sexta-feira, 7 de setembro de 2012

NÃO PODEM OS POBRES SER FELIZES...?

A imagem foi retirada do blog que se encontra na lateral direita.
 
Ela canta (...) Julgando-se feliz talvez", escreveu o poeta. E é isso, creio, que o perturba, é isso que o faz pensar. É o canto feliz e despreocupado da ceifeira, naturalmente pobre e cansada, que faz Fernando Pessoa interrogar-se. Ela canta como se tivesse mais razões para cantar do que a vida, diz ele. "Canta sem razão!".
Porque para o poeta a vida é feita, principalmente, de desilusão. Como pode por isso, alguém como a ceifeira, ignorante, pobre, trabalhadora do campo, viúva anónima, ser tão feliz?
Ideias preconcebidas, a que nem os poetas são imunes?
 
 
Ela canta, pobre ceifeira,
Julgando-se feliz talvez,
Canta, e ceifa, e a sua voz, cheia
De alegre e anónima viuvez,

Ondula como um canto de ave
No ar limpo como um limiar,
E há curvas no enredo suave
Do som que ela tem a cantar.

Ouvi-la alegra e entristece,
Na sua voz há o campo e a lida,
E canta como se tivesse
Mais razões pra cantar que a vida.

Ah, canta, canta sem razão!
O que em mim sente está pensando.
Derrama no meu coração a tua incerta voz ondeando!

Ah, poder ser tu, sendo eu!
Ter a tua alegre inconsciência,
E a consciência disso! Ó céu!
Ó campo! Ó canção!
 A ciência

Pesa tanto e a vida é tão breve!
Entrai por mim dentro!
Tornai minha alma a vossa sombra leve!
Depois, levando-me,

 passai!
 
Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"
 

Zeca Afonso, canta Fernando Pessoa.  ««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««« ««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
 

26 comentários:

  1. Ser feliz, é um estado do espírito!
    Vale à pena assistir ao vídeo (youtube) "A pessoa é para o que nasce": documentário com 3 irmãs cegas, que cantam, tocando ganzá, no sertão da Paraíba, no Nordeste brasileiro.

    Gostei, da postagem, pelos "ingredientes" rsrs... que contém...
    Um abraço,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lúcia, sinto-me em falta para consigo, mas pode crer que nao a esqueci.
      Obrigada pala sua compreensão e carinho expresso nos comentários que me deixa.
      Ainda não vi o vídeo, mas tenho muito interesse em vê-lo. Depois lhe direi, prometo.
      Mais uma vez o meu muito obrigada pela sua simpatia.
      Bem-haja, amiga.
      Janita

      Eliminar
  2. Sou pobre, fui trabalhadora no campo em criança, viuvei, não sou ignorante, assim como não sou feliz!
    O Zeca incomparavel.
    Bom fim de semana janita

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Flor.
      Já todos tivemos a nossa quota parte de sofrimento e privações e agora que o fim se aproxima bem mereciamos umas tréguas, não é verdade?
      Infelizmente, o futuro cada vez se apresenta mais negro.
      Esperemos que os nossos netos conheçam melhores dias.
      Uma boa semana, Adélia.
      Beijnhos.

      Eliminar
  3. Por vezes Janita, os pobres são mais felizes. Por vezes os pobres são só felizes.
    Por vezes não são. Por vezes não os deixam ser.

    Depois de ouvir o nosso PM hoje, acho que a ceifeira não ficou tão feliz.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, JP! É isso tudo sem tirar em pôr. Há pobres felizes assim como há ricos infelizes.
      Nem tudo o que é bom nos chega através do dinheiro.

      Infelizes ficamos todos, os do costume, depois de ouvir o que atabalhoadamente nos disse o PPC, sem dúvida.

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Bom fim de semana, jovem portuense.

    Só falo de felicidade quando alguém conseguir definir o que significa.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido, então bem vais ficar eternamente calado. No meu entender não existe uma definição concreta para essa palavra.
      Aquilo que a mim me faria imensamente feliz, provavelmente a ti não te diria nada e vice-versa.
      Entendeste, Observador?

      Beijocas. :)

      Eliminar
  5. Viúva alegre
    Sem o ser
    Dando de beber
    A quem água pede.

    Ceifeira do Alentejo
    No campo trabalhando à jeira
    De verde e amarelo
    Viúva linda ceifeira!

    Bom fim de semana para você,
    amiga Janita,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Eduardo.
      As máquinas vieram substituir o trabalho manual das jovens, que de foice em punho, ceifavam o trigo cantando alegremente.
      Lembro-me de histórias engraçadas que ouvi muitas vezes a minha Mãe contar. Mudam-se os tempos, mudam-se as histórias.
      Beijos, amigo Eduardo.

      Eliminar
  6. Feliz e pobre? Uma desgraça nunca vem só... ahahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah Zé da Touxa, eu sei da tua grandeza de alma, por isso podes dizer tudo o que bem quiseres.
      Só tenho a agradecer-te os bons e alegres momentos que me tens proporcionado.
      Sabes como se diz lá no nosso Alentejo? Gosto de ti, porra! Eheheheh

      Eliminar
    2. Janita:

      Grandeza de alma? Olha quem fala! Quem aguenta todas as enormidades que eu digo é que tem que ter uma grande alma, né, porra?

      Eliminar
  7. Dá que pensar, e muito.
    Quando se “joga a carta” da consciência da mortalidade, não é só a felicidade que fica como em suspensão, fica tudo no ar, abre-se lugar para todas as perguntas – quase sempre as mesmas!
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Zé Maria.

      Ficam no ar muitas perguntas e quase todas sem resposta concreta e definitiva, verdade?

      Beijinhos e seja feliz, dentro daquilo que considere ser a "sua" felicidade.

      Eliminar
  8. Ah! Que postagem mais linda!
    Que é isso? Ser pobre não é sinônimo de infelicidade(Zé da trouxa(
    , pois eu gostei muito da poesia e do vídeo .
    Sabes, esse comentário do JP já diz tudo que eu queria dizer, amei!
    "Por vezes os pobres são só felizes" e minha mãe era feliz mesmo sendo pobre...e quantos são; o importante é ter amor no coração "paz "
    a família unida "ter o de comer, mesmo que seja pouco; feliz infância eu tive "pobre, sim.
    Fiquei feliz de te ver na Flor de Jasmim e vim dar uma olhada, valeu! mas já te sigo faz tempo.
    beijinhos e ótima semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Mery.
      A maior felicidade, quanto a mim, é amar e ter quem nos ame. E isso começa ainda no berço. Infelizmente, o desamor é a causa de muita tragédia e infelicidade.
      Beijinhos querida e obrigada pelo carinhoso comentário.

      Eliminar
  9. Minha querida

    Fica sempre no ar a pergunta...o que é a felicidade? Talvez pequenos momentos que guardamos dentro de nós.Adorei o vídeo.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Sonhadora.
      Pequenos momentos de grande alegria, poderão constituir recordações memoráveis e infitamente felizes.
      Bejos com carinho, querida e perdoa a minha ausência.
      As coisas não têm andado bem comigo, mas espero recuperar.

      Janita

      Eliminar
  10. A felicidade é uma aparência. Esconde tristezas, mágoas, desgostos, decepções, sei lá que mais... Vivemos numa sociedade infeliz e tentamos contrariar essa infelicidade com laivos de riso e manifestações de alegria. Tudo efémero.
    Venha a nós a Vossa felicidade,
    Ela encobrirá a nossa tristeza!
    Seja feita a Vossa vontade,
    Infelicidade... com certeza!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sabes o quanto concordo contigo, Luciano.
      Até porque inteiramenre felizes serão os pobres de espírito, por não se aperceberem do mundo que os rodeia.
      Mas, para mim, o conceito de felicidade está em sentir-me alegre e de bem com a vida, por muito modesta que seja, muitas vezes até por motivos bastante pueris.
      E na vida tudo é efémero, meu querido, tanto a alegria como a tristeza. Temos é que viver intensamente os momentos bons!
      Infelicidade? Nem sempre! Ainda que em certas ocasiões nos pareça que sim.

      Beijinhos e Felicidade...com certeza!

      Eliminar
  11. Janita, boa noite!
    Um grande momento de poesia, gostei de passar aqui!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  12. O não saber que há "outra condição" senão aquela...deixa-nos conformados e , portanto, felizes com o que temos...
    Porém...sabermos que há outro "caminho", outra "vida"...faz-nos deixar o conformismo e LUTAR!
    É isso,...penso....
    Bj
    BShell

    ResponderEliminar
  13. Normalmente as pessoas mais felizes são simples e de coração nobre.
    Vale a pena pensar sobre isto.

    Beijinhos ^^

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente, para os nossos governantes, os portugueses pobres só podem ser felizes, se recuperarem o conceito de felicidade do Estado Novo e bem expresso naquela canção miserável "Uma Casa Portuguesa".
    Apetecia-me dizer uma asneira, mas contenho-me
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. .



    Dizem que açúcar, massa e gor-
    dura, quando consumido em gran-
    de quantidade, engorda, mas pou-
    cas são as pessoas que sabem que
    algumas palavras dita em hora
    indevida engordam, não qualquer
    crianças, mas as inteligentes, e
    muito.

    Leia no meu blog o desenrolar
    da coisa.

    Um beijo,

    silvioafonso






    .

    ResponderEliminar