segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Quem Sabe...Sabe!!




Um alentejano apanha um comboio para ir a Lisboa e senta-se ao lado de um senhor muito bem vestido.
O alentejano começa a olhar e pergunta:
 - Por acaso você nunca apareceu na televisão? - Ao que o sr. responde:
 - Sim, eu costumo ir a muitos concursos de cultura geral e por isso o sr. deve-me conhecer daí. Como a viagem vai ser longa, por acaso não quer fazer um jogo comigo?
 - Pode ser. - Respondeu o alentejano. - Então fazemos assim: como eu tenho mais cultura que o sr., você faz-me uma pergunta sobre um assunto qualquer e se eu não souber responder, dou-lhe 50 euros. A seguir faço-lhe eu uma pergunta e se não souber a resposta, dá-me só 5. Concorda?
 - Vamos a isso. - Respondeu o alentejano confiante.
-  Então eu faço-lhe a primeira pergunta. Diga-me o nome da pessoa que escreveu "Os Lusíadas", aquele poeta só com um olho, que dignificou Portugal?  O alentejano começa a pensar e passados alguns instantes diz:
- Nã sei. Ê nã sei leri. - A resposta era Luís de Camões, responde o outro. Dê-me os 5 euros e faça-me uma pergunta qualquer.
 - Tomi.  Bem, qual é o animali que se o encostar a um chaparro sobe-o com quatro patas e desce-o com cinco patas?
 - Olhe, essa nem eu sei. - Respondeu o homem culto, muito admirado.
 - Então passe para cá os 50 euros.
 - Tome lá.  Mas agora diga-me, que animal é esse?

 - Tamém nã sei. Tome lá os seus 5… J




******------******

35 comentários:

  1. Não há um único alentejano que não seja magano e não corra o seu risco. Olha, e se o tal-bem-posto soubesse qual era o «animali que se o encostar a um chaparro sobe-o com quatro patas e desce-o com cinco patas»?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atão...compadri, era o alentejano que perdia...cinco érios!! Tá bem de veri!
      Mas...há animais com cinco patas? Não conheço nenhum.

      :)

      Eliminar
  2. Ganda compadre!!! :)))
    Beijos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há muito que o seu parceiro de anedotas não lhe manda nenhuma sobre alentejanos, Pedro! :))

      Beijinhos, boa semana.

      Eliminar
  3. Ahahahhaahahahaahahahahahaahah

    Tendo eu uma costela alentejana, confesso que não sabia esta. Estamos sempre a aprender não é verdade?

    Fiz-me seguidor do seu bonito blogue. O seu linke está inserto na lista de blogues a visitar do meu. Gostaria que, se possível, houvesse reciprocidade.
    .
    Meu blogue
    .
    https://brincandocomaspalavrass.blogspot.pt/
    .
    Abraço e ...
    Feliz inicio de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho duas costelas, Gil António! :) Mas nem por isso sei contar anedotas; estas, que publico, são da Net. Por isso quase toda a gente as conhece.

      Grata pela visita, lá irei ao seu espaço retribuir.

      Abraço e boa semana.

      Eliminar
  4. Os alentejanos são os maiores! 😀

    ResponderEliminar
  5. Os alentejanos são tramados! 😐

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Danados prá brencadera, António!!

      😐...Vês? já te roubei a carinha. :)

      Beijinhos e repouso, moço!

      Eliminar
  6. Querida Janitamiga

    Pobres alentejanos pois são motivo para anedotas. E não merecem isso: são muit amistosos, quando trabalhamé sob um calor tremendo, e vivem alegres numa planência infindável! :-(:-)))))

    Bjs da Raquel que muito te aprecia e qjs do Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amistosos...até parece que estás a falar de índios, ó Henrique. Lol- O que é isso de "planência infindável"?
      É alguma coisa que se coma?
      E a genti lá se rala que façam troça? Pois se somos nós quem mais anedotas conta sobre os alentejanos...os alfacinhas é que são todos cheios de melindres e não me toques...
      Tenho um amigo lá em Serpa, que a contar anedotas é de morrer a rir, havias de o ouvir... :)

      Ah, já fui à Nossa Travessa e gusti, sim! :)

      Ai a Raquel aprecia-me, olha deve ser a única...
      Dá-lhe lá um beijinho meu. :)

      Eliminar
  7. Pois... ahahahahahah


    Beijinho Janita, tás melhor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahah, adorei.
      Beijinhos Janita

      Eliminar
    2. Ehehehehehe

      Atão nã se vê logo que sim, NN?

      Beijinho, Nom...:)

      Papoila,
      Adoraste mesmo, até te perdeste plo caminho.
      ahahahaha

      Beijinhos

      Eliminar
  8. O alentejano é mesmo esperto... Pelo menos jeito para as contas e para fazer trocos ele tem.
    :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E qual é o alentejano que não tem o seu quê de esperteza...saloia? :DDDDD
      É só olhar para mim...LOL

      Um bejo, vá lá, atão! Para não perder a viagem.

      Eliminar
  9. Bem apanhada, que já conhecia. Ouvir um cante é sempre um prazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, ó José, reconheceu aí nesse Rancho o tal seu amigo que é de V.N. de São Bento?
      Esse senhor de barba, que iniciou o Cante, parece-me ser aquele meu amigo poeta, embora esse seja de Serpa, mas pode ser irmão, talvez. Tenho de indagar.

      :)

      Eliminar
  10. Ahahahaah, já me fizeste rir!
    Mesmo que não fosse de alentejanos, o que mais gostei foi de ler o emproado do chico esperto, caso para dizer, saiu-lhe o tiro pela colatra.

    Beijinhos Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, quando eles dizem saber tudo...é quando não sabem é nada! :))

      Beijinhos, Manu, obrigada! :)

      Eliminar
  11. É assim mesmo alentejano, deu-lhe 10 euros mas ficou com 40€ !!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom em aplicações financeiras, ai não!!
      Pode perder-se, mas há que ganhar um pouquinho mais. :)

      Obrigada, Ricardo!

      Eliminar
  12. Esse alentejano foi mesmo esperto, que máximo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Diana Fonseca.
      Um gosto revê-la por aqui. :)

      Dizem que os alentejanos são indolentes, mas espertos...quer-me parecer que eu saí fora do molde: Sou despachada, porém, parva...E isto é a mais pura verdade, qualquer um/a me faz o ninho atrás da orelha...
      Crédula que eu sou...

      :)

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Será geral ou benesse apenas de alguns? :)

      Um abraço e obrigada.

      Eliminar
  14. anedota geríssima e os homens do Alentejo sabem cantar
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Alfacinha!
      Se há coisa que um alentejano saiba fazer, é cantar bem!
      Pode crer...palavra de alentejana! :)

      Abraço e obrigada.

      Eliminar
  15. ahahah... Pois é. Chamem-lhe nomes e que são ignorantes ! :))) ...
    Adoro o sentido de humor alentejano ! Gente simples, simpática e que até sabe rir de si mesma !

    E o que mais importa : Como está hoje a nossa menina ? ... Ela já ultrapassou pelo menos a maior parte do problema ?...

    Beijo querida amiga !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu querido Amigo Rui.
      Não há pai para os alentejanos, é o que é!! :)
      Pena que eu já nem saiba bem onde pertenço...se ao Norte se ao Sul. :)

      A vossa menina cá vai indo como Deus quer!...qual problema?
      Havia algum problema para ultrapassar? Se te referes à constipação...voltou a atacar! :(

      Beijinhos, amigo Rui. .)

      Eliminar
  16. Ó Janita, esse compadri se fosse ao Limiar limpava aquilo tudo. Que ganda vacina. Ainda estou a rir. Vou perguntar ao médico se dá imunidade para o pingo...
    Tá mesmo aqui, no andar de cima, uma coisa que e me deixa atrapalhado. Vacinar ou não vacinar a carcaça?
    E a carraça da legionela a fazer das suas. Caraifo!!!
    As melhoras. Eu vou como me disse o doutor: com o meu coração entregue ao destino.
    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho, Agostinho! :) Lá no jogo do brainstorm, o alentejano era praça para limpar aquilo tudo.

      Quanto a vacinar a carcaça :), eu recusei e não me arrependo, apesar desta de caixão à cova. O meu enfermeiro, sim, agora também tenho enfermeiro de família, sabia?
      Pois tive consulta no dia 23 de Outubro, e não quis ser vacinada. Olhe, se tenho aceitado, agora pensava que era a vacina a causadora desta gripalhada, como me aconteceu há um ror de anos, em que me deixei vacinar, pela primeira e última vez.
      O Agostinho fará como o seu médico achar melhor...ele parece ser um sábio conselheiro.
      Entregar o coração ao destino, é um bom conselho.

      Pois...a legionela...os hospitais, agora, são focos de bactérias. Que tristeza!

      Obrigada, um beijinho.

      Eliminar