sábado, 1 de setembro de 2012

JARDIM DA PAZ.


E foi este passeio, à quinta de Lorido no Bombarral,  que de resto gostei bastante, a única coisa que salvou a honra do convento destas férias. Para além da alegria de juntar filhos e netos e o sempre agradável reencontro com amigos, obviamente.  Aqui - neste encontro de Deusas - ainda eu me sentia mais ou menos bem. O pior foi quando os níveis de glucose começaram a subir vertiginosamente ( vá-se lá saber porquê ?! ) .  A verdade, é que acabei por regressar a casa dois dias mais cedo do que o previsto. Mas, como isso agora não interessa para nada, uma vez que falamos de momentos de lazer e não de doenças, longe vá o agoiro, passo a apresentar as restantes fotos tiradas aqui pela vossa amiga, ainda com o seu velhinho telélé.
 
 
Os Jardins  e lagos são lindíssimos, havendo uma certa harmonia na conjugação da Arte oriental com as Artes Plásticas modernas. Como a maioria de vós sabeis, a Quinta é propriedade de um tal senhor madeirense, de seu nome...desculpem, mas não vou dizer! O meu blog não irá servir para publicitar nomes de pessoas pelas quais não nutro a menor simpatia. Se bem que o homem nunca me tenha feito mal nenhum, como devem calcular.
 
 
  Paz, é a sensação que se tem ao percorrer estes jardins. Falo por mim, claro. Apesar do nome significar mais, que essa paz se refere ao retiro de Buda para meditar - eu acho que ele fez mal porque engordou demais, podia meditar a correr ou caminhar - e, essencialmente,  numa reconstrução das estátuas que foram destruidas no Afeganistão pelos militares talibãs.
Antes que me esqueça, devo elucidar-vos que o bilhete de ingresso, dá direito a uma garrafinha de vinho lá da quinta. Não me posso pronunciar quanto à qualidade do mesmo, porque nem o provei. E até me esqueci de perguntar à minha gente, se ele era de boa cepa ou não. Mas não se iludam quanto à magnanimidade. Alí nada é deixado ao acaso. Antes de sair e recolher a oferta, é obrigatória a saída por uma espécie de adega, com a devida e merecida prova de vinhos. Escusado será dizer que uma boa percentagem dos visitantes, sai de lá com duas caixas debaixo, uma  de cada braço. A da oferta, e outra daquele que provou. Até eu, que provei um dedal de um delicioso moscatel, não resisti à compra de uma garrafa, embora a tenha deixado na Charneca! 
Agora evito trazer tentações para casa...Ao que a minha vida chegou.
 
 
 
Para terminar, vou dizer só mais uma coisinha. Daqui para o futuro, vou considerar FÉRIAS todos os momentos que me forem prazeirosos, me tragam alegria e bem-estar. Independentemente do local onde estiver e da estação do ano.  Descobri, que as Férias ( o significado delas ) está dentro de nós, estejamos  onde estivermos, façamos o que fizermos. Tanto faz ser um local paradisíaco com todo o conforto,  como uma cabana no meio de uma Serra qualquer. O importante é sentirmos gosto e sentimento para apreciar o que e quem nos rodeia.
 
*******************************************************************************
*******************************************

34 comentários:

  1. Parabéns moça, pelo lindo passeio e por ter compartilhado essas "férias" conosco.
    Que maravilha é Portugal, suas Quintas e os seus vinhos "o moscatel faz tempo nem ouvia falar.
    Eita saudades do meu paizinho* .
    Abraços e boa tarde de sábado aqui 12:15.
    Gostei imensamente do post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mery!
      Muito obrigada pelo comentário! Faz tempo que andamos um pouco afastadas, mas temos que corrigir essa falha. Por vezes o tempo fica curto para visitar todos os amigos, o que lamento imenso.
      Sei que tens uma costela portuguesa e isso nota-se no carinho com que falas daqui.
      Beijinhos, moça, logo que possa não deixarei de passar pelo teu cantinho.

      Eliminar
  2. Gostei do novo significado que introduziste à palavra Férias. :)
    (li este post um bocadinho à pressa porque estou a trabalhar. Nestas alturas do Verão não conheço essa palavra...férias...infelizmente)
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido LOL, são os chamados ossos do ofício.:(
      Mas deixa lá que quando vierem as tuas férias é vem o verdadeiro Verão, aí , vais ter a praia só para ti, que é como eu gosto, por sinal. Detesto praias a abarrotar de gente.
      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Parabéns pelas sugestivas fotos de um passeio que tenho que equacionar fazer em breve!
    E toma cuidado contigo... cuida-te.
    Beijinhos, Janita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqueles Jardins e lagos iriam ser um manancial de oportunidades de belas fotos, para esse teu olhar clínico, Manel.
      Obrigada pelos teus cuidados, amigo. Hoje passei a tarde no CS e amanhã, tenho consulta logo cedo no S. João, em oftalmologia. Começo a ficar cansada, sabias?
      Como diria o Sardet: Eu não sei o que me aconteceu
      foi feitiço ou que é que me deu? :)
      Beijinhos.

      Eliminar
  4. Olá Janita,
    Seja bem vinda! O que é bom acaba depressa não é?

    Não conhecia esta quinta e tanta vez estive no Bombarral. Pode ser que noutra oportunidade a visite....imperdoável mesmo, é ter deixado o moscatel esquecido!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá JP!
      Pois da próxima vez que for para aquelas bandas não deixe de visitar a Quinta da Loriga e não de esqueça de trazer uma garrafa - no mínimo - daquele precioso moscatel!
      Ah, eu não o deixei esquecido, ficou de propósito, mas agora bem que me arrependo! Sabe que hoje o meu oftalmologista, quando lhe falei das dietas e abstinências por via da medicação, diabetes e Cª, ele me respondeu muito a sério: " Que nada minina, coma e beba, senão vai morrer de tristeza!"
      Ele é brasileiro e tem acertado em tudo que me diz...

      Beijinhos.

      Eliminar
  5. Janita
    Excelente fotos e reportagem!
    E eu toda vaidosa a pensar que só eu é que tinha um telélé velhote a tirar boas fotos.
    A glucose adora moscatel, bom mas como ficou na Charneca!

    As férias para mim são como a felicidade, são feitas de pequenos momentos, eu sou daquelas que não necessito de ir para as ilhas não sei quantos para ter férias, porque férias significa não me cansar, como tenho lugares e praias lindas à minha volta, para quê mais.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Flor de Jasmim:

      Pois é Adélia, não é naquilo que é novo que se encontram as maiores virtudes. Que o digam os nossos velhimhos telemóveis! Já para não falar noutras coisas, não acha?
      E tem toda a razão. Os momentos felizes nem sempre têm de ser feitos de acontecimentos grandiosos, em lugares mundialmente conhecidos. O mais importante são as emoções e essas passam mais pelo bem-querer do que pelo bem-estar luxuoso.
      Beijinhos com aroma de jasmim.

      Eliminar
  6. Olá, Janita!

    Obrigado pelo belo passeio guiado, e não pago...Só não vejo lá muito bem como essa paz do reino de Buda poderá combinar com maduro tinto ... ou branco: Acho que com um chazinho casaria bem melhor...

    Obrigado pelo bonito vídeo; bom resto de fim de semana, e saudinha.

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Amigo Vitor.
      Passeasse eu mais e verias como o meu blog se transformaria numa festa de viagens guiadas!! Infelizmente, a minha vida do dia-a-dia é demasiado rotineira e monótona. Vai daí, sempre que surge uma oportunidade cá venho eu mostrar as minhas voltinhas.
      Pois é, o cházinho podia combinar melhor com a paz de Buda, mas como é que o Berardo dáva saída aos vinhos produzidos lá na quinta?
      Obrigada Vitor, por nunca te esqueceres de mim, apesar de estares ausente.
      Para quando uma nova shortstory? Já andamos a precisar dos teus maravilhosos relatos de viagens e memórias.
      Beijinhos e boa semana, Vitor.

      Eliminar
  7. Lá no jardim da paz
    A guerra não entrar
    Porque ser capaz
    De com ela acabar!

    Onde há paz, não há guerra
    Onde há pão, não há fome
    Quem semeia na terra
    Dela sementes colhe!

    Bom domingo para você,
    amiga Janita,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Eduardo,
      Sempre me deixa deliciada com a sua capacidade de fazer linda poesia a partir de qualquer tema. Será a veia poética que existe em todos os alentejanos?
      Obrigada e um grande abraço.
      Beijos.

      Eliminar
  8. Você tem razão, Janita, férias são um estado de espirito! Espero que eu esteja de férias totalmente quando for conhecer Portugal. Devo ir para o Porto no final de setembro, quem sabe não nos conhecemos pessoalmente? Um abraço, Anamaria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Anamaria!
      Imagina se vou perder a oportunidade de conhecer-te pessoalmente. Vai dando notícias. Podes pedir o meu e-mail à nêspera, se quiseres.
      Beijinhos, Anamaria.

      Eliminar
  9. Bom que é, ter a Janita de volta à blogosfera!
    Essa quinta do Sr. Joe está na minha agenda há alguns anos mas nunca lá fui. A de Azeitão também tem muitas obras de arte por todo o lado e também tem adega.
    A seguir a essa extensão do conceito de férias, bom mesmo, é sentirmo-nos em viagem - sempre.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Zé Maria!
      A de Azeitão não conheço eu.
      Engraçado, como podemos andar uma vida inteira a sonhar com algo e de súbito tudo muda. Na nossa mente e no conceito sobre o que nos pode fazer mais ou menos felizes. Afinal nada, rigorosamente nada, é imutável e estanque...
      Beijinho.

      Eliminar
  10. Nunca lá fui. Isto são os jardins que o Joe Berardo encheu com estátuas, numa alusão um pouco descarada ao Citizen Kaine, alguém que ele deve pensar que é.

    Mas este post é sobre férias e aqui estou eu a indignar-me com o Joe...

    Espero que tenhas passado um bom tempo no bom barral...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Zé, tu e a tua tendência para enveredares logo pela via cinematográfica!!

      Qualquer semelhança entre ele e Orson Welles é pura coincidência. Melhor dizendo, nem sequer existe...
      Mas olha que aquilo é bonito. Pega, um dia, na tua mais que tudo e vai até lá. Não te irás arrepender.

      Bom Barral é um belo creme de noir que eu uso na cara quando me vou deitar. A sério! :)))

      Beijinhos, Zé!

      Eliminar
  11. É bom ver-te de regresso, mas seria melhor que viesses mais animada e sem problema de saúde, amiga.
    Quanto a esse jardim, nunca lá fui, apear de ter tido alguns referências positivas.
    Aproveito para te (re) lembrar - porque as férias são propícias ao esquecimento... que no dia 5 publicarei a tua foto no On the rocks.
    Um dia muito especial, porque assinalo o 5º aniversário do CR! Isso é que foi pontaria!
    Beijos e muita saúde
    PS. Em relação à pergunta que me fizeste lá no CR. Que eu saiba, estou bem, mas nunca é de fiar, porque só os exames médicos darão a resposta lá mais para final do mês:-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também é muito bom ver-te por aqui, Carlos!
      Quanto à saúde, na nossa idade já nada é de fiar. Podemos estar bem num dia e no outro nem por isso.

      E com estes entrementes chegou o dia 05/09/12, dia em que o CR viu a luz raiar pela primeira vez, há cinco anos atrás, trazendo palavras em ondas de maresia.

      Beijinhos CBO, mais logo de manhãzinha falaremos, ou melhor, falarei eu contigo...

      Eliminar
  12. Querida amiga

    Peço desculpas pela minha ausência, mas não é por esquecimento, mas sim por conta de meu novo projeto, o qual me está retirando muito tempo.

    Ser esposa, mãe, amiga, dona de casa, e ainda aprendiz de escritora, não é tarefa muito fácil, requer de nós um grande equilíbrio.

    Queria muito agradecer por sua presença amiga lá no meu cantinho, presença que me alegra por demais meu coração e minha vida! Muito Obrigada!

    Me perdoe por alguma coisa.

    Um lindo dia para você.

    Abraço amigo

    Maria Alice

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Maria Alice.
      Não há nada a perdoar nem sequer desculpas a pedir.
      Isto de blogar não é fácil, porque nos toma muito do nosso tempo. É certo que o fazemos com o imenso prazer de partilhar experiências, emoções, tristezas e alegrias com os outros bloggers amigos, que vamos criando ao longo do tempo. Isso é tão gratificante que fica difícil abandonar. Mas, por vezes temos de abrandar o ritmo.
      Desejo uma linda semana para si e família.
      Beijinhos.
      Janita

      Eliminar
  13. Amiga Janita, curiosamente fui lá na Primavera e vim de lá com uma alergia daquelas :))
    Achei bonito, mas reparei na falta de informação pois nem toda a gente sabe o nome e o significada de todas aquelas estátuas.
    O dito senhor estava lá naquele dia, se calhar foi por isso que apanhei a alergia :))

    beijinhos e as melhoras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Fê.
      para quem tiver problemas com alergias, aquilo não deve ser muito indicado na Primavera, devido ao polén que anda no ar. Mas às tantas, bom mesmo é ir lá quando o homem estiver longe :))
      Creio que já estou a ser mázinha demais. Tadinho do senhor.
      Beijinhos Fê e obrigada.

      Eliminar
  14. As fotos ilustram bem esse local onde estive há quatro anos, mas o mais importante é saber se a cara amiga já recuperou os níveis de glucose?
    Nas férias devíamos poder fazer tudo e não estarmos condicionados por nada.
    Mas que fazer?
    Férias podem ser, como diz, em todos os momentos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Manuel.
      Já baixaram um pouco, sim, mas ainda continuam altos em relação ao que me era normal. Contudo nada de assustador.
      Todos os momentos felizes, descontraídos e alegres são bem melhores do que um mês de Agosto, chuvoso, chato e que se esperou ansiosamente, para no fim ser uma frustração, não acha?
      Beijinhos, Manuel.

      Eliminar
  15. Esse fulano também tem um jardim - tropical- aqui na Madeira.
    Gostei dessa nova visão das férias.
    sendo assim podemos todos os dias tirar férias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Mangi.
      Ainda bem que gostaste desta minha nova visão do conceito de férias.
      É que isto de estar um ano a sonhar com algo duvidoso vai ter que acabar. Nada como ir proveitando os dias bons que a vida nos oferece e considera-los dias de férias. Tanto mais que sem subsídio...estás a ver, não estas?...

      Beijinhos, Mangi.
      Fica bem.

      Eliminar
  16. Olá Janita,
    Nem te sei dizer há quanto, mas já ando há muito tempo para cá vir e deixar um comentário... e finalmente chegou o dia.

    Já estive neste local e posso dizer que me senti lá muito bem.
    Conheci-o através da uma amiga e pela sua descrição fiquei imediatamente convencida e segura que teria de lá ir. E assim aconteceu, faz agora dois anos.
    Naquela altura ainda não se pagava para lá entrar, a entrada era livre, mas já se falava que em breve seria preciso pagar para visitar o parque. Gostava de um dia lá voltar com mais tempo e sem o calorão de final de verão de um dia como o de hoje.

    Gostei das fotos. Afinal não é preciso ter um telelé topo de gama para fazer boa figura!! ^^


    PS: estive à procura de um contacto de email aqui na página e não encontrei. Há a possibilidade de falarmos por outra via?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Aquariana!
      Já estive num dos teus blogues e deixei-te a informação que pretendes.
      Sente-te completamente à vontade para falar do que quiseres.:)
      Beijinhos.

      Eliminar
    2. E já lá tens 3 mails... heheheh

      Eliminar
  17. Fotos bonitas de um local que ainda não tive a oportunidade de ir visitar.

    Beijocas e cuidado com a glicémia.

    ResponderEliminar