quarta-feira, 22 de novembro de 2017

O CÉU DA MINHA RUA.





Hoje o céu da minha rua
Está cinzento-escuro e triste
Há pouco quando saí
Olhei-o, e quando o vi,
Preferi vê-lo com nuvens
Ainda mais tristes e escuras….

                      …Das quais a água bendita caísse!




+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++



51 comentários:

  1. Quem dera amiga. Por aqui está nublado, mas nada que se pareça com a vontade de chover. Pelo menos por ora.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por cá esteve igual, com uma ventania que metia medo, mas chuvinha que era bom...nada!
      Já começo a ficar assustada. Temo que um dia abra uma torneira e não sai nada...já nem rego o quintal.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. Por estes lados, também o céu está cinzento mas... só promessas, promessas.

    Beijocas tantas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Promessas teremos nós que fazer, NN!
      Queres vir a Santa Rita a pé? Anda, que eu espero por ti.

      Beijinhos, muitos.

      Eliminar
  3. O céu da tua rua está igual, ou parecido, com outras onde a chuva promete aparecer.
    Hoje já choveu, no Minho. Mais um ou dois dias, muitos mais céus cinzentos surgirão carregados de nuvens com a bendita chuva.

    Beijinho, Janita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No Minho choveu, António?
      Eu estou mais perto do que tu e não dei por nada.
      Vento oiço-o eu a bater com força nas persianas, tomara que puxe a chuva...

      Beijos, António!

      Eliminar
  4. Boa tarde. Essa tão desejada chuva não há meio de cair. A imagem está maravilhosa. Adorei

    Hoje: "" O coração não mente, mas sente""

    Bjos
    Feliz Quarta-Feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algum dia há-de vir, Larissa, não sabemos é quando.

      Beijos e resto de semana feliz.

      Eliminar
  5. Triste mas lindo céu! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje, até me pareceu bonito, Chica. Pensava que traria chuva...Oh ilusão!
      Beijinhos.

      Eliminar
  6. O céu da minha também esteve igual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O teu, Laura, não fica muito longe do meu...:)

      .

      Eliminar
  7. Que brotem lágrimas ,pois hoje seriam uma dádiva para este nosso Portugal ávido de água,muitos beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lágrimas grossas, mas da nuvens, não era Emanuel?

      Beijinhos.

      Eliminar
  8. E a água vai cair sim. Tardia mas virá, digo eu cus nervos, claro ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehe...cus nervos- à flor-da-pele - andamos todos, Mena!

      :))

      Eliminar
  9. O "meu" também esteve bastante cinzento, mas nada de chuva, só vento.

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O sr bento, também anda por cá, Adélia. Oxalá não faça estragos.

      Grande beijinho, amiga. :)

      Eliminar
  10. Janita,
    bendita ou benta, vamos acreditar que ela já aí vem !

    Cai chuva do céu cinzento

    Cai chuva do céu cinzento
    Que não tem razão de ser.
    Até o meu pensamento
    Tem chuva nele a escorrer.

    Tenho uma grande tristeza
    Acrescentada à que sinto.
    Quero dizer-ma mas pesa
    O quanto comigo minto.

    Porque verdadeiramente
    Não sei se estou triste ou não.
    E a chuva cai levemente
    (Porque Verlaine consente)
    Dentro do meu coração.

    Fernando Pessoa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindo poema, Ângela.
      Parece uma prece a pedir chuva.
      Oxalá São Pedro abra as torneiras lá de cima - já que Verlaine consente - e nós a desejamos e dela precisamos.

      Beijinhos gratos pelo belo poema. :)

      Eliminar
  11. Que venha ela... Que venha ela... porque ela já vem tarde.


    Para não dizer que eu digo sempre mal das suas fotografias, digo que esta fotografia está bem tirada.
    Mas agora, será uma afirmação verdadeira? Será uma afirmação mentirosa?
    ...
    ...
    ...
    ...
    A afirmação não é mentira. Está realmente uma fotografia bem tirada. O rácio de proporcionalidade dos elementos está bem controlado. Só este aquele pequeno "cisco" (esquina de algo) no canto superior esquerdo é que está a mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Remus!

      Vem tarde e a más horas, a chuva, mas que venha...e muita!!

      Cada vez me convenço mais que isto da fotografia não requer muita atenção, vai quase à toa, como foi o caso desta. Pousei o saco das compras e aí vai disto...

      Deus seja louvado, acertei sem querer, mas acertei.
      Ou melhor, nem mesmo assim escapou à crítica, do crítico, o cisco que me vi grega para descobrir. Ah...soubesse eu e tinha-o tirado...mas como, se nem nele reparei, senão agora?
      Para a próxima, vou passar tudo a pente fino.

      *_*

      Eliminar
    2. ...Remusinho, a resposta ao negrito, ficou no comentário em baixo

      *_*

      Eliminar
    3. Mas que bem.
      Isso quer dizer que aprendeu e passou com distinção no exame. Agora já pode ser tratada por Doutora Honoris causa em comentários com itálico e negrito.
      :-D

      Eliminar
    4. Nem mais! Graças ao Doutor Remus, agora passei a ser:
      A Baronesa Doutorada em itálico e negrito,Lol.

      Bem-haja pelo curso gratuito.
      Ou vai mandar factura? *_*


      Eliminar
  12. Nuvens cinzentas, mas ocas... não chovem!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizes bem, Graça, ocas...estéreis! :(

      Beijinhos

      Eliminar
  13. Eu estou cheia de esperança que vai chover e espero que comece devagarinho pois se for muito forte pode ser ainda mais problemático.
    Vamos esperar pelo melhor!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, Papoila, também eu temo o reverso da medalha.
      Esperemos que venha com suavidade, mas que venha certa e firme!
      Beijinhos.

      Eliminar
  14. Vento sim, chuva nem vê-la.
    Já agora (acho que é alentejana):
    - Maria, parece que bateram à porta
    - quem era?
    - era o Bento
    - o vento?
    - não, não era o vento, era o Bento que se põe na minha senhora.
    Pardon

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. depois de afixado, estive tentado a eliminar o comentário, mas fica assim. As minhas desculpas para olhares mais sensíveis.

      Eliminar
    2. Ora essa, José, deixou ficar e fez muito bem. Onde é que está o mal? Eu não vejo nenhum, os Bentos não são bons ventos de confiança, põem-se no sítios mais estranhos e onde não seria suposto nem aceitável...o meu progenitor chamava-se Bento e foi um bom traste. Deixe lá, o passar dos anos fizeram-me uma pessoa mais flexível...e realista.
      Mas duvido que isso se passasse no Alentejo, porque lá não trocam os V's pelos B's. Deve ter sido cá para o Nuorte...

      Beijinhos.

      Eliminar
  15. Estamos todos com o mesmo sentimento Amiga!
    Aqui ainda não choveu, só o vento assobia :(

    Abraços e beijinhos para ti enviados pelo vento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espera aí um bocadinho que vou espreira ao terraço a ver se aqui também chove como na rua do meu Amigo 500.
      Já venho...o terraço está molhado , mas não chove a bom chover.
      Esperemos...:)

      Beijinhos para ti também, amiga!

      Eliminar

    2. Também começou a chover agora! :D

      Eliminar
  16. Novidades: aqui (Porto)já chove e com força.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sua Rua, José, deve ficar para outros lados, porque aqui ainda não chove com força...talvez lá para a madrugada.
      Amanhã lhe direi. Já tenho baldes para apanhar a água e começar a poupar a que me sai das torneiras.
      Meto-a em garrafões de plástico e uso-a nos WC's, que lhe parece a minha ideia de poupança?
      Mulher prevenida...

      Eliminar
    2. Afinal, começo agora, a bater forte nas vidraças...Ui, que bátega!!

      Eliminar
  17. Hoje, nem olhei para o céu
    Se estava cinzento
    não confirmo nem desminto
    mas, à cautela, levei chapéu

    só que não choveu

    se chove ai
    manda uma bátega p´ra mim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se levou chapéu não foi para o sol, ou foi, Rogério?
      Hoje, decerto choveu,
      porque creio eu
      choveu um pouco
      por todo o país,
      mas coisa pouca
      tão pouca que nem deu
      para encher metade
      do reservatório
      do chafariz.

      Se chover mais para aqui
      eu mando para si. :)

      Eliminar
  18. Muito cinzento esse teu ceu... e provavelmente nem choveu.
    : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Choveu já perto da meia-noite, Catarina.

      Hoje, apenas chuviscou
      só regou...:(

      Beijos.

      Eliminar
  19. A falta de chuva já é um tormento.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se continuar assim vai ser um flagelo, Pedro.
      Coisa séria, mesmo!

      Beijinhos

      Eliminar
  20. Na minha terra está a chover sem parar.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na Bélgica chove sem parar?
      Aonde? em Bruxelas?
      Oh, Alfacinha, não há direito, isso é discriminação punida por lei.
      Quando chove, tem de ser como o Sol: para todos!

      Abraços. :)

      Eliminar
  21. :))) ... Poucos gostam de chuva, mas desde há muitos anos que não estávamos tão expectantes e com vontade de a ver cair ! :)
    Finalmente e oxalá que seja por uns dias bons, embora todos gostem mais do sol ! :)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não gosto, Rui, nunca gostei, mas agora já é uma questão de absoluta necessidade. Esperemos que chova três dias sem parar, como diz a canção brasileira. :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  22. Pois há hora que estou a escrever-te a chuva já cai a oeste, vamos ver se veio para ficar.
    Adorei o tom das árvores da tua rua, ficou uma foto muito bonita!

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem querida Manu...a oeste também vai ficar tudo bem regadinho!! :)
      Basta que vá vindo, é que se for muito pegada também vai enjoar rápido...:)

      Beijinhos.

      Eliminar