terça-feira, 19 de setembro de 2017

SERPA - E A LENDA DA SERPENTE ALADA.





Com a Catarina a dar o pontapé de saída com a sua bonita Lenda do Girassol, logo se lhe seguiu a Papoila e a interessante Lenda da Praia do Guincho. Dando seguimento ao certame temos a Deusa Afrodite que, nos seus Jardins, nos conta a Lenda da Moira Encantada de Giela.

Esta que vos vou contar, como não poderia deixar de ser, será contada num poema e é uma Lenda que nos diz da origem do nome da minha terra. 


A lenda conta, que, há anos,
Já esquecidos dos antigos,
Por cá só havia perigos,
Só havia desenganos,
Guerras, solidão e danos...

Foi então, que uma fada
Deu ao rio uma aliada,
Que a região defendia.
De Ana era rainha
A SERPE - SERPENTE ALADA

Mas ainda há outra lenda,
Deste rio que era o Ana,
Para os mouros Odiana...

Uma fidalga era presa
Duma magia tremenda...
Numa cobra transformada,
Numa figueira acoitada.

Gritava p’lo desencanto
E o seu pranto era o canto
Talvez de Ana, a encantada.

Mais tarde, fugindo à guerra
Que Rolarte lhe movera...
Orosiano morrera...
E Cófilas se desterra

Construindo nesta terra,
Que achou de rara beleza,
Para a filha a fortaleza
Onde seu noivo chorou
E novo amor encontrou.

Serpínia, a bela princesa.
Não se sabe bem à certa
Qual a profunda razão
Da Serpe que é no Brasão
Da nobre vila de Serpa.


Nas lendas a descoberta:
Da Serpe do Ana, a ardileza;
De Serpínia tem a alteza;
Ou da fidalga encantada
que em Cobra foi transformada
Tem SERPA o nome, a Beleza!


Fonte da Lenda                                                   Fonte das imagens

Não deixem de clicar nos links, porque sei que  vão gostar .

Seria interessante se esta corrente de Lendas e Mitos tivesse continuidade. Quem se seguirá? Todos gostamos de Lendas, não podemos parar por aqui. Ficamos a aguardar a próxima.

-------------------------------------------------------------------------------
Adenda:   AQUI   neste espaço criado pela Afrodite, poderão encontrar todas as Lendas já publicadas, e as que se lhes seguirão.


*********************************

44 comentários:

  1. Ainda há muito pouco tempo me questionei sobre isso mesmo: qual seria a origem do nome de Serpa e da serpente alada na heráldica ligada ao brasão da cidade.

    As lendas por vezes misturam-se... e é assim que se enriquecem a(s) nossa(s) história(s).

    Beijinhos alados
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (Ah... e gostei muito de ler mais este retalho das lendas portuguesas)
      Obrigada Janita
      (^^)

      Eliminar
    2. Obrigada eu, Afrodite! :)
      Também gosto muito da magia de que se revestem todas as Lendas. Espero que esta corrente se expanda e nos alegre a alma, com todas as história sobre princesas mouras e não só.:)

      Beijinhos.

      Eliminar
  2. Gostei Janita ! :) ... e a "corrente" está a formar-se ! :)

    Ficamos elucidados sobre a origem do nome da tua terra, se bem que tenhas nascido fora da cidade, mas a ela ligada !

    Curioso ser em verso e curioso também, para mim, pela coincidência de haver uma serpente, tal como a que publicarei daqui a 3 dias ! :)

    Beijinhos !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu gostei que tivesses gostado, Rui.:)
      Serpa é uma das mais antigas terras de Portugal, já a Lenda conta que Cófilas se encantou por ela, achando-a de uma beleza rara. E é!
      Não te esqueceste do que disse lá no teu espaço sobre o São Bento. :) De facto, nasci a poucos kms de distância na então, Aldeia Nova de São Bento, mas Serpa é que me viu crescer, desce os dezoito meses de idade, e foi nela que criei raízes e laços afectivos. É a minha terra, sim!
      Ainda temos que esperar mais dois dias pela 'tua' Lenda?
      Fico a morrer de curiosidade...:)

      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Pois não sabia da lenda que deu origem a Serpa.
    Li, tive que ler as 'Lendas e Narrativas' do Herculano e até gostei. Creio que sempre haverá um fundo de verdade nessas lendárias lendas. Venham mais, desde logo a da vizinha Moura, se conhecida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também concordo que há um fundo de verdade em todas as Lendas, nesta 'minha' essa ardileza atribuída ao rio Guadi)Ana, é mesmo verdade. Em algumas partes formam-se remoinhos que sugam os nadadores desprevenidos. Muitos jovens lá perderam a vida, quando se banhavam no rio.

      Quanto à Lenda da vizinha Moura - 'Lá vai Serpa lá vai Moura e as Pias ficam no meio'...:)- É uma Lenda mais triste. A linda moura Salúquia teve um fim trágico.
      Eu gosto é de finais felizes...

      Beijinhos.

      Eliminar
  4. Gostei igualmente desta lenda. Como ficamos mais ricos de conhecimentos! Que a corrente continue. Temos ainda muitos leitores e leitoras que nos visitam... se todos participarem, tantas lendas ainda vamos ler.
    Bjos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É diferente, mas não deixa de ser uma bonita Lenda.
      Vai continuar, sim Catarina, vamos ficar riquíssimos de conhecimentos e um pouco mais sábios. :)

      Beijinhos.

      Eliminar
    2. Estava a contar deixar-te o link do "Legioneiro" aqui...
      Desculpa, falhou-me! :(
      Mas ao tentar fazer tudo ao mesmo tempo, ler as novas contribuições, actualizar a lista e ainda comentar as recém publicadas lendas... varreu-se-me da ideia.

      Beijinhos sempre a tempo
      (^^)

      Eliminar
    3. heheheh
      Ainda só hoje inventei a palavra e já não sei escrevê-la!
      É "LEGENDEIRO". Deriva da raíz "legenda", palavra em latim para LENDA.

      (^^)

      Eliminar
    4. :)))) Por este andar ainda vamos ter de criar a "A LENDA DO LEGENDEIRO"...ehehehe

      ( Vou dormir que já nem consigo abrir os olhos.)

      Eliminar
  5. Encantado ,gostei muito querida amiga ,desejo-lhe uma noite muito abençoada e um maravilhoso amanhecer ,beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, meu amigo.
      Tenha, também, noites e dias maravilhosos e abençoados.

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Olá Janita....
    Gostei muito, gosto de lendas, gosto de poesia!
    Este cantinho ficou com mais magia, obrigado.


    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Ricardo.
      Já sabia que gostarias. E fico feliz por isso.:)

      Beijinhos e obrigada.


      Eliminar
  7. Não conhecia. É uma lenda bonita e achei muito interessante a forma como é contada em poesia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Mais uma lenda deliciosa!!
    Surpreendente ser em verso e muito interessante.
    Obrigada Janita, bjss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até agora, todas as que tenho lido, começando pela da Catarina, têm sido maravilhosas, Papoila. :) Já por isso, são Lendas...encantadas!!
      Eu é que agradeço!

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Gostei muito desta lenda em verso que desconhecia.
    Dado uma série de contratempos que tenho tido, não sei se poderei contribuir com a minha, mas se não for esta semana, talvez no principio da outra fá-lo-ei.

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento esses contratempos, Manu, espero que não seja nada de grave e, sobretudo, com a tua saúde.
      Ainda irás muito a tempo, minha querida, não te preocupes, isto ainda agora começou. Cuida de ti.

      Beijinhos

      Eliminar
  10. Muito bem! E ainda por cima em verso! Que bonita!
    Também já estou "inscrita" para dar continuidade à corrente de lendas.

    Beijinhos lendários...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracinha,
      Vou ficar à espera da tua e da do Rui, que me parece serem já as próximas.

      Beijinhos encantados...:)

      B

      Eliminar
  11. Não façam barulho, que a Janita está a dormir profundamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehehe...Então agora sou a bela adormecida ou quê?

      Quer saber? Já estive a ler a resposta do José lá na sua Zorra e já ia com um discurso bastante adiantado, eis senão quando, ao dar 'enter', foi tudo ao ar. Como se aproximou a minha hora de caminhar, fui, e ao voltar, vim directa para os meus aposentos! :)))
      Mas não adormeci, não senhor!

      Eliminar
  12. Lá está, muitas lendas explicam o nome dos lugares.. Esta também é bonita... Notável, como se lê no brasão. :)
    Também já estou na corrente. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está...há Lendas para todos os gostos e feitios, Luísa! :)

      Ando um pouco desfasada das Lendas e visitas aos 'narradores' por falta de tempo. Penso que hoje darei conta do recado. Porém, a tua já a li e comentei. :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  13. Gostei imenso da lenda!
    Não sei se vou poder participar, a falta de tempo não está ajudar.

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenta lá participar amiga Adélia, até vai fazer-te bem.
      Não te entregues à tristeza.

      Obrigada, querida, um beijinho.

      Eliminar
  14. A ilha doa amores e a Fidalga

    http://noname-metamorphosis.blogspot.pt/2017/09/ilha-dos-amores-e-fidalga.html

    Beijinho em TU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais desculpar querida Noname, mas ainda não tive tempo para ir ler e comentar a tua Lenda, mas quando reparei no teu comentário, fui a correr dizer à Afrodite para te adicionar à Lista!:)
      Grande NN, assim é que é!! :)

      Beijinhos, muitos! :)

      Eliminar
  15. Pois, esta lenda de Serpa é muito poética e bela, como de resto é Serpa onde já tive o grato prazer de fotografar algumas vezes, incluindo algumas que outras diversas visitas extra fotográficas.

    Eu até possuo uma colecção de lendas, mas no caos que está a minha "biblioteca", não sei onde pára tal colecção _ a curiosidade é que depois dumas obras cá em casa o caos é muito arrumadinho, ainda que salvo o que está directamente à vista de resto não sei de mais nada, enquanto antes das obras parecia tudo muito mais caótico que agora, mas eu sabia praticamente de tudo, ironias da vida! :) Mas isto para dizer que até gostaria de partilhar uma lenda, que para o caso creio terei de procurar na Net.

    Parabéns à Janita pela partilha

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) É verdade, Victor, há pessoas que conseguem orientar-se melhor no meio do caos, basta saber onde estão as coisas em que 'mexem' diariamente. Conheço algumas.:)

      Faça isso, participe nesta 'corrente' de Lendas e Mitos.
      Vamos ficar a aguardar a sua participação.

      Obrigada uma vez mais pela simpatia.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Como se já não bastasse estar com significativa dificuldade em corresponder a todas as solicitações, de entre por assim dizer avida real e esta existência virtual, porque este mês gastei o plafond mais cedo do que o costume, ainda estou a navegar no máximo a 130Kbps. Mas entre hoje Sábado e amanhã Domingo procurarei actualizar o mais possível a minha existência aqui no blogger, se acaso incluindo então a "devida" lenda que me toca!

      Obrigado eu pela atenta correspondência

      Abraço

      Eliminar
  16. A Lenda da Moura Zara

    https://noname-metamorphosis.blogspot.pt/2017/09/a-lenda-da-moura-zara.html

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehehe...Ganda Noname!
      Vou já pôr a leitura em dia lá no teu estaminé.

      Será esta Princesa Zarah a mesma da Graça Sampaio, mas sem H. Já vou ver isso.

      Inté.

      Beijocas

      Eliminar
  17. Gostei muito desta Lenda, com poema

    um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que todas as Lendas nos contam histórias tão extraordinárias que nos deixam encantadas, Gábi.:)
      E para quando a tua Lenda? Gostaria muito de te ver participar. Vai lá pensando numa...ficamos à espera. :)

      Beijinho e obrigada. :)

      Eliminar
  18. Mais uma lenda que desconhecia. O que já conheci com esta iniciativa. :)

    Já afirmei nos blogues do Rui e da Afrodite que irei "contar" a lenda de Gaia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fora a Papoila ter lançado o repto, no seguimento da Lenda da Catarina, e talvez esta cadeia de Lendas não tivesse acontecido, NI. Também estou a adorar.

      Força lá com a Lenda de Gaia que deve ser bem bonita.:)
      Irei ficar atenta.

      Beijinhos

      Eliminar
  19. Provocação:
    Uma terra que vem de cobras e serpentes, poderá ser uma boa terra? Ou será que é uma terra de autênticas víboras?
    :-D :-D

    Eu não sei nenhuma lenda, mas vou ficar atento e pesquisar e quem sabe se não descubro algo para entrar nessa cadeia de lendas de terras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...É terra de autênticas víboras!

      Mas não são venenosas!! LOL

      :))

      Eliminar