quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MUNIQUE.

O prometido é devido! Apesar da qualidade das fotos ser péssima, e estarem aqui apresentadas de forma aleatória e não por ordem de locais, como eu gostaria, é com todo o prazer que partilho convosco  alguns instantâneos desta minha inesperada e inesquecível estadia, de seis dias, em Munique. Inesperada, porque, quando rumei à Charneca da Caparica, estava longe de imaginar que me estava reservada esta bela surpresa por parte do meu filho e nora.
A primeira foto tem um significado muito especial, por  se ter revestido de um facto, para mim, quase insólito. No Jardim Inglês, um dos muitos e maravilhosos jardins da cidade, há lagos espalhados por todo o lado, onde patos, gansos e cisnes, lhes dão vida e graciosidade. Saltei a vedação que separa a relva do caminho e pedi à minha nora para me  fotografar. Como ela demorou um pouco, até atinar com essa função do meu velho telemóvel, um dos gansos saíu da água e veio na minha direcção, enquanto eu lhe gritava: - " Depressa, antes que ele me pique".
Afinal não me picou e até pareceu gostar de mim. Coisas de gansos alemães!!

Qual criança que com tudo se deslumbra e em tudo quer participar, assim foi comigo. Ou não fosse o avanço da idade uma aproximação da infância! Bem,  férias são férias... Na Rua de Sta. Catarina também aparecem por lá uns homens estátuas e eu nunca me deixei fotografar com eles...  A foto mais pequena foi tirada à entrada da mais famosa cervejaria, não só da Alemanha, mas do mundo. É verdade! Perguntem ao meu amigo Jorge, o Rafeirinho, pois foi ele que me a indicou. É a Hofgräuhaus am Platz . Infelizmente,  por incúria minha, a bateria  do meu telelé pifou e, no meio de tanta algazarra,  tanta  caneca de cerveja e sob os acordes da bela música tradicional da Baviera,  primorosamente tocada por um grupo de músicos em trajes típicos, poucas foram as fotos que se tiraram. Mesmo assim, essas ainda não as tenho comigo. Mas, ainda cá virei com elas!    Esta foto pequenina da esquerda é de uma outra cervejaria a Augustiener, (se a memória não me atraiçoa) perto do hotel onde ficámos, o Four Points,  logo na nossa primeira noite.
 
 

 Aqui é o terraço do Deutsches Museum, com uma vista soberba sobre a cidade. As minha fotos, do interior do Museu, ficaram um pouco escuras, mas ainda hei-de receber as do meu filho. 








Esta é a Marienplatz, o ponto mais central de Munique, onde todos os caminhos vão dar! E como nós sabemos bem disso! Nas nossas andanças a pé, volta e meia estavamos lá... 
Durante o dia andavamos só nós e as crianças, porque o meu filho estava a fazer uma formação, por tal motivo não tinhamos "guia".


A ausência de mar não impede os muniquenses de praticar surf . No Rio Isar, que percorre Munique por 14 kilómetros e corta o Englischer Garten ( desta vez vai em alemão) foram criadas vagas artificialmente e é vê-los, aos jovens alemães, deliciarem-se na crista da onda.

Num próximo post vou mostrar-vos algumas imagens da preparação para a maior festa mundial da cerveja: a Oktoberfest,  que terá lugar em Theresienwiese, um local pertíssimo do nosso hotel e onde fomos várias vezes cuscar. Tal acontecimento, como sabem,  irá pôr a cidade em polvorosa!

Beijinhos.
 
***********************************************************************

19 comentários:

  1. Janita
    Talvez as melhores férias da minha vida foram passadas na Alemanha, mas na de Leste (RDA)há bastante tempo como é evidente.
    Nunca as esquecerei, teria 23/24 anos.
    Pelos vistos tambem gostou. Optimo!
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Boa!
    Más fotografias? Nem pensar
    Dá para perceber
    que não é a Angela Merkel
    quem estou a ver...

    As surpresas queridas
    são sempre bem-vindas

    ResponderEliminar
  3. Que excelente reportagem fotográfia ( e o descritivo não lhe fica atrás). Ler cada vez a palavra cerveja e aumentar-me a sede não é qualquer um que o consegue e você conseguiu-o. Isso é bom de tal maneira me embrenhei no conteúdo. Mas não fiquei com inveja, fiquei com sede e com vontade de dar lá uma voltinha. Pronto se calhar é inveja mas quem tem o condão de abrir o apetite assim aos outros, sujeita-se... A Janita acredita que a Alemanha deve ser o país aonde fui mais vezes (Colónia - umas 10 vezes, Hannover, Dusseldorf, Berlim, 2 vezes) e não tenho fotos? Para um maluquinho da máquina de clicar isto não parece normal. E não é mesmo. Ehhehe. Espero pelo resto do relato e das imagens. beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Assim é que se pode dizer que são férias.
    De visitas inesperadas, surpresas agradáveis, em locais maravilhosos.
    Não conheço, só cheguei à Holanda, por poucas horas não deu tempo de muita coisa ver.
    Pelas imagens penso que serão lugares fantásticos!
    Que se repitam, para além de muita saúde é tudo quanto, neste momento, lhe desejo.

    Um beijo,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. Hola Janita, bonito ese reportaje que tienes la generosidad de mostrarnos.

    Las ferias siempre te llenan de un gran humor para disfrutarlas todo lo que se pueda.

    Saludos

    ResponderEliminar
  6. Minha querida

    Que viagem maravilhosa...fotos lindas.

    Deixo um beijinho com carinho e agradecendo o que me deixas sempre.

    Rosa

    ResponderEliminar
  7. Munique é uma cidade única!!
    Tem tanto tanto para ver...
    Obrigado por me teres recordado uma minha estadia lá também inesquecível.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Querida Amiga Janita,
    Bela reportagem a mostrar quanto apreciou nessa curta, inesperada mas simpática viagem! Soube aproveitar e dá-nos uma perspectiva para nos entusiasmar a lá ir. A história do ganso é delirante e afinal o bicho até foi simpático...Rsrsrsrsrsrs.
    Um beijinho amigo e até breve para ver o resto desta sua viagem.

    ResponderEliminar
  9. Janita

    As imagens, esboços ou fotos, são sempre um modo de mostrar um modo de sentir.
    Munique nem precisava de imagens.
    Sempre que lá fui, era trabalho, mas é bom recordar, lembrar...
    Teremos Oktoberfest com muita cerveja, muita animação e, sobretudo, com muita música e espectáculo.

    Beijos

    SOL

    ResponderEliminar
  10. Janita amiga:
    Que belas fotos e que momentos lindos connosco partilhas.
    Fico à espera de mais :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Confessa lá, não meteste mais fotografias da cervejaria porque estavam todas tremidas! ;)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  12. Querida amiga Janita!
    Veja Lá que até os patinhos alemães gosta de si, mesmo sem a conhecer, por isso não se admiro de nós todos por aqui gostarmos de si.
    As fotos estão boas, isto é uma verdadeira reportagem, um repórter, profissional não faria melhor, como alguém já disse aqui até faz uma pessoa ficar com sede.
    Já tive na Alemanha, mas não conhece Munique, estive numa cidade pequena na fronteira da Suíça que era Lourache, havia a festa da cerveja, e vi lá homens beber cerveja como a gente aqui bebe água.
    Eu não quero mentir, mas havia dois ali a nosso lado, não sei se eles fizeram alguma aposta, mas para ai pouco mais de uma hora beberam uns vinte litros de cerveja cada um, nunca mais vi uma coisa assim, mas também não sei se eles se conseguiram levantar.

    Um beijinho grande grande,
    José.

    ResponderEliminar
  13. Regressado de umas mini-férias, foi bom viajar até Munique.
    Obrigado por teres tido a generosidade de transcrever o texto do Humor fds. Não sei o que aconteceu e só dois dias depois me apercebi, mas não tinha condições para emendar.
    Obrigado!!!

    ResponderEliminar
  14. Olá Janita
    Há uns tempos que por aqui não passeava, tenho tido bicho no computador!
    Fico contente por as férias terem sido uma surpresa agradável.
    Bem vinda de novo
    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  15. Olá, Janita!

    Já vi que a Charneca da Caparica é um bom ponto de partida para se começarem umas férias; acho que um destes dias vou até lá...quem sabe...?

    O divertimento não planeado acaba muitas vezes por ser o mais saboroso, e esta prenda para ir a Munique dá para perceber que correu às mil maravilhas, e é tão bom quando assim é.

    A terra da cerveja não conheço, e é certamente a que melhor representa a Alemanha tradicional. Estive um fim de semana comprido em Berlim, e confesso que gostei muito, excepto da comida ... e também daquela língua ... e, tal como tu, quem valeu foi o filho...

    E obrigado pelo simpático comentário deixado lá no sítio onde escrevinho;desnecessário será dizer que soube muito bem...muito.

    Beijinhos, Bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
  16. Bem vinda ao meu jardim.
    Volto.

    Beijo

    ResponderEliminar
  17. Janita
    Uma bela reportagem, reveladora de uma viagem, por certo, bem agradável!
    Beijinhos e bom fim de semana
    Quicas

    ResponderEliminar
  18. Querida Janita.

    Já cá estive antes, viajando através das fotografias e da descrição.
    Óptimo ter uma surpresa destas. Ir ali abaixo à praia e sem esperar te vês a caminho da Alemanha. Feliz por ti, inesperado e frutuoso passeio.

    A cerveja não é a minha bebida de eleição, mas pelo que já vi na TV, a festa é em grande e muito animada. Colorido, música e espectáculo, que atrai gente de todos os cantos do mundo.
    Ia lá beber um copo e me divertir de boa vontade.

    Então andas a saltar a cerca, e com coragem... cheia de genica, que bom amiga, os gansos não são de confiar, mas contigo quiseram confraternizar e atenção eles não picam, mordem com uns dentes pequeninos mas afiados que parecem serrilhas.

    Bem... já cá estás sã e salva e espero que com muita energia.

    Volto em breve...

    Beijo e kandandos com muito carinho

    ResponderEliminar
  19. Muito boa reportagem (fotográfica e escrita)!

    Querida Amiga, eu durante alguns anos da minha infância e juventude tive o privilégio e afortuna de meus pais nos proporcionarem viagens por alguns países europeus, na qual a Alemanha se inclui (por duas vezes), e essas viagens marcaram para o resto da vida.

    Numa dessas idas à Alemanha, estive na Baviera região da qual Munique é a capital, e deliciei-me com os parques, a organização e limpeza da cidade, as ciclovias, os cachorros quentes, o Estádio Olímpico e o Bayern de Munchen (que tive a felicidade de ver ao vivo com o meu Pai), e, pasme-se, a cerveja para crianças.

    Mas, e para terminar, a Alemanha é um país que merece ser visitado, também estive em Hannover (lindíssima cidade), em Berlim (antes e depois da queda do Muro), em Hamburg, Bremen, Frankfurt, e outras pequenas e pitorescas cidades alemãs.

    Ainda bem que gostou da sua surpresa!

    Beijinho

    ResponderEliminar