janita

janita
Rosas do meu quintal.

Argos.

Argos.
Vista parcial do Rio Douro e da Ponte D. Luís. A foto está pouco nítida por ter sido tirada do interior do Funicular dos Guindais!

Eden

Eden

segunda-feira, 20 de Agosto de 2012

Férias são espaços de tempo de lazer que podemos preencher como a gente quiser.

Hoje, celebra-se o dia mundial da fotografia. Embora, quase a terminar, quebrei a rotina daquilo que se entende por férias e resolvi fazer o que me apeteceu: homenagear todos aqueles que adoram a Arte de fotografar.
Eis algumas opiniões: 
“A fotografia, antes de tudo é um testemunho. Quando se aponta a câmara para algum objecto ou sujeito, constrói-se um significado, faz-se uma escolha, seleciona-se um tema e conta-se uma história, cabe a nós, espectadores, o imenso desafio de lê-las."
( Ivan Lima )
“O melhor álbum de fotografia é a nossa memória, nela ficam gravadas fotos reais de momentos bons e ruins de nossa vida."
(Opinão de Márcia Reis.)
Fotografar é a Arte de mostrar a vida nas entrelinhas. Penso eu!Cada olhar, pode dar várias interpretações à mesma foto. Creio ser esse o grande desafio do fotógrafo, seja ele amador ou profissional. Se houver alguém que esteja em desacordo, pode manifestar a sua opinião livremente. Eu até agradeço!
««««««««««««««««««««««««««««««««««««««« 
                                                   

terça-feira, 14 de Agosto de 2012

Férias Deveriam Significar: Descanso, Ócio e Diversão, Mas Nem Sempre Assim São!


Existem praias lindas, em lugares paradisíacos. Estas, com areias branca, verde, preta, rosa e púrpura, eram completamente desconhecidas para mim. Graças à gentileza de um  amigo fiquei a saber da sua espectacular existência. Ora vejam só quanta beleza.


  

Esta praia figura no livro do Guinness como a praia de areia mais branca do mundo. Chama-se Hyams Beach e fica na Nova Gália do Sul. A areia é composta por 99% de quartzo puro.




In loco, tenho a  certeza que jamais verei ou pisarei estas areias.
Paciência! Há tanta maravilha por esse mundo fora que eu tenho plena consciência que nunca conhecerei. No entanto, cá bem no fundo, fica sempre a esperança...quem sabe, um dia? A vida dá tantas voltas. 
Durante esta semana tenciono ir  passar uns dias nesta praia:

 
 ou outra qualquer destas redondezas. Nos tempos que correm, já me sinto muito feliz ou pelo menos, resignada e satisfeita.

Como já me encontro de férias, mas ainda estou por casa, onde trabalho é coisa que nunca falta, vou cantando com o Martinho da Vila, este Samba do Trabalhador :))

O vídeo que se segue é especialmente dedicado a todos os companheiros de jornada blogueira, que muito estimo e considero.
                                                        
Antes de sair ainda vos visitarei.  Desejo que fiquem bem e deixo beijinhos e abraços para todos/as e o meu agradecimento sincero pelo carinho que me têm dedicado.
«««««««««««««««««««««««««««««««««

terça-feira, 7 de Agosto de 2012

SIMULTANEIDADES...






- Eu amo o mundo!
 Eu detesto o mundo!
 Eu creio em Deus!
 Deus é um absurdo!
 Eu vou- me matar!
 Eu quero viver!
 - Você é louco? - Não, sou poeta!

Escreveu Mário Quintana.

Eu, não sendo poeta, sou tão louca quanto ele!

«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««


                                                                            
LINDO!!!
 SENSACIONAL!!
TUDO O QUE SE FAZ COM AMOR
TEM RETORNO...
================================================= 
^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

quinta-feira, 2 de Agosto de 2012

ERÓTICAS, BURLESCAS E SATÍRICAS ?... SATÍRICAS, SIM!...

Mote
- Primo, que medo, que horror!...
Que bicho é que tem na mão?
- Oh! Prima eu sou caçador,
Este bicho é um furão!...




Glosas
...Ande cá, pegue-lhe aqui
Co’a sua mãozinha linda;
Talvez ele cace ainda
Um coelhinho para si
- Quando os seus lhos eu vi,
Seu rosto mudou de cor,
E não perdeu o rubor
Ao tocar-lhe só c’um dedo...
- Então já não diz com medo:
“Primo, que medo, que horror!?...”

- Mas o bicho há-de morder...
- Não, não morde em moças novas,
Isto é p’ra meter nas covas
Onde caça grossa houver;
Talvez me saiba dizer
Onde alguns coelhos estão...
Disfarce a má impressão,
Venha-me já ensinar,
E não torne a perguntar:
“Que bicho é que tem na mão?”

- Eu cá sei onde estão três
Metidos num só buraco...
- Este bicho é tão velhaco
Que os tira só de uma vez...
Ainda há bem pouco ele fez
Coisa pior, o estupor:
Tirou-os com tal furor
Que, prima, chorei com pena,
E, se por tal me condena...
Oh! Prima, eu sou caçador!

Não me devia condenar...
Se foi Deus quem criou tudo,
Criou um bicho cabeludo
Para noutro bicho entrar...
- Primo, vamos começar
Da melhor maneira então...
Ai primo, é como um travão
Que chega à maior fundura...
Bem diz você que ele fura,
Este bicho é um furão!


================================================
Em memória e homenagem ao meu Poeta Popular preferido:

António Aleixo


««««««««««««««««««««««««««««««««