quinta-feira, 28 de setembro de 2017

DIVAGANDO.





Vão as árvores dourando a paisagem
Quando o mar não vai mais beijando a areia

Quando o teu corpo se esconde e se recata
Esperando sentir o poder da lua cheia

Espero ver mais azul num céu sem nuvens
Espero ter-te sempre perto onde me vejas

Não sei onde vais nem quando chegas
Só sei que te quero e tu não me desejas.



****-----****




38 comentários:

  1. Respostas
    1. Faz-se o que se pode, Noname!! :))

      Beijinho.

      Eliminar
  2. Muito bonito esse teu divagar!

    "Vão as árvores dourando a paisagem
    Quando o mar não vai mais beijando a areia"

    Beijo, um bom restinho de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palavras, são palavras, amiga Taís.
      Que me dera conseguir colocar nelas, todo o sentimento que por vezes me inunda a alma, mas há uma inibição natural em mim que me impede de me soltar. Falta-me, quiçá, ousadia e paixão. :)

      Beijinho e obrigada.

      Eliminar
  3. Gostei muito da divagação.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bondade sua, amigo Pedro! Pura bondade.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Maravilhosa querida amiga, gostei muito, desejo-lhe uma quinta-feira muito feliz beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem tenho mais palavras para lhe agradecer tanta generosidade, Emanuel.
      Um simples, mas sentido: Obrigada!

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. És um bom de amigo, António!!! ;))
      Obrigada.
      Beijinhos.

      Eliminar
    2. :)) Tinha escrito 'és uma bondade de amigo', mas achei exagero e tirei a bondade, olha...esqueci-me de tirar o 'de'.
      Mas és um bom amigo sim senhor!

      Eliminar
    3. "És um bom de amigo" ... influência de um qualquer acordo que dizem ser ortográfico? :)))

      Obrigado, Janita.

      Eliminar
    4. :)) Não há nada para agradecer, meu caríssimo Amigo!

      Tu mereces. :)

      Eliminar
  6. «Só sei que te quero e tu não me desejas»
    Mas que pouca vergonha vem a ser esta?
    Daqui a pouco a Janita está a publicar fotografia de gente em pelota. É que acho que já faltou mais...
    :-D

    E sabe o que lhe digo!? Desta vez não tenho nenhuma queixa a fazer da fotografia. Acho que está muito bem. Aproveitou e valorizou a diagonal criada pela copa das árvores e ficou muito bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Remus, Remus...já me fez soltar uma sonora gargalhada!!
      Isto, dos desejos, há mais para além desses que está a pensar. :))

      Sou tão, mas tão rebelde, que há muito boa gente que me quer é ver longe, sabia? Olhe, se calhar nem é bem assim, mas isto da poesia, ao fim e ao cabo, não se explica senão perde o romantismo todo! :))

      Ai, sim? Já estou a acertar, é isso! Boa!! E está muito luminosa, não acha? :) Eu acho!

      Agora tenho de começar a aprimorar as fotografias de interior. Vá apontando os defeitos, que eu estou interessada em aprender.

      Um abraço e obrigada! :)

      Eliminar
  7. Uma "tentativa" muito bem conseguida neste "Divagar" !

    Uma foto outonal de acordo com o primeiro verso ;
    Está "ritmado", quase uma perfeita métrica silábica (trocaria "Na esperança de sentir" por "Esperando sentir";
    Está com sentido e mensagem ;
    Muiiinto Bom, Janita !

    Abraço de Parabéns :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, espera aí que eu já venho, Rui! :)

      Eliminar
    2. Pronto, já cá estou e a 'esperança' já foi à vida!! Ehehehe

      Obrigada, Rui! Por tudo!

      Beijinhos

      Eliminar
    3. ahahah... Boa ! ... Acho que assim fica mais "cantabilé" ! :)) ... Ora experimenta ler de uma maneira e de outra . :)) ... Obrigado por me fazeres a vontade ! eheheh

      Beijinhos :) ... e até amanhã .

      Eliminar
    4. Estás enganado, Rui!! :) Eu não te fiz a vontade; ouvi a voz de quem sabe...é diferente!! E, nisso da métrica, tu é que sabes. Claro que soa melhor. :))

      Beijos, Rui.:)


      Eliminar
  8. Fiquei sem respiração, eu que nem sou muito dado a poesias. Mas esta, faz favor!
    Chiça...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe a ironia...Bem, ainda nos vamos zangar!...
      Nada disso...estou a brincar, adoro rir de quem ri de mim!!! Ehehehehe

      Beijinhos sem gozo! :)

      Eliminar
  9. Ontem andei por aqui até cerca da 1:30h da madrugada, mas num misto de cansaço e de ter de voltar a levantar às 06:00h da matina, terminei deixando alguns blogs, amigos, que visitar e "O Cantinho da Janita" foi um deles, porque normalmente começo de cima para baixo, na ordem em que os blogs aparecem actualizados na lisa de blogs que sigo e aqui O Cantinho..., ontem era um dos últimos dentro dos que mais visito. Mas hoje é o primeiro que visito, intuindo que deixarei outros que visitar!

    Para no caso dizer que tenho um particular fascínio pelo Outono desde há muito, quiçá desde sempre, pelo que ver mais uma foto e no caso uma boa foto _ em que talvez sobre o vislumbre do edifício atrás ou até não!? _ aludindo à estação, salvo a rima, é para mim uma satisfação.

    Quanto à "tentativa poética", não sou particular entendido, mas por sensibilidade pessoal sei que gostei da poética "Divagação"...

    Parabéns pela poesia fotográfica e literária :

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se preocupe muito com a prioridade e obrigação de comentar, Amigo Victor. Vamos visitando os espaços dos amigos conforme podemos.
      Eu não tenho um método de retribuir comentários sempre exacto e fiel, vou andando por aí, havendo posts que por vezes me passam ao lado. Quando me apercebo já passou um dia ou dois. Porém, nunca deixo de lá aparecer. :)
      Aliás, já passei pelo seu "Dar e Receber", mas ia tão apressada que não tive tempo para lhe deixar as palavras de apreço que aquela sua imagem merece. Como não é meu hábito comentar com um simples 'Gosto', à moda do FB, prefiro não dizer nada até ter disponibilidade para apreciar e deixar as minhas impressões que, valendo o que valem, são sempre sinceras.

      Grata pela simpatia, Victor!

      Um abraço com amizade.

      Eliminar
  10. Adorei o teu versejar e a foto está lindíssima.

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou aqui que nem posso de tanta vaidade, Manu! :)
      Já és a segunda expert, na arte de bem fotografar, que me diz que a fotografia está boa...:)

      Beijinhos e obrigada!

      Eliminar
  11. Janita, continue divagando assim (lindo lindo)...esperando que encontre esse tão desejado céu azul.

    Infinitos poéticos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, minha querida Rainha, do Reino do Infinito, quanta honra em receber as Vossas auspiciadoras palavras de ânimo.
      Há sempre um céu azul, após uma tormenta. Assim espero.

      Um grande e infinito abraço de gratidão.

      Eliminar
  12. Este outono está inspirador... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que aproveitar quando a inspiração aparece, Luísa. :)

      É tão caprichosa e fugidia que não lhe posso facilitar a vida...:))

      Beijinhos

      Eliminar
  13. Faça favor de entender que não havia qualquer grau de ironia no meu comentário acima, nem sei como o entendeu como tal. Gostei mesmo, ponto.
    bfs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai aquilo era tudo a sério, José?
      Então o "Chiça", também??? Lol

      Pronto...já cá não está quem mal julgou!!

      Beijinho

      Eliminar
  14. Ficamos entendidos.
    Entretanto, faça favor de ir rever o "Narciso"
    2

    ResponderEliminar
  15. Uau, amores de candeias às avessas? :)
    Bem ritmado e bem rimado, Janita!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar