quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

A Amizade e o Amor.


Perguntei a um sábio
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele disse-me esta verdade...
O Amor é mais sensível
a Amizade mais segura.
O Amor dá-nos asas
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem como um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos os sentimentos coexistem
dentro do seu coração.





 (A quem interessar:
 O meu sorriso voltou a ser o que era: 
luminoso, alegre e contagiante!!! )


:)



****----****

34 comentários:

  1. Ora aí está uma boa notícia, que recebo com carinho :-)

    Boa noite Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh...que querida és, NN! :)

      Com carinho, aí vai um beijinho.

      :-)

      Eliminar
  2. Oh! O seu sorriso voltou a ser o que era?
    Com isso, a Janita acabou de perder automaticamente 1/47 do seu encanto. Era o buraco que lhe dava um certo ser... e uma certa corrente de ar, é certo, mas um ser. Agora vou ter que lhe arranjar outro encanto. Tenho que pensar muito o que poderá ser...
    :-D

    Quem bordou o pano?
    Porque é que os corações estão a deitar raios?
    E quem bordou os laçarotes?
    E para que serve a jarra furada?
    E... porque é que eu não faço comentários normais?
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe, Remusinho, não me arranje nenhum outro encanto, porque o meu verdadeiro encanto é não ter encanto nenhum. :P

      1- O pano foi bordado por alguém de Biana do Castelo.

      2- Se calhar querem ir para o raio que os parta.

      3- Fui eu!!!

      4-Onde está a jarra? Aquilo é um difusor de incenso. :P

      5-Pela mesma razão que eu não publico posts normais.

      :-)

      Eliminar
  3. Boa noite. Muito, muito bonito e tão verdadeiro. Adorei

    Hoje:-Carta de amor...

    Bjos
    Noite Feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Larissa.

      Adorei que tivesse adorado. :)

      Já fui ler e comentar a Carta de Amor.
      Espero que o comentário não tivesse desaparecido como aconteceu com o primeiro que escrevi. Andam a acontecer coisas estranhas com os meus comentários: desaparecem após serem publicados. :(

      Beijos.


      Eliminar
  4. Muito bonito o poema.
    O filhote veio passar o Natal?

    Amanhã vou para Lagos. As histórias de Natal no Sexta continuarão a sair porque estão programadas.
    Porque em Lagos só terei o Smartphone, e não sei andar pelos blogues nele, despeço-me desejando um Santo e feliz Natal, com saúde e muito amor.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O filhote não veio não, Elvira, ainda só lá estão há meio ano e não podem vir.
      Continuarei a ir ao "Sexta-Feira" ler os bonitos contos de Natal que forem publicados.
      Ficam, então, os meus votos de Natal Feliz, para si e família.
      Um abraço especial.

      Eliminar
  5. Fico feliz por saber que o sorriso voltou.

    :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai dele, se não voltasse, Nina!! :)

      Beijinhos e obrigada.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Outro para ti, Ricardo.
      Um beijinho, também!

      Eliminar
  7. Shakespeare, bonito !... e o pano ainda mais bonito, com bale e bida ! :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A bida só bale a pena, se pudermos contar com a amizade de bons amigos, Ricardo. Eu tenho a felicidade de ter poucos, mas bons. :)

      *_*

      Eliminar
  8. O amor vai-se a amizade se for verdadeira, mantém-se pela vida.
    Digo eu, que não percebo nada disso tá?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar dos pesares, eu não sou uma descrente nessas coisas do Amor, Mena. Há Amizades que se quebram, e amores que ficam para toda a vida. Digo eu, que também não percebo nada. :))

      Eliminar
  9. Gostei do poema e concordo com Shakespeare.
    Por acaso já ofereci um paninho como esse... são muito bonitos os versos do "lenços dos namorados" de Vila Verde de Braga.

    E quanto ao teu sorriso, fico feliz por já o teres recuperado tal como era antes do incidente! :)

    Beijinhos e sorrisos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este não é de Bila Berde nem de namorados, é de Biana!:)

      O sorriso? Até faísca, Afrodite! LOL

      Beijinhos faiscantes.

      Eliminar
  10. O Shakespeare sabia
    o que dizia
    acredites, ou não
    fazes parte do meu chão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por saber isso, Rogério.
      Com o exagero que um conforto requer,
      ser um bocadinho do chão de alguém,
      sabe sempre bem saber. :)

      Um abraço amigo.

      Eliminar
  11. Este rapaz sabia umas coisas.
    Ser ou não ser e coisas assim.
    Beijinhos com um sorriso novo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes, parece que temos de ajoelhar para falarmos de um génio, Pedro. Digo isto a propósito de uma observação que me foi feita. Eu misturei aqui Shakespeare com um bordado de Viana e não me senti nada mal com isso.:) Porque não o faria? Os génios têm por obrigação ser humildes. :)
      Se foi Shakespeare que escreveu o poema, ou não, o problema não é meu...to be or not to be, that is the question. :))

      O sorriso novo do Pedro é por já ter a sua princesa Mariana em casa?

      Beijinhos.

      Eliminar
  12. Uma postagem maravilhosa. Sim, existem amizade que são muito valiosas. O poema é do melhor! O Pano, até eu gostava de ter um :-))

    Beijinhos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coisa simples, com a grandiosidade de Shakespeare, Cidália. :)

      A desvantagem destes paninhos é que, na prática, não nos servem para nada. Mas lá que são uma riqueza do nosso artesanato minhoto e uma prendinha agradável de dar e receber, isso são.

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  13. Maravilhosa partilha querida amiga ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito grata pelas suas sempre reconfortantes palavras, amigo Emanuel.

      Beijinhos.

      Eliminar
  14. Olá, Janita.
    Qual de nós não se fez esta pergunta: qual a diferença do amor e da amizade? Na adolescência os amigos são indispensáveis, uma espécie de bengala para a segurança de quem ainda está no processo de formação.
    Um forte abraço.
    Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Pedro Luso.
      Creio que haverá alguma, se relacionarmos sempre a palavra Amor com a entrega entre dois amantes. Se bem que não possa haver amor sem amizade. Já a Amizade, também requer dedicação, e isso também é amor. Fica complicado fazer a separação, fica.:)
      Um grande e amigo abraço.

      Eliminar
  15. Amizade sem amor, todos partilhamos. Amor sem amizade parece-me uma contradição.
    Com que então Um novo/velho sorriso cintilante, hein! Pode ver-se?
    1 bji.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aqui está um belo conceito do que o Amor e a Amizade!
      É isso tudo, José.
      O quê? Um novo/velho sorriso? Antes de o ser já ele era novo, meu Amigo, apenas ficou mais cintilante.
      Claro que se pode ver, senão porque haveria eu de ter gasto uma dinheirama, no dentista?

      2 Beijinhos. :)

      Eliminar
  16. Como é bom biber a bida com amor e amizade!

    Fico contente por saber que recuperaste o teu sorriso, desejo que se mantenha sempre na tua vida.

    Gosto dos panos e afins do Norte. tenho guardado panos de cozinha, toalha e saco do pão com esses dizeres, foi-me oferecido por uma amiga virtual da blogosfera de Mirandela. Também tenho um lenço que a Manuela do blog Turista Acidental de Vila Verde, Braga me ofereceu.

    Beijinho Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Adélia!
      Já o outro cantava:

      "Bem, biber a bida Amor..."

      Afins, suponho que seja tudo que se relacione com o artesanato minhoto. Também eu gosto muito, mas já tenho coisas que cheguem. Qualquer dia faço uma garage sales com as toalhas, panos e paninhos que acumulei ao longo da vida.

      Beijinhos, Flor de Jasmim.

      Eliminar
  17. Aaaahhh! Duas coisas importantes !!!

    "O meu sorriso voltou a ser o que era:
    luminoso, alegre e contagiante!!!"

    ... e então não que isso é bem melhor do que andar-se "de trombas com a vida" ?... :)))

    E então quem é que tem razão, quando digo que Amor faz parte de uma grande Amizade, como tenho referido ?! ...
    Eu Amo os meus Amigos, sim !!!
    Se o próprio Shakesreare o afirma, porque não acreditas no que eu digo ?!... ehehe

    "e quando a Amizade é concreta,
    ela é cheia de amor e carinho".

    Beijinhos minhotos !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOl, aproveitas sempre para me dar a reprimenda e puxar a brasa à tua sardinha, meu maroto!
      Entendi...entendi...oh, se entendi!...ehehehe

      Beijinhos nortenhos, isso sim!! ;)

      Eliminar