terça-feira, 26 de maio de 2015

Moralistas, Perdoai...Gente Obediente!!




Delírio

Nua, mas para o amor não cabe o pejo
Na minha a sua boca eu comprimia.
E, em frémitos  carnais, ela dizia:
– Mais abaixo, meu bem, quero o teu beijo!


Na inconsciência bruta do meu desejo

Fremente, a minha boca obedecia,

E os seus seios, tão rígidos mordia,
Fazendo-a arrepiar em doce arpejo.



Em suspiros de gozos infinitos

Disse-me ela, ainda quase em grito:

– Mais abaixo, meu bem! – num frenesim.



No seu ventre pousei a minha boca,

– Mais abaixo, meu bem! – Disse ela, louca,

Moralistas, perdoai! Obedeci…


Olavo Bilac 

( contista e poeta brasileiro, nascido no Rio de Janeiro no século XIX )



24 comentários:

  1. Amiga Janita:

    Um homem obediente não tem que pedir perdão :)

    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Fê,

      Sempre ouvi dizer que o que é feito por gosto e com gosto, regala a vida.

      A intimidade do quarto dos amantes ( os que se amam) é como um Santuário. Lá, cada um reza com a fé que mais o faz subir ao Céu!

      Digo eu!!

      Beijinho muito amigo! :)

      Eliminar
  2. Eheheheh..... Obedeceu e fez bem!.....

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracinha,

      Obedecer é algo que todos deviam fazer...Quem pede deve ser atendido/a.

      E quem dá também recebe. Penso eu de que!! :))

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Janitamiga

    O Bilac sabia-a toda... :-)))))))))

    Qjs do Pernoca Marota

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HenriquAmigo.

      Acho que o Bilac devia perceber bem as mulheres. Uma louca não se pode contrariar...

      Abreijos!

      A perna continua marota? Não a deixes ficar louca. Cuida dela!

      .

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Delírio, delirante, Papoila! :)

      Beijos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. O homem pede perdão aos moralistas, Pedro!
      Mas está bem!
      Quem pede perdão não merece ser censurado, mesmo não se sendo 'moralista'! :))

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Sendo o corpo de uma mulher um poema,
    há que lê-lo demoradamente
    em todas as suas rimas
    apaixonadamente!

    Beijokas lidas com sorrisos :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Poeta, Kok! Gostei!

      Como diz o tal fado:
      "Uma mulher é como uma guitarra / Não é qualquer que a abraça e faz vibrar / Mas quem souber o modo como a agarra / Prende-lhe a Alma as mão de quem a tocar"...:)

      Beijokas poéticas. :)

      Eliminar
  7. A uma Senhora em "frenesim", nunca se diz não ! ... Os seus desejos são ordens ! :))
    O Bilac é que foi muito indiscreto ! :(

    rsrsrs ... Beijos ! (ops ! ... !? ...) rsrsrs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para começar, Amigo Rui, "frenesim" não me parece coisa ruim!! :))

      O Bilac, como todos os poetas, revela o que sonha e não o que faz!!
      Se ele não o escrevesse, como saberia eu que há mulheres que não se contentam com a boca 'comprimida' num beijo? Querem sempre mais e mais! Lol

      Ops, porquê? Ora toma lá um beijo e um abraço, ora essa!

      :)

      Eliminar
  8. Ai, ai, esse Olavo era danadinho para a brincadeira... :)))

    Abraço! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Teté! E a brincar, a brincar...deixou-se empolgar!! :))

      Abraço? Parece que ficaste como o Rui, com pejo em mandar um beijo! Eheheh

      :)

      Eliminar
  9. Um Soneto sensual, genuíno de sentires, de vida.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo SOL,

      Ninguém entende melhor o sentir de um Poeta do que alguém que é Poeta, também!
      Numa frase resumiste este poema.

      Beijinhos!

      Eliminar
  10. Estou absolutamente de acordo com o Rui ! :))) A uma senhora enfrenesiada nada se recusa, limitamo-nos a cumprir o que ela deseja. Dar para receber prazer !!!

    Bonito e sensual poema !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tu, Ricardo???

      Mas tens razão...dar e receber, faz parte do mútuo prazer.

      O Olavo Bilac tem uma característica poética que muito aprecio, escreveu poemas de uma grande sensualidade e carga erótica, sem nunca recorrer ao palavrão ou palavras mais grosseiras.
      Já Drummomd ou, até, Manuel Bandeira caiam, por vezes, na vulgaridade da 'asneira'.

      Obrigada, Ricardo!

      Um abraço! :

      Eliminar
  11. A obediência só lhe fica bem!
    Há coisas que não se devem negar :)

    Beijinho amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Amiga Flor!

      Todo o homem que ama e é amado, tem de ser gentil e bem educado!!
      Nomeadamente, obedecendo! Negar só lhe ficava mal...:)

      Beijinhos minha amiga!
      .

      Eliminar
  12. Y'oure Welcome, Uouo Uo!

    Thank you, too...

    :)

    ResponderEliminar