que Serpa passou a Cidade.
      Não me diga que esse seu amigo é o Filipe La Féria? É a única pessoa que conheço de lá!!

      :)

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Lindíssima, Ricardo. Dizes bem!!

      Obrigada. :)

      Eliminar
  17. Janita?
    Quero que sejas feliz!

    Abraço grznde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo teu carinho, sempre presente,meu querido!
      Tu sabes o quanto me faz feliz, ver-te feliz, também.

      Um grande abraço e muitos beijinhos.

      Eliminar
  18. Também já lá fui feliz! Só por dois dias mas foram suficientes para me apaixonar. Jamais esquecerei o belo queijo que comprei e que nada fica a dever ao da Serra!
    Mas, bem vistas as coisa, no Alentejo nada há que me não apaixone.
    Boa viagem e excelente estadia.

    Beijokas com sorrisos, felizes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu sei da tua paixão pelo Alentejo.
      Houve um ano em que tu e a Lina foram passar umas semanas algures lá para as bandas do Alentejo. Até publicaste umas fotos,creio ter sido há uns dois anos ou três, não foi?
      A viagem vai ser boa de certeza. Já está tudo alinhavado.:)

      Beijokas com sorrisos ansiosos. :))

      Eliminar
  19. Uma pergunta indiscreta: como foste parar à cidade invicta?

    Não conheço o Alentejo, mas ainda quero conhecer, embora no Algarve não suportasse o calor.

    Eu não sei o que tenho em Évora, mas de Évora me estou lembrando... uma cidade que me que não conheço, mas que sempre atraiu a minha imaginação.

    Beijinhos de Düsseldorf.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tablet escreveu palavras a mais (que me).

      Dias felizes no Alentejo ⛅

      Eliminar
  20. Irá ser um retorno cheio de emoções.
    Passei uma única vez em Serpa. A experiência não foi boa. Fazia tanto calor que a vontade se liquidez. Quando voltar será em época mais fresca.
    Bj.

    ResponderEliminar