sábado, 9 de junho de 2018

O Sangrar do Sobreiro.





Pátria pequena, deixa-me dormir,
um momento que seja,
No teu leito maior, térrea planura
Onde cabe o meu corpo e o meu tormento.

Nesta larga brancura
De restolhos, de cal e solidão,
E ao lado do sereno sofrimento
Dum sobreiro a sangrar

Pode, talvez, um pobre coração
Bater e ao mesmo tempo descansar...



"Insónia Alentejana" Poema de Miguel Torga

(fotografia minha, claro! )








36 comentários:

  1. Sempre consegues fotografias óptimas para as prosas e poemas que escolhes, e este não foge à regra.

    Beijo em TU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desta vez foi ao contrário, Non!
      A fotografia existiu antes de escolher o poema.
      Fico muito lisonjeada com as tuas palavras de apreço!:)

      Beijinhos em TI.

      Eliminar
  2. Tens visto o melro? Não me digas que ele não te esperou...
    Deixa-lhe um pires de bagos de milho triturado junto a uma malga com água e verás que ele aparece.
    Afinal queres um terraço só para ti e para as camélias?
    Beijokas poisadas em sorrisos!

    §-qq dia mando-te uma fotografia dum sobreiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O melro...negro, vibrante,
      luzidio, madrugador, jovial
      Voou, levou os filhotes
      e dele nunca mais vi
      nem ouvi, seus chilreios
      nem o mais leve sinal...

      Vou seguir o teu conselho,Zé. Água já têm a da chuva, milho é que não. Acho que mais depressa o comiam os pardais, do que os melros que aqui fizeram o ninho, mas vou tentar.

      Quanto à fotografia do sobreiro, manda sim. Fico à espera.
      Já agora, vou confidenciar-te :) que este velho tronco é de uma oliveira e não de um sobreiro. Quem não tem cão...:)

      Beijocas e um abraço, Zé.

      Eliminar
  3. Lindo Poema de Miguel Torga
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E da fotografia? Não gostou? :)

      Um abraço, bom fds

      Eliminar
  4. O poema é lindo. :))
    Adorei também a imagem :))

    Hoje:-{ Poetizando e Encantando} Trazias flores, e um misterioso olhar.

    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Adoro toda a poesia de Miguel Torga.

      Anda bem que gostou, Larissa.

      Beijos, bom domingo.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. O lema é nunca desistir Eufrázio!

      Um abraço.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Modéstia à parte, penso o mesmo!

      :)

      Beijo

      Eliminar
  7. Gostei do poema, mas Janita adorei a foto.
    Desculpa perguntar, é mesmo um sobreiro? Não me dá essa sensação.

    Beijinho Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Adélia.

      Se gostaste do poema e adoraste a fotografia, que importância pode ter o nome da árvore? :))

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Pelo rasgo do (teu) tronco, perscruto o renascer verdejante dum dia de amanhã.
    Belíssima foto.

    Com um ramo de :-) (sorrisos)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata, caro YellowMcGregor, pela honra que me concede em comentar neste humilde e insipiente cantinho.

      Retribuo com um ramalhete de :-)))

      Eliminar
  9. Boa escolha, certamente alusiva ao dia em que estamos hoje :) Gostei! :)
    Beijinho Nita, bom domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por sinal este post não é alusivo a coisa nenhuma, mas sabes, Mena?...o título que escolhi inicialmente foi "Pátria", depois mudei. Se me tem ocorrido que hoje se celebra o dia de Portugal, tê-lo-ia deixado ficar. Só para veres como eu não premedito nada. Mas devia!!

      Beijinhos, boa semana e resto de Domingo

      Eliminar
  10. Minha querida Janitamiga

    O poema é Torga; a foto é tua e o Alentejo é o máximo denominador comum. Maldita matemática quem a mandaria meter o bedelho em coisa tão bela...

    E agora uma boa notícia (porra! Já não era sem tempo! A Raquel já está em casa e passou o aniversário ( deste mês com a família e também já anda sem auxílio, mas tem de o fazer devagarinho o que para ela é um tormento sempre com o turbo ligado...)

    Muitos bjs e qjs felizes e contentes do muito teu amigo casal Ferreira

    Sabes o que é biberonar? Está lá na Travessa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas novas me trazes, HenriquAmigo!
      Fico feliz pela Raquel e por toda a família.
      Devagar, devagarinho a nossa querida Raquel voltará a ligar o turbo diesel.

      Efectivamente não sei o que é esse tal biberonar, mas lá que vou ficar a saber, vou, pois então.
      Me aguarda, Amigo Henrique! :-)

      Muito grata pela tua amável visita e simpático convite.

      Beijinhos e abraços, para o meu querido casal Ferreira.

      Eliminar
  11. Bom dia!
    Maravilhoso poema numa imagem tão interessante?!
    Amei!

    Especial ... Abraço, em ambiente embriagado. [BC - Poetizando...]

    Beijos e um excelente Domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei do ponto de interrogação na "imagem tão interessante", amiga Cidália! :-)

      Lá irei embriagar-me - coisa que me faria bastante jeito - no seu ambiente, sempre agradável.

      Um beijo e votos de excelente resto de domingo.

      Eliminar
  12. Olá, Janita!
    Torga (nesta Pátria pequena, em festa) sempre!
    Foto (sobreiro ou oliveira, tanto faz) brilhante!
    Beijo, minha amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Teresa!

      Ah...como é bom ter por amiga alguém de coração tão complacente e compreensivo! Bem-haja, amiga minha.

      Um beijinho com admiração e ternura.

      Eliminar
  13. Pois que este Dia de Portugal esteja e continue a ser muito bom, desde logo e acima de tudo no que a saúde, também nacional e mas no caso concreto do que à Janita, respeita.

    A foto, além de ser compositivamente muito boa, ainda ficou com uma aparência final de aguarela que a meu ver acresce algo bom ao olhar...

    Muitos parabéns e boa semana

    Abraço
    VB

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Victor!
      O dia das celebrações já lá vai e nós por cá continuamos, com a nossa vidinha de sempre. ( Falo no plural, mas refiro-me a mim, claro.)

      Fico contente por lhe agradar a fotografia. Vindo de quem sabe, tudo sabe melhor. :)

      Um abraço e boa semana.

      Eliminar
  14. Sobreiro, azinheira ou oliveira, é indiferente. O que importa é andarmos por aqui a conversar (?) com os amigos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os chaparros estavam no campo, José, e esta fotografia foi tirada no centro da cidade, mais propriamente na Rua do Calvário, justamente junto ao calvário onde Cristo jaz, no seu manto roxo...Infelizmente, a pequena ermida estava fechada, para evitar eventuais actos de vandalismo.

      Um beijinho, boa semana.

      Eliminar
  15. Estas de parabéns, a foto ficou linda e o poema muito bem escolhido.

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda de volta, querida Manu!

      Vindo de uma fotógrafa de mão cheia, como tu, fico feliz pelo elogio à fotografia. :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  16. Uma foto muito bonita e um poema muito apropriado ao dia.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, pelo comentário simpático, Elvira.

      Um abraço, boa semana.

      Eliminar
  17. Uma bela forma de evocar a portugalidade.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o Pedro vê o post como tendo essa finalidade, fico contente, mas sabe que o publiquei na véspera e nem pensei no Dia que se comemorou ontem?...talvez porque o feriado calhou a um Domingo.
      Oh...heresia!

      Beijinhos, boa semana.

      Eliminar
  18. Claro que a foto está óptima, mas a "modelo" (oliveira/sobreiro) está incrível ! :)... Onde terias tu ido desencantá-la assim tão velhinha ?!... :)
    E o poema uma perfeita escolha para a foto, sim ! :)

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Rui!!
      Acabei de vir da tua 'Fonte'. :)

      Eu não desencantei nada, amigo, esse velho tronco está bem visível no centro da terra, junto ao 'jazigo' de Cristo após o seu calvário, na Cruz. Na Rua do Calvário - onde mora aquela minha amiga que fui expressamente para visitar, no ano passado, lembras-te? - como disse acima.

      Beijinhos. :)

      Eliminar