terça-feira, 21 de setembro de 2021

NUVENS EM BANDO.

 

Fotos Minhas e as Palavras também. 😊



Parecem bandos de pardais à solta.
As nuvens, as nuvens.
São como aves a voar no céu
As nuvens, as nuvens
Mas quando a noite cai
E o céu escurece
Fazem nascer uma prece
Na minha boca cerrada
Sem nuvens fica a noite tão tristinha
E eu sentindo-me sozinha
Espero que o dia amanheça.




                                                     




Nota: 
Como facilmente poderão constatar, as palavras foram-me inspiradas por este Fado canção.

=====================================================

36 comentários:

  1. Uma curiosa adaptação, com nuvens brancas, apenas, o que é um bom sinal.
    Uma noite descansada, um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, Luís! :-)
      Essa foi a ideia que me ficou, a bailar na cabeça, quando ontem olhei o céu, de um azul tão intenso que até feria os olhos, e vi aquelas nuvens branquinhas a bailar, ora aproximando, ora se afastando. Vai daí programei a publicação. Simples, não é?

      Obrigada, um abraço também.

      Eliminar
  2. Festeja-se aqui amanhã o Festival do Meio Outono.
    A temperatura e a humidade vão começar a descer, não falha.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meio Outono, Pedro? Que curioso. Pois se ele só amanhã começa e aí já vai a meio? :) A humidade não faz falta, já o frio sim, importa e muito. É o que há, não é? Temos mais é que aceitar!
      Beijinhos e obrigada.

      Eliminar
  3. Adorei os céus e as nuvens branquinhas.Tuas palavras lindas! bjs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer dia a minha inspiração entra também em greve e lá vai tudo prás cucúias, amiga Chica!! :))

      Beijinhos e obrigada.

      Eliminar
  4. Adoro eata epoca do ano e todas as suas particularidades
    🙂
    Gostei

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não desgosto, Miguel. Ah, mas a Primavera...é a promessa de tudo o que me faz feliz. Já o Outono...:-)

      Obrigada.
      Um dia feliz, Miguel.

      Eliminar
    2. 😊
      Faz sentido a sua perspetiva
      Uma noite feliz

      Eliminar
    3. Ah, Miguel...muito obrigada. 😊

      Foi boa sim. Dormi sete horas seguidas.

      Um bom dia para si.

      Eliminar
  5. Bom dia
    Que bela adaptação do fado canção do Carlos do Carmo .
    As fotos estão lindas. Nunca tinha pensado em nuvens como bandos de pardais.

    JR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe, amigo JR, a bem dizer, nem eu!!
      Pensei ontem nisso quando vi estas nuvens, invulgarmente bonitas e dançarinas- Aliás, já ali fui ao texto corrigir a semelhança delas...se cá voltar vai ver que já não são bolas de algodão. Ehehehe Há que dar uma certa coerência às palavras, né?

      Obrigada, bom dia!

      Eliminar
  6. Não sei se gostei mais das fotos se da adaptação do fado, mas sei que as publicações da Janita exprimem, para além de um bom gosto irrepreensível, uma imaginação inesgotável.
    Tenha um bom dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, caro Joaquim Ramos; não há dúvida de que atrás de tempo, tempo vem! Veja só como não hei-de sentir-me, ao ler as suas elogiosas palavras, depois de - num tempo ido - haver quem insinuasse eu ser uma pessoa de mau-gosto.

      Muito obrigada pela sua generosidade e palavras de incentivo.
      Tanha um bom dia também.

      Eliminar
  7. Também gosto imenso de ver as nuvens e fizeste um poema que o li a cantar:)))
    Gostei de recordar a canção de 1970.
    Arriba, arriba garota linda e não te sintas só quanto mais não seja tens a minha fraca companhia:))) Força.
    Beijocas e um grande abraco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Fatyly, a minha ideia era que lessem o texto a cantar.😀
      Cheguei a escrever uma linha a pedir que o fizessem. Depois mudei de ideia e reformulei os vídeos e retirei a sugestão. Que cada um faça como lhe der mais gosto e jeito.

      Muito obrigada pela disponibilidade e oferta da tua companhia, alegre e tão agradável. Mas sabes? Eu nem sempre me sinto só, também gosto de estar na minha companhia. Apesar de todos os pesares, ainda gosto de mim... 😉

      Muito obrigada por tudo, um grande e apertado Abraço, Faty.

      Eliminar
  8. Bom dia de paz, querida amiga Janita!
    Adoro contemplar as nuvens, elas conversam com a gente, dizem pistas ótimas para os diversos momentos.
    Vivo nas nuvens...
    Um bonito poema que releva a companhia das nuvens.
    Que não lhe falte sua presença, que seus céus sejam azulados!
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, amiga Rosélia.

      Já eu, vivo com os pés bem assentes na terra, queixo levantado e sempre a olhar em frente. Ocasionalmente, acontece olhar o céu e, se lá vir algo que me surpreenda, seja o negrume das nuvens prontas a espalhar água onde ela escasseia, seja qualquer outra coisa que se movimente e me desperte o olhar, já registo o momento e fico feliz. Foi o que aconteceu ontem. :)

      Um abraço amigo e uma noite abençoada.

      Eliminar
  9. Estas nuvens alegram o céu azul.
    Sempre gostei desta canção.
    Que tenhas um bom dia... ou melhor uma boa tarde. Aqui ainda são 10:25 da manhã.
    : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, querida Catarina! :)

      Foi justamente por sentir em mim essa alegria, que quis registar esse momento. Nuvens leves, brancas e agitadas num movimento inusitado, parecendo avezinhas em bando. :)

      Quer dizer que agora aí está quase a chegar o toque da alvorada. Dorme então que ainda é cedo, para mim é que já é tarde. Vou-me à deita.
      Beijinhos, até amanhã ou até já.

      Eliminar
  10. Estas nuvens são muito belas. São serenas. Amei!:)
    Gostei da musica:))
    .
    Beijo, e uma excelente tarde!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensei o mesmo, Cidália.
      É raro num céu tão limpo e azul, haver nuvens. Quando as há são lindas, como estas.

      Beijinho, boa noite e obrigada

      Eliminar
  11. Por vezes também são a minha companhia, quando olho pela janela e as vejo a voar.
    Fazem-nos companhia.
    Que as tuas noites sejam cobertas de esperança por um novo amanhecer.
    Lindas as tuas palavras e a canção, veio mesmo a propósito.
    Nuna te sentirás só quando tens amigos e eu sou uma delas, acredita.
    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer companhia que nos fale ao coração é boa, não é Manu!
      Chamem-nos piegas, riam, digam o que quiserem, mas lá que é nas coisas simples que encontramos momento felizes, isso nós sabemos e ninguém nos tira daí a ideia. :)

      A canção é antiga, é por isso há que relembrar os velhos êxitos da nossa música do passado.

      Beijinhos querida amiga. Tem uma noite serena e descansada.

      Eliminar
  12. Respostas
    1. Viva, José!
      Que bom ver que voltou e, diga-se em abono da verdade, em grande estilo. (lá no seu cantinho, claro.)
      Aguardo-o...:)

      Beijinhos

      Eliminar
  13. OI Janita
    Voltando devagar enquanto aguardo pacientemente a viagem pra perto de ti rs a pandemia ainda em curso e outras mudanças de vida resolvemos adiar até que tudo se acomode mais.
    Saudades de vir compartilhar nossos devaneios _ gosto dessas 'nuvens em bando'
    grande abraço e continuemos juntinhas !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Lis.
      Viaja, amiga, viaja sempre que puderes e as forças te não faltem! Não existe nada melhor no mundo do que conhecer outras gentes, outras terras, outros estilos de vida, com tudo o que isso implica.

      Continuemos, sim, até um dia.
      Nada dura eternamente.
      Eu já iniciei o meu processo lento de desapego blogosférico, para depois, não me custar tanto.

      Um beijinho e sê muito bem-vinda.

      Eliminar
  14. Estou cansada! Cheguei agora do trabalho e apanhei uma fila de trânsito que nunca mais acabava. Pára, arranca!
    Quem me dera poder ficar em casa....
    Aproveita bem a tua reforma. A mim ainda me falta um ano e meio....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Feliz devo eu sentir-me, então, Maria. :)
      Já estou reformada, continuo a trabalhar com flexibilidade de horário, evitando assim a sensação de inutilidade.
      Vou a pé - algumas ocasiões chego a dizer que vou descansar pró trabalho. Vida boa, não é? Pois...isso pensas tu!

      Beijinhos, moça. Um dia quero ver o que vais falar acerca das 'delícias' da reforma. 😉

      Eliminar
  15. ... E o dia amanhece com o céu azul, dotado de tão lindas nuvens brancas, descrito com belas palavras pela nossa amiga Janita, através de tão belo e profundo poema.

    Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, Rosemildo! :)
      Quando amanhece tudo fica mais claro e lumonoso.
      A noite nunca me encantou com os seus prazeres, apenas me delicio com as nuvens e as estrelas.

      Muito grata pela visita.
      Tão cedo possa, irei ver os que as suas emoções desta vez lhe ditaram.
      Abraço e tudo de bom.

      Eliminar
  16. É um manancial: fotos, versos, música... Cantinho encantador, esse.
    bjis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manancial, é? O José, por sua vez anda muito poupadinho com as palavras.
      Ainda assim, eu prefiro que esteja presente e me faça companhia, nem que seja com um simples. "Olá, Janita".

      Beijinho amigo.

      Eliminar
  17. Hoje, estando eu à janela
    passou uma nuvem negra
    que percebendo a minha ânsia
    se me dirigiu "Descansa
    atrás vem uma nuvem branca"

    E, aí, dei que vieram muitas
    em bando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Rogério.
      Já andava a sentir a falta dos seus bonitos e poéticos comentários.
      Hoje, já o vento espalhou as nuvens brancas e o céu escureceu.
      coisas deste Outono que anda a fazer estragos pelo mundo.
      Que ele lhe traga só motivos de alegria.
      Boa Sorte, muito Sucesso e Saúde da boa. :)

      Um abraço.

      Eliminar