sexta-feira, 9 de março de 2018

Porque Hoje é Sexta-Feira. #2





Dois alentejanos, fartos de comer açorda, decidem ir visitar Lisboa para comer qualquer coisa diferente.
Chegam a um restaurante e sentam-se a uma mesa que estava vaga. Vem o empregado, dá-lhes o menu e diz um deles para o outro:

 - E agora, compadre? Não sabemos ler, como é que vamos escolher uma coisa para comer?
- Vamos apontar para uma coisa qualquer à sorte e vamos ver o que nos calha!

Apontaram para o menu mostrando ao empregado que logo se dirigiu para a cozinha. O empregado chega e põe-lhes na frente uma açorda.
Desapontados, mas sem querer dar parte de fracos, – coisa mesmo de alentejanos -  olharam para a mesa ao lado e viram um casal a comer um delicioso bitoque. De seguida a mulher levanta-se, vai ao balcão e diz "bis" e o empregado dá-lhe outro bitoque.
Ora os alentejanos, com água na boca, foram logo, apressados, ao balcão e exclamaram!- : "bis". O empregado, solícito, dá-lhes outra açorda.

Já desanimados, resolvem ir ao teatro de variedades ao Parque Mayer – naquele tempo ainda estava no auge – após a actuação brilhante, de uma cançonetista famosa, com uma bela coreografia de um corpo de coristas esculturais, a multidão levanta-se, aplaude entusiasticamente e grita: "Bis, Bis, Bis".
Um dos alentejanos, aflito, diz para o outro:

 - Vamos mas é sair daqui compadre, senão ainda nos dão mais açorda!!

Chegados ao Alentejo contam a sua triste ida à capital e foram motivo da chacota geral. De tal maneira que, de cada vez que alguém se cruzava com eles, na rua ou no café, havia sempre um engraçadinho que dizia:

- Tal tá a açorda, compadre?

Foi daí que resultou esta típica expressão alentejana!!!

Não sabiam??... Ehehehehehe





43 comentários:

  1. :))) ... Muito gosto dos alentejanos e dessa sua capacidade de rirem de si próprios e de não levarem a mal as brincadeiras das anedotas sobre eles !
    É quase como as loiras, Janita ! :)))

    É que não "tira pedaço" e é de facto divertido para todos !!!

    Um bom fim de semana. Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A isso eu chamo ter sentido de humor, Rui.
      Simplesmente, sentido de humor...:)

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  2. He he... Muito bom! Vamos sorrir que ajuda o dia a dia. Bom final de semana. Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sorrir e rir, mas chorar quando se precisa!! :)

      Beijos, amigo Carlitos.

      Eliminar
  3. Desconhecia a capacidade da açorda em fazer rir :)))
    Beijinho, Janita, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que desconhecias, António, não és alentejano, ora!!!

      Beijinhos. :))

      Eliminar
  4. Adoro as expressões alentejanas.
    Adoro açorda e não sou alentejana :-) Amei a história ;)

    Beijo. Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não gosta de açorda, não sabe o que é bom, Cidália! :))

      Beijinhos.

      Eliminar
  5. Muito bom. Vivendo e aprendendo a cada dia muito mais! AbraçO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Nidja, tudo bem? :)

      Por aí também gostam de açorda?

      Um beijinho.

      Eliminar
  6. Muito boa. Gostei.
    Eu não sou alentejana nem de lá tenho nenhuma costela, e adoro açorda.
    Um abraço e bom fim de semana, se S. Pedro deixar. Por aqui está um vento que anda tudo pelos ares.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E porquê? Porque a Elvira sabe a açorda é um prato essencialmente nacional e o que é nacional, é bom!! :))

      Beijinhos.

      Eliminar
  7. Nao sabia a origem da expressao. : ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a ver, estás a ver, Catarina?
      As minhas invenções também podem ser muito didácticas!! :))

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Boa tarde. Isto é que vai aqui uma açorda:)) Adorei

    PS: Ocorreu um erro, saída dum tema. Hoje o tema é do:-
    Do Gil António:- Fogo de Amor: O Infinito da Mélica Ternura
    .
    Bjos
    Votos de boa Sexta-Feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atão nã havera de haver aqui açorda, Larissa?
      Isto é um espaço alentejano-nortenho, canudo!!

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Essa açorda é diferente da que se faz cá para cima. mas sei que é uma delícia também. Bom proveito Janita :-)

    Tás melhor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao que chamam açorda, cá para cima, chamamos nós migas, sabias, Noname? :) Mas, ainda assim, diferente. Destas açordas já eu não gosto tanto, mexem o ovo cru depois da açorda feita, nã isso nã é açorda. As migas alentejanas são chamadas de azeite e alho. :) Com carapauzinhos fritos a acompanhar, uma delícia.

      Estou melhor, sim, obrigada. Hoje já fui laurear! :))

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Migas, para aqui, são feitas com nabiças e broa, podendo ter algumas variantes como a adição de feijão frade, ou batatas aos cubinhos :-)
      Mas que importa o nome, importa é que são boas desta e de outras maneiras, e eu gosto, até da tua :-)


      Eliminar
    3. Noname...isto é que vai aqui uma açorda, eu heim?

      Eheheheh

      Beijocas!!

      Eliminar
  10. É conhecida essa anedota do " bis" mas como cada pessoa a conta de forma diferente sendo por isso sempre agradável de ler.
    .
    Querendo ler é só clicar.
    * Fogo de Amor: O Infinito da Mélica Ternura *
    .
    Votos de um dia feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Gil...quem conta um conto acrescenta-lhe um ponto.
      Assim fiz eu.

      Obrigada, igualmente para si.

      Beijinhos

      Eliminar
  11. então não estamos numa sexta-feira negra Janita !
    mas numa de açordas !!!
    e que boas que elas são com um ovinho cozido !
    abracinhos e bom fim de semana
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehehe...nem mais, Ângela!

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Desconhecia mas gostei muito de ler tão bela partilha querida amiga ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Ainda bem que o amigo Emanuel se diverte por aqui. Fico tão feliz por isso.

      Beijinhos, obrigada.

      Eliminar
  13. :))) Só chamam nomes aos alentejanos! E eles não são nada burros, ai não são, não!!!

    Beijinhos (sem açorda... que eu não gosto!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixá-los chamar nomes, Graça, os alentejanos também lhes chamam nomes a eles. Ehehehehe

      Não gostas? Será porque há um ditado que diz: "A açorda faz a velha gorda"? Por acaso também é raro comer porque isto engorda muito!!

      Beijinhos.

      Eliminar
  14. Minha querida comadri Janitamiga

    Ê cá sou mêo alentejano, a minha mãe era de Portalegre, o mê pa era do Cartaxo, elo-me pela açorda que tem de levari muitos coentros, aliás cá para mim são migas. Portanto quero agradecer-te pela alembrança.

    Mts bjs e qjs do casal Ferrêra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido HenriquAmigo...açorda sem fartura de coentros é como tripas à moda do Porto sem...tripas, nã ei?

      Alembra-te sempre de cá vir que gosto muito de te ver por aqui.

      Beijinhos para o querido casal FerrêrAmigo.
      :)

      Eliminar
  15. Mas que bela açorda que vai aqui! :)
    Gosto dos alentejanos e marchava já uma daquelas com muitos coentros.

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Esta açorda é de comer e lamber os beiços, minha querida amiga!!

      Beijinhos e bom Domingo, Manu.

      Eliminar
  16. :))) Conhecia !... e adoro açorda alentejana !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então...estou como quero, Ricardo!! :)))

      Beijinhos.

      Eliminar
  17. Janita, não há coincidências;

    http://pipocomaissalgado.blogspot.pt/2018/03/todos-os-sitios-novos-tem-os-seus.html

    E a paciência também se esgota, cara senhora. É facto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssima, Té...por norma não sou demasiado lerda, mas...mas...desta vez estou completamente à nora!!
      De que paciência esgotada fala? E o que tenho eu a ver com esse post de PMS? Nem sequer lá comentei...:(
      Quer explicar-se melhor, por favor?

      Saudações bloguísticas! :)

      Eliminar
  18. Para que não fiquem dúvidas refiro-me ao facto de, cara senhora, pegar em comentários alheios em posts de blogues alheios e com isso dar azo à barrigada de riso que aqui vai. Haja alegria, verdade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahah...não me diga que pensa ter sido o post do Pipoco que deu azo a esta minha publicação? Acha isso mesmo ou está a mangar comigo? Eu sou alentejana, sabia?

      Ora...não sabia que a Té andava tão carente de protagonismo a ponto de o ter vindo buscar ao meu humilde - mas bem frequentado - Cantinho.
      Pode vir, logo que não use de linguagem ofensiva, será muito bem-vinda. Haja alegria, claro. :)

      Eliminar
    2. Não é de todo, essa a minha postura, a minha atitude. Isso nada tem a ver com a minha personalidade. Não se confunda, Janita;
      "Ora...não sabia que a Té andava tão carente de protagonismo".

      Eliminar
  19. Olá Janita,

    Andei por aqui a visitar o teu cantinho ( como tantas vezes faço)e não sei como, tinha falhado este post!
    Fuzeste-te com que eu risse e ficasse bem disposto, só por isso muito obrigado!

    Abraço grande, continua assim com esse teu sentido e humor aguçado;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ricardo.
      Sabes que raramente me falta o sentido de humor e, tal como o Rui referiu, logo de início, sendo eu alentejana, gosto de brincar com as anedotas sobre 'nós'. Desta vez até lhe acrescentei uma gracinhas minhas, como a ida ao teatro e outras coisitas. :-)

      Bem hajas e aí vai um grande abraço meu.

      Eliminar
  20. Aonde foram os compadres depois dos bis? Não foram comer chicha?
    Se não foram, foi por estarem na quaresma...

    Sai uma açorda da Janita, se faz favor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehe...
      Amigo Agostinho,
      acho que a chicha de Lisboa
      não é coisa lá muito boa...:)

      Só vim rir mais um bocadinho, agora vou à deita e amanhã voltarei.

      Beijinhos.

      Eliminar